Em discurso, Dilma diz que honrará mulheres e governará ‘para todos’

Ela afirmou que vai trabalhar pela estabilidade econômica do país.
Presidente eleita e vice receberam diplomas do presidente do TSE.


No breve discurso que fez após receber o diploma de presidente eleita do Brasil, Dilma Rousseff afirmou que é uma “grande responsabilidade” suceder um presidente da “estatura” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ela prometeu “honrar as mulheres, cuidar dos mais frágeis e governar para todos”.

Dilma afirmou que vai trabalhar pela estabilidade econômica do país e defender a liberdade de imprensa.

Declarou que é preciso aliar crescimento econômico com desenvolvimento social.

“Nenhuma estratégia política e econômica é efetiva se não se refletir na vida de cada trabalhador, empresário e família.”

Dilma elogiou a Justiça Eleitoral pela modernidade na apuração dos votos nas eleições deste ano e a forma como conduziu o processo eleitoral.

“Nós conquistamos no Brasil um processo excepcional. A lisura e eficiência da nossa Justiça Eleitoral são reconhecidas em todo o mundo”, disse.

A presidente eleita afirmou que o povo brasileiro amadureceu ao eleger um trabalhador e uma mulher para a Presidência da República.

Dilma também se disse emocionada. “Sem sombra de dúvida é uma imensa emoção receber esse diploma da corte responsável pelo processo eleitoral brasileiro”, declarou.

Lewandowski
Em seu discurso, o presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, desejou sucesso à presidente eleita e seu vice.

Ele ressaltou o esforço da Justiça em garantir os direitos democráticos dos eleitores e disse que a diplomação é o momento mais “significativo” das eleições.

“É o derradeiro, e quiçá o mais significativo, ato do processo eleitoral, que só pode ser desconstituído por decisão judicial. Ao outorgar os diplomas, o TSE declara que ambos encontram-se legalmente aptos a tomar posse perante o Congresso Nacional”, afirmou Lewandowski.

Cumprimentos
Depois do discurso de Lewandowski, Dilma e Temer receberam os cumprimentos das autoridades presentes.

Dilma Rousseff entre a mãe, Dilma Jane Silva
Rousseff (d), e a filha, Paula Rousseff, durante a
cerimônia de diplomação (Foto: Dida Sampaio /
Agência Estado)

De pé, a presidente, o vice e a mulher dele, Marcela, recepcionaram um a um os convidados e os funcionários do TSE que se colocaram em  fila para cumprimentá-los.

Depois dos cumprimentos do presidente do TSE, Dilma recebeu o primeiro abraço do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT), que assumiu o cargo após a renúncia de Michel Temer. Em seguida, foi cumprimentada pela mãe, dona Dilma Jane, pela filha, Paula Rousseff, e pelo ex-marido, Carlos Araújo.

A presidente eleita também recebeu abraços de amigos e aliados da campanha eleitoral, como o presidente do PT, José Eduardo Dutra, o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT), futuro ministro do Desenvolvimento, e o deputado José Eduardo Cardozo, futuro ministro da Justiça.

Fonte: G1


+ sobre o tema

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira...

para lembrar

Charmeiros fora da novela: menos glamour e mais animação

Por: Valmir Moratelli Óculos coloridos, fones enormes e toalhinhas...

Tolerância zero = Intolerância com os pobres – Por: EMIR SADER

Com a eleição do novo prefeito, Nova York vira...

Aos desavisados que pretendem morar em Portugal

Aviso de Rita Voss , brasileira residente em Portugal...

Mídia sul-africana critica proposta de colete à prova de balas para craques alemães

Fonte: DW-Word Imprensa da África do Sul ridiculariMídia sul-africana...

É sórdido condenar vítima de estupro por aborto

É sórdido e apequena a política o Projeto de Lei que ameaça condenar por homicídio meninas, jovens e mulheres que interromperem gestações, ainda que...

Geledés repudia decisão da Câmara sobre aborto

Geledés – Instituto da Mulher Negra vem a público manifestar sua indignação e repúdio à decisão da Câmara dos Deputados, aprovada nesta terça-feira, 12,...

Mulheres vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio; confira locais dos atos

Mulheres vão às ruas de diversas partes do país em protesto contra o avanço, na Câmara dos Deputados, do projeto de lei que equipara...
-+=