Em Twitter, deputado pastor diz que africanos descendem de ancestral amaldiçoado

O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), que é pastor, declarou nesta quinta-feira, via Twitter, que os africanos descendem de um ancestral amaldiçoado por Noé. Segundo Feliciano, “a maldição q Noe lança sobre seu neto, canaã, respinga sobre continente africano, dai a fome, pestes, doenças, guerras étnicas!”, disse em sua página no microblog.

Após a repercussão de suas frases, o deputado disse em seu site que foi “alvo de milhares de pedradas, sapatadas, raquetadas, ‘twittadas’” e explicou que a afirmação vem da interpretação de uma passagem bíblica.

Segundo Feliciano, “Noé amaldiçoa o descendente de Cão, ou seja, toda a sua descendência, pois Canaã era o mais moço. Canaã representa diretamente a descendência de Cão representando todos os seus filhos”.

E citou ainda que o “historiador hebreu, Flavio Josefo, dá conta da nação de Cuxe, filho de Cam e neto de Noé : ‘Para um dos quatro filhos de Cam, o tempo não para toda a mágoa o nome de Cush; para a Etiópia, sobre o qual reinou, são ainda menos Neste dia, tanto por si e por todos os homens na Ásia, etíopes chamados.

O parlamentar disse ainda que, “como Cristãos, cremos em bênçãos e, portanto não podemos ignorar as maldições. Recai sobre o homem o peso da lei, toda vez que por ele a lei é quebrada”.

Feliciano afirma ainda, pelo microblog, que suas declarações não são racistas e nada tem a ver com as do deputado Jair Bolsonaro, durante participação no programa CQC, da Band.

“Tenho raízes negras como todos os brasileiros. Bem como dos índios e tbem europeus! Rejeito essas calúnias infames! Aqui não Seus desalmados”, postou. “Quanto ao Dep. Bossonaro, não sei o q ele falou. Eu falo por mim e respondo por mim e apenas por mim.”, completou Feliciano.

O pastor afirmou também que não é homofóbico e declarou. “Bora cristãos! Mostremos nossa união e nossa força. Retuitem isso: Amamos os homossexuais, mas abominamos suas práticas promíscuas!”. Antes da afirmação, ele fez a lista com os nomes de alguns “defensores dos gays”.

+ sobre o tema

Apontar o racismo, indicar o racismo e dar nome aos atos: confrontemos!

Quando encaramos o problema racial que atravessa nossas relações,...

Primeira bebé do ano em Viena é alvo de ataques xenófobos

Às primeiras horas de vida, Asel já era vítima...

No Brasil, o melhor branco só consegue ser um bom sinhozinho

O cancelamento da peça 'A Mulher do Trem' por...

México vê aumento de violência após 11 anos de intervenção militar

Socióloga aponta que Rio corre o mesmo risco se...

para lembrar

Atos de racismo perderão o direito de fiança

Pela Constituição, delitos desse tipo não dão direito a...

10 discursos famosos para refletir sobre o racismo

É preciso falar sobre racismo. Seja nas redes sociais,...

MPF denuncia Filipe Martins, assessor de Bolsonaro, por racismo

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou, nessa terça-feira (8/6),...
spot_imgspot_img

SC tem alta de 51% nos casos de injúria racial e lidera denúncias do crime no país

Em Santa Catarina, seis pessoas procuraram a polícia por dia, em média, para denunciar casos de injúria racial em 2023. No ano passado, 2.280 pessoas sofreram ofensas...

O destino dos negros

A semana em que o Estatuto da Igualdade Racial (lei 12.288/2010) completou 14 anos foi repleta de notícias que atestam o quanto o Brasil está longe...

Roda de samba no Centro do Rio registra dupla imitando macacos em evento: ‘não será tolerado’

O PedeTeresa, roda de samba que acontece na Praça Tiradentes, no Centro do Rio, compartilhou um vídeo de uma dupla imitando macacos em um...
-+=