Fundo Rotativo Solidário beneficiará empreendedores do Fórum da Economia do Negro de Fortaleza (CE)

Por: Karol Assunção

 

Adital – Empreendedores/as da capital cearense organizados no Fórum da Economia do Negro agora serão beneficiados com um Fundo Rotativo Solidário. O lançamento do Fundo acontecerá na próxima segunda-feira (12), a partir das 16h, no Mercado dos Pinhões (entre as ruas Nogueira Acioly e Gonçalves Ledo), em Fortaleza, Ceará.

O evento contará com a presença de representantes da Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Prefeitura Municipal de Fortaleza, do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e do Comitê Gestor Nacional dos Fundos Solidários. De acordo com Luiz Bernardo, titular da Coordenadoria de Políticas Públicas para a Igualdade Racial (Coppir) da SDH, o Fundo Rotativo Solidário beneficiará 13 grupos integrantes do Fórum da Economia do Negro.

Os recursos serão geridos por um Comitê Gestor e serão destinados para a formação e o fortalecimento dos empreendimentos. “Para o movimento negro, é muito importante ter achado a questão da economia do negro, ter esse recorte racial na economia”, considera.

Segundo Bernardo, o Fundo Rotativo Solidário atingirá diretamente cerca de 90 pessoas e, indiretamente, 172. “O perfil são pessoas que, de certa forma, já sabem fazer alguma coisa e começam a se organizar na perspectiva da Economia Solidária”, comenta, ressaltando a participação dos negros em feiras e redes de economia solidária estadual e nacional.

Os participantes do Fórum beneficiados com o Fundo Rotativo são negros e negras que já produzem algo. O coordenador da Coppir destaca os produtos ligados à cultura afrodescendente, como bonecas negras, penteados de cabelo afro, instrumentos musicais como tambores e atabaques, roupas e artigos religiosos, dentre outros. A intenção, de acordo com ele, é futuramente ampliar o Fórum para outras cidades.

“É importante que os negros sejam protagonistas e tenham consciência do que são, do que sabem, do que têm. Precisam discutir a economia e se reconhecer enquanto empreendedor negro, trocar experiências com os colegas e resgatar a cultura”, destaca.

Para mais informações, acesse: http://www.fortaleza.ce.gov.br/sdh/index.php

As matérias sobre Finanças Solidárias são produzidas com o apoio do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

 

Fonte: Famalia

+ sobre o tema

Preto e dinheiro são palavras rivais???

Por Bruno Rico Do Afro21 Precisamos aprender a reconhecer algo histórico,...

“Para branco sempre tem espaço”, diz Vovô do Ilê sobre dívida do bloco afro

Bloco passa por momento complicado, com dívidas que chegam...

para lembrar

Seminário sobre violência e juventude negra.

Na próxima terça-feira ( dia 19/4 ) as...

Para ativista, cultura do preconceito resulta em ambiente social deteriorado

Filósofa, que está lançando o livro "Racismo, sexismo e...

NEABI- Núcleo de estudos e pesquisa afro-brasileiros e indígenas/UFPB

  O NEABI – Núcleo de Estudos e Pesquisas Afrobrasileiros...

Ministra Luiza Bairros é condecorada com a medalha Mérito Santos Dumont

A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da...
spot_imgspot_img

Quilombo de Mãe Bernadete é reconhecido pelo governo federal

A comunidade Pitanga dos Palmares, da líder quilombola Mãe Bernadete, assassinada em agosto do ano passado na Bahia, foi reconhecida e declarada como Comunidade Remanescente de Quilombo pelo...

Quem foi Beatriz Nascimento, pioneira nos estudos sobre quilombos

Beatriz Nascimento é uma das intelectuais mais importantes do Brasil. Historiadora, ela foi pioneira nos estudos sobre as comunidades quilombolas no país. No ano passado,...

Inscrições abertas para compor banco de itens do Saeb

As inscrições para credenciamento de colaboradores interessados em compor o Banco de Colaboradores do Banco Nacional de Itens (BC-BNI) do Sistema de Avaliação da...
-+=