segunda-feira, junho 27, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaEntretenimentoGame: Elza Soares e Negra Li se transformam em Campeãs de Wild...

Game: Elza Soares e Negra Li se transformam em Campeãs de Wild Rift

Personalidades participam de campanha e promovem primeiro torneio feminino do game

O universo de League of Legends: Wild Rift, jogo MOBA mobile da Riot Games, ganhou novas personagens especiais: as cantoras Elza SoaresNegra Li e a influenciadora Mariana Ayres se transformaram em suas versões Campeãs do game em artes criadas pela ilustradora Natália Lima, do perfil Sapo Lendário. A iniciativa, parte de uma campanha assinada pela agência DOJO, destaca as três mulheres como figuras inspiradoras do cenário feminino.

“Além de serem grandes mulheres, suas características e personalidades únicas nos ajudaram rapidamente a desenvolvê-las. A nossa direção foi olhar para as regiões do universo de League of Legends, e assim, decidimos encaixar cada uma delas em cada região: Elza em Targon – Solari, Negra Li em Ionia e Mariana em Zaun. E foi a partir disso que começamos a desenvolvê-las, unimos a personalidade de cada uma com a região e criamos as características das roupas, poderes e poses”, explica Natália.

Foto: Divulgação

O trio ainda recebeu alcunhas e habilidades especiais de Campeãs dignas do universo de Runeterra: Elza Soares é “A Voz do Milênio”, cujas habilidades são Potência Vocal, Resistência Impecável, Libertação e Espetáculo Histórico; Negra Li é “A Poeta Celestial”, com Rima Navalha, Rap Pesado, Dueto Perfeito e Raízes; e Mariana Ayres é “A Multivalente”, com as capacidades de Purificação Gloriosa, Barreira Protetora, Transmissão Autêntica e Dardos de Luz.

“[Ganhar uma personagem] foi um misto de emoção com gratidão, surpresa. Sei que até agora eu estou degustando esse momento, porque não é qualquer pessoa que ganha uma homenagem dessas. Virar um personagem de game a essa altura da carreira, depois de receber tantos prêmios, tanto carinho, é sinônimo de que a gente nunca está parada”, comemora Elza Soares.

Para Negra Li, os games a fazem ter sentimentos alegres, de jovialidade, de infância, coisas leves. “É de extrema importância a gente mostrar cada vez mais as mulheres em diferentes funções. Já provamos que a gente pode dominar qualquer área e no game não podia ser diferente”, diz.

Além das artes, as personalidades promovem, pelas redes sociais, o primeiro torneio feminino de Wild Rift no Brasil, a Copa das Campeãs. Uma parceria da Riot Games com a Gamers Club, a competição voltada para as mulheres da comunidade tem início em 16 de dezembro, com a etapa qualificatória – as transmissões começam no dia 18 de dezembro, com premiação total de R﹩ 10.000,00 + 140.000 Wild Cores. “É importante e impactante demais que se estabeleça um ambiente seguro, divertido e que impulsione a mulherada nos games. E fazer parte disso é dar sentido pra tudo que já percorri nesses quase nove anos trabalhando com games no Brasil”, comenta Mariana Ayres. “Para mim é muito importante fazer parte de algo tão relevante e revolucionário”, finaliza Negra Li.

Artigos Relacionados
-+=