Golliwog, pickaninny e golly doll – Reconhecendo estereótipos racistas internacionais – Parte IV

Parte IV

Golliwog é o nome de bonequinhos de trapo que apareciam em livros infantis no século XIX caracterizados como uma caricatura de criança negra totalmente estereotipada e com traços exagerados — um bonequinho com blackface basicamente.

por Suzane Jardim no Medium Corporation

sambo

Esse bonequinho criou tendência iconográfica para a criação de itens, produtos e shows que usavam blackface. E rapidamente se tornou uma ofensa racial.

Pickaninny é uma palavra adaptada de “pequenino”, em português, sabe? E era usada para se referir a crianças negras — aquelas que lembravam golliwogs e golly dolls.

Basicamente, pickaninny/golly doll/golliwog são formas depreciativas e racistas de se chamar uma criança negra, colocando-a sempre como arteira, independente, imune à dor e que não precisa de cuidados de ninguém, nem dos pais, que podem deixá-los sozinhos de boa e irem cuidar das crianças brancas dos seus patrões sem problemas.

leia também: 

Reconhecendo estereótipos racistas internacionais – Parte I

O Jim Crow – Reconhecendo estereótipos racistas internacionais – Parte II

Sambo (Coon) – Reconhecendo estereótipos racistas internacionais – Parte III 

+ sobre o tema

Manifestantes são agredidos por torturador da Ditadura Militar

Comissão da Verdade faz investigação em Foz do Iguaçu...

Romário: textos de blogueira do Globo são “preconceituosos”

Senador afirmou que Silvia Pilz tem "uma visão de...

Informe preliminar revela casos de intolerância religiosa

O documento foi lançado na Marcha Nacional pela Liberdade...

7 filmes para entrar de cabeça no Mês da Consciência Negra

Um Deslize Perigoso (2015): ambientado nos dias de hoje,...

para lembrar

“Volte pra favela” por Olivia Santana

Foi este o brado insultuoso, semelhante ao autoritarismo dos...

Rapper ganha 50 mil de indenização por racismo

Por Antonio Carlos Arruda da Silva - advogado. JAMES, o...

Vereadora alvo de ofensa racista: ‘Disseram que era liberdade de expressão’

Em entrevista ao UOL News, a vereadora Paolla Miguel (PT-SP)...
spot_imgspot_img

Para os filhos que ficam

Os seus pais vão morrer. É ainda mais difícil se dar conta disso depois de um Dia das Mães, como foi o último domingo....

Mãe não é tudo igual

- Coloca um casaco, meu filho! - Na volta a gente compra, filha. É bem provável que muitos de nós já tenhamos ouvido alguns desses bordões...

Carta aos negacionistas: comprem um seguro de vida

Senhores negacionistas, Coube à nossa geração viver uma encruzilhada existencial: ou mudamos a forma de nos relacionar e habitar o planeta, ou simplesmente esse planeta...
-+=