Guest Post »

Reconhecendo estereótipos racistas internacionais – Parte I

Parte I

Já faz tempo que acompanho alguns debates nessa rede mundial de computadores e sempre surgem muitas dúvidas quanto a estereótipos e ofensas racistas vindas geralmente dos EUA e que não fazem parte do cotidiano brasileiro — pelo menos não quanto ao uso corrente.

por Suzane Jardim no Medium Corporation

Acredito na importância de saber reconhecer esses estereótipos, principalmente para compreender polêmicas internacionais e ter a capacidade de criticar as obras midiáticas americanizadas que consumimos no nosso dia-a-dia.

Por isso, eu e o meu consultor de lingua inglesa e cultura midiática americana, Francisco Izzo, fizemos uma pesquisinha básica em sites e artigos norte-americanos para tentar falar um pouco de alguns desses estereótipos — de um modo bem didático, simplificado e informal.

Esse texto foi feito originalmente como um álbum no Facebook. A intenção era de popularizar a discussão e criar um dialogo em linguagem simples e fácil. Falta muita coisa provavelmente e talvez novos termos possam sem acrescentados aqui com o tempo.

Se tiverem sugestões de termos a serem pesquisados, só jogar aí que nas horas de folgas a gente vê o que dá pra fazer.

Nota: esse artigo informal foi feito com pesquisa de fato, sabe? Não com uma pesquisa bibliográfica. Fomos atrás de termos vistos em filmes, séries e em alguns artigos em inglês mais informais que liamos pela internet. Basicamente o que fizemos foi procurar fóruns, discussões e textos em blogs americanos pra ver o sentido que davam a cada termo e as explicações históricas que apareciam. Esses estereótipos se dividem entre Históricos e Modernos e tentamos à medida do possível indicar origens e datas, só faltando quando não foi possível encontrar, logo, contribuições são bem vindas.

Leia a matéria  O Jim Crow – Reconhecendo estereótipos racistas internacionais – Parte II

Sambo (Coon) – Reconhecendo estereótipos racistas internacionais – Parte III

Related posts