Holanda: Atores negros palcos brancos

“Ainda somos um público branco.  Se você estiver olhando um elenco de atores negros, ainda estará olhando algo que, de certo modo, é estranho.  Olhamos os negros com um olhar branco”, disse um ator branco, durante uma discussão na TV sobre atores negros em peças de teatro..

Isto ocorreu, na Holanda, por ocasião de uma discussão entre um ator negro e dois diretores brancos.  O antecedente foi o fato de que o único ator negro do elenco considerou racistas alguns dos elementos do diálogo da peça.  Ele tinha de dizer: “Ela é da cor de estrume”, o que remete à cor de uma mulher negra.  A fala acabou sendo alterada.

Durante a discussão, foi exibida uma fita, na qual um colega do ator negro se manifestou sobre a questão.  Ele declarou: “Olhamos um negro com um olhar branco”. ”

O mediador olhou para o ator negro e repetiu o que o ator branco dissera.  O ator negro declarou: “Não encaro isto como um comentário racista.  Ele deve ser visto como parte de uma discussão interna.”

A discussão prosseguiu.  Havia mais razões pelas quais atores negros encontram dificuldades em estar nos palcos.  “As peças não são escritas para atores negros”, disse um dos diretores.  “É o mesmo que ocorre com mulheres mais velhas.  Os papéis, nas peças, usualmente são escritos para mulheres jovens.”

Ao longo da discussão, todos concordaram que nada havia mudado durante anos. Os negros ainda mal se vêem nos teatros.  No entanto, notou um dos diretores, as coisas vinham se modificando.

No Reino Unido, a dramaturga negra Bonnie Greer também aguarda uma mudança.  In a column in the Guardian entitled ‘The white stages’ she wrote: (Numa coluna no Guardian, intitulada “Os palcos brancos”), ela escreveu): “Mas o teatro subsidiado tem, sim, acionistas.  Os negros também pagam impostos.  Entretanto somos consistentemente sub-empregados, sub-utilizados, invisíveis.  Ouço colocações sobre “dramaturgos emergentes” e por aí vai.  Estamos emergindo há tanto tempo que, a esta altura, já deveríamos estar na estratosfera.  Mas não estamos.”

Penso que Bonnie Greer finalmente obteve uma resposta.  O motivo pelo qual atores negros são sub-empregados, sub-utilizados e invisíveis é o fato de que algumas pessoas olham um negro com olhar branco.  Acham que as peças não são feitas para negros e que os atores negros são o mesmo que uma mulher mais velha.  .

Por falar nisto, a peça holandesa intitulava-se ‘Black Face’ (Rosto negro).  O enredo não é sobre a maquilagem teatral racista, em um rosto negro, mas sobre um romance não aceito entre um homem negro e uma mulher branca.

+ sobre o tema

Judoca Rafaela Silva recebe destaque do COI em campanha contra o racismo

Comitê celebra, junto com a ONU, o Dia Internacional...

Somos todos macacos‬? – por Felipe Soares

Texto enviado para o Portal Geledés Essa brincadeira de ser...

Polícia vai indiciar funcionário de drogaria acusado de racismo no Rio

A Polícia Civil do Rio decidiu indiciar o...

Parem de nos matar – por Maria Clara Machado

Em crônica publicada em janeiro de 1915, intitulada “Não...

para lembrar

Bomba no protesto contra morte do menino Jesus

Na sexta-feira da Paixão de Cristo, a Polícia Militar...

Taís Araújo paga por fazer sucesso em “Mr. Brau” sem se fantasiar de branca. Por Cidinha da Silva

Às quartas-feiras, invariavelmente, a atriz Taís Araújo utiliza as...

Aluno entrega esponja de aço como presente a professora negra no DF

Uma professora de português da rede pública do Distrito...
spot_imgspot_img

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...

Como o diabo gosta

Um retrocesso civilizatório, uma violência contra as mulheres e uma demonstração explícita do perigo que é misturar política com fundamentalismo religioso. O projeto de lei...

Homens, o tema do aborto também é nossa responsabilidade: precisamos agir

Nesta semana, a escritora Juliana Monteiro postou em suas redes sociais um trecho de uma conversa com um homem sobre o aborto. Reproduzo aqui: - Se liberar o...
-+=