Idosa que passou 72 anos em condição análoga à escravidão passa a receber pensão de um salário mínimo por mês

Enviado por / FonteG1, por abriel Barreira

Esse é o caso mais longo de exploração registrado no Brasil, segundo o Ministério Público do Trabalho, desde o início do registro histórico em 1995.

Uma idosa que passou 72 anos em situação análoga à escravidão ganhou na Justiça o direito de receber uma pensão mensal no valor de apenas um salário mínimo. Ela foi resgatada em março de 2022, após uma denúncia anônima.

A idosa passou a vida inteira trabalhando para a mesma família sem receber salários nem benefícios, por três gerações.

Esse é o caso mais longo de exploração registrado no Brasil, segundo o Ministério Público do Trabalho, desde o início do registro histórico em 1995.

Ela não casou, não teve filhos e tinha perdido o contato com os familiares.

A Justiça do Trabalho expediu liminar determinando o pagamento de pensão mensal no valor de um salário mínimo para a trabalhadora .

Na decisão, também foi determinada a apreensão judicial dos imóveis e veículos do empregador e a imediata devolução dos documentos e de uma quantia em dinheiro da trabalhadora.

+ sobre o tema

Ex-vítimas de trabalho escravo ganham vida nova em estádio da Copa

José Divino da Silva, de 58 anos, ainda...

PNUD vai lançar atlas com IDH de municípios brasileiros dia 29 de julho

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) vai lançar...

Desigualdade é o maior desafio da América Latina e Caribe, diz ministro brasileiro em reunião da ONU

“O vínculo entre desenvolvimento social e direitos humanos deve...

“Meia dúzia de índios e alguns vagabundos pintados”

sugerido pelo Pedro Brandão, no Facebook O deputado...

para lembrar

Rotas da escravidão

É difícil saber quantos africanos foram trazidos para o...

África: Um Continente sem História? por Emir Sader

Os atravessamentos políticos e sociais na África, que levam...

A “novidade” da divisão do Brasil

Precisamos unir o Brasil, sim. Mas a união virá...

Projeto reúne testemunhos de africanos escravizados

Site publicará em fevereiro 400 relatos feitos entre séculos...
spot_imgspot_img

MG lidera novamente a ‘lista suja’ do trabalho análogo à escravidão

Minas Gerais lidera o ranking de empregadores inseridos na “Lista Suja” do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A relação, atualizada na última sexta-feira...

Trabalho escravo: governo inclui 248 empregadores em lista suja

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) incluiu, nesta sexta-feira (5), 248 patrões no Cadastro de Empregadores que submeteram trabalhadores a condições análogas à escravidão. A atualização...

Toussaint Louverture, o general negro que libertou o Haiti

Toussaint Louverture liderou a revolução haitiana que conquistou a libertação de dezenas de milhares de escravos negros da antiga colônia francesa no Haiti e abriu caminho...
-+=