John Legend: “O racismo está matando nossas crianças”

O músico falou sobre a situação da discriminação nos Estados Unidos

Do Diario de Pernambuco

 

John Legend é, atualmente, um dos artistas norte-americanos mais engajados na luta contra o preconceito. Em entrevista aoThe daily show, de Jon Stewart, o músico debateu a situação do racismo nos Estados Unidos.

“Nós adoraríamos não ficar trazendo esse assunto à tona o tempo todo, mas o racismo está matando nossas crianças. Isso gera muita dor e sofrimento para nossa comunidade”, comentou John Legend.

O músico também falou sobre como as reações dos conservadores, que afirmam que os negros se vitimizam em relação ao racismo. “Não queremos falar sobre isso o tempo todo. Se não tivessmos que lidar com isso todos os dias, adoraríamos não ser o assunto dessa conversa”, ironizou.

Para Legend, a sociedade norte-americana enfrenta um processo muito delicado quando o assunto é a inserção dos negros. “Boa parte do racismo é estrutural”, declarou, ao comentar as sentenças do sistema judicial. “Todas essas coisas terminam diminuido o valor da vida dos negros”, completou Legend.

John Legend está divulgando o documentário Southern Rites, produzido para a HBO, que fala sobre a segregação e o racismo na Georgia.

Em 2015, ele ganhou o Oscar de melhor canção original pela faixa Glory, que integra a trilha sonora do filme Selma.

 

+ sobre o tema

Malcom estreia na Rússia em jogo com protestos racistas

Malcom estreou pelo Zenit, da Rússia, dias depois de deixar...

Hélio Santos: A ascensão dos negros no Brasil X O genocídio de jovens

“Quase 500 mil pessoas que se declaram pretas e...

para lembrar

Rolezinho: ato em São Paulo vai “denunciar o caráter racista” de shoppings

  Para um dos organizadores, repressão é tentativa de "impedir...

Nossos passos vêm de longe

Julho é o mês em que celebramos o Dia...

Pastores pentenconstal tocam fogo em templos indigena no Brasil

Pastores pentenconstal tocam fogo em templos indigena no Brasil....
spot_imgspot_img

Número de crianças e adolescentes mortos pela polícia cresce 58% sob governo Tarcísio, apontam dados da SSP

O número de crianças e adolescentes mortos pela polícia aumentou 58% entre 2022 e 2023 — primeiro ano do governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos) —,...

A ‘inteligência artificial’ e o racismo

Usar o que se convencionou chamar de "inteligência artificial" (pois não é inteligente) para realizar tarefas diárias é cada vez mais comum. Existem ferramentas que, em...

Funcionária de academia será indenizada por racismo: “cabelo de defunto”

Uma funcionária de uma academia em Juiz de Fora (MG), na Zona da Mata, será indenizada em R$ 15 mil por sofrer racismo. De...
-+=