Madalena, a primeira vereadora travesti de Piracicaba, é assassinada

A ex-vereadora Madalena Leite foi encontrada morta no início da madrugada desta quarta-feira (7), em Piracicaba (SP). De acordo com a Polícia Militar, a ex-parlamentar foi encontrada com sinais de violência.

Segundo informações divulgadas pela Polícia Militar, Madalena foi encontrada por volta da meia-noite e meia em sua casa por um vizinho. De acordo com o Boletim de Ocorrência, o rosto dela tinha marcas de violência

O vizinho que encontrou Madalena disse aos policiais que tinha a chave do imóvel, já que sempre estava por ali, mas, ao chegar na casa encontrou o portão da frente apenas encostado, foi quando ele chamou a polícia.

O caso foi registrado como homicídio e ainda não há suspeitos para o crime.

Madalena tinha 64 anos e fez história ao se tornar a primeira travesti a se eleger para a Câmara Municipal de Piracicaba, em 2012, pelo PSDB. À época, ela foi a segunda mais votada com 3.035 votos.

Antes de assumir o mandato como vereadora, Madalena já era uma líder comunitária e era considerada uma grande liderança política de Piracicaba.

Presidiu o centro comunitário do bairro Boa Esperança e foi candidata a vereadora quatro vezes (1988, 2004, 2008 e 2012). Em 2016 pediu afastamento para se tratar de um câncer e desistiu de concorrer à reeleição por conta de constantes ataques racistas que sofria.

+ sobre o tema

Até quando haverá racismo contra as mulheres negras em Portugal?

Na Amadora, uma mulher/mãe/vítima negra foi algemada, sofrendo, sangrando,...

Genocídio por Sueli Carneiro

O relator especial da Comissão de Direitos Humanos da...

Por que é fundamental investir na potência de mulheres negras?

Ao considerarmos que a maioria da população brasileira é...

ONGs pelos direitos das mulheres querem maior orçamento para novo ministério

A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje (2) a criação...

para lembrar

Super-heróis trazem racismo e feminismo em suas HQs

Chegam às livrarias HQs que discutem temas como racismo,...

Rimas, melodias e a luta por uma sociedade menos desigual

Coletivo de mulheres mistura R&B com rap e eleva...

Blogueira fala sobre ativismo negro dentro do movimento feminista

"Impera o silenciamento sobre nossa capacidade enquanto intelectuais e...

Teólogo sugere que evangélicos ignorem os homossexuais para poderem se preocupar com “temas mais importantes”

Teólogo presbiteriano recomenda aos evangélicos que deixem em paz...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

Lançamento do livro “A importância de uma lei integral de proteção às mulheres em situação de violência de gênero”

O caminho para a criação de uma lei geral que reconheça e responda a todas as formas de violência de gênero contra as mulheres...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...
-+=