Mais de 50 refugiados somalis se afogam no Golfo do Áden

 

Na última quinta feira o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) afirmou estar “horrorizado” frente aos relatos de que mais de 50 refugiados somalis teriam se afogado no fim de semana, quando o barco em que estavam naufragou quando atravessava o Golfo do Áden para o Iêmen.

De acordo com o comunicado de imprensa publicado pela Agência da ONU, 54 dos mortos ou desaparecidos eram refugiados somalis, incluindo seis crianças, enquanto os três restantes eram contrabandistas. O comunicado informou que o incidente ocorreu no domingo e que só um homem havia sobrevivido.

Essas pessoas estão esperando para entrar em um barco que as levará através do Golfo do Áden. Muitas pesssoas morreram durante essa jornada. Foto: © ACNUR/ A.Fazzina.

“Baseado no que sabemos até agora, esta é a maior perda de vidas ocorrida em um único incidente no mar entre a Somália e o Iêmen desde janeiro de 2008”, o ACNUR afirmava em seu comunicado. Naquela ocasião, traficantes forçaram 135 pessoas a entrar em um barco, provocando seu naufrágio – 114 pessoas se afogaram.

“Estamos horrorizados com esta última tragédia que aumenta o terrível sofrimento da população somali”, adicionou o Alto Comissário da ONU para Refugiados. “O Golfo do Áden continua sendo uma das rotas mais mortais para aqueles que fogem da combinação fatal de conflito, violência e abusos dos direitos humanos no Chifre da África”.

O único sobrevivente de 42 anos nadou por quase um dia até alcançar a costa iemenita, próximo ao porto de Bir Ali, a 400 quilômetros ao leste do Áden. Até a tarde de quarta feira 23 corpos tinham sido recuperados desde que as buscas foram iniciadas pela Marinha iemenita.

O sobrevivente, que fugia da violência em Mogadishu com sua mulher e três filhos, disse que começou entrar água no barco depois que foi atingido repetidamente por violentas ondas, e que, em certo momento, ele virou. Somente nove homens, incluindo os três contrabandistas, sobreviveram a esse momento se agarrando em tanques plásticos. O sobrevivente não sabe o que aconteceu com essas pessoas.

Ele foi assistido pelo parceiro local do ACNUR, a Society for Humanitarian Solidarity

Com estas mortes recentes, sobe para 89 o número conhecido de pessoas que se afogaram ou desapareceram nas perigosas águas entre a Somália e o Iêmen em 2011. Todos os somalis que chegaram ao Iêmen pelo mar através de travessia irregular são considerados refugiados.

 

Fonte: Google

+ sobre o tema

Afro-Cubanos

O termo afro-cubano se refere a cubanos de ancestralidade...

‘As mulheres são criadas para achar que o casamento é muito importante’ diz Chimamanda Adichie

Escritora aclamada pela crítica internacional, a nigeriana pertence ao...

Bolsas para graduação no Brasil

Estudantes de 24 países africanos podem tentar uma vaga...

para lembrar

Hoje na História, 15 de maio de 1994, acontecia o Genocídio em Ruanda

por: Lucyanne Mano O genocídio em Ruanda deixou 800 mil mortos...

Windeck – Todos os Tons de Angola uma novela africana na TV Brasil

Produção angolana, a novela Windeck - Todos os Tons...

Nasser e o Pan-Arabismo

Gamal Abdel Nasser, na verdade, era o principal...

Técnicos de laboratórios públicos africanos visitam o Lacen

Fonte: Agência do Pará- Conhecer o modelo de Controle de...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=