Marina também reclama dos comentários de Serra sobre o combate ao narcotráfico na fronteira com o Brasil

 

Com cabeça e discurso voltados para a relação entre o governo boliviano e o tráfico de drogas no Brasil, os pré-candidatos Marina Silva (PV) e José Serra (PSDB) passaram ontem por Campinas (SP) e Cuiabá, respectivamente, em busca do corpo a corpo com os futuros eleitores. Os dois presidenciáveis participaram do lançamento de pré-candidaturas estaduais. Marina não se furtou de comentar a afirmação de Serra, que acusou o governo boliviano(1) de ser cúmplice com a entrada de drogas pela fronteira brasileira.

 

Depois de ser criticada por Dilma Rousseff (PT) nos últimos dias, a declaração de Serra também foi alvo de Marina. Em visita a Campinas, a senadora caminhou pelo centro da cidade e participou do lançamento da pré-candidatura de Luciano Zica (PV-SP) a deputado federal. Durante o percurso, a presidenciável verde alertou para os riscos de se “generalizar” nas críticas ao combate do governo boliviano ao narcotráfico. “Não é assim que se trata um país irmão. Acho que a gente tem que ter muito cuidado na relação com os países e, sobretudo, com nossos vizinhos para não fazermos generalizações. Os problemas que são enfrentados em relação ao narcotráfico na Bolívia talvez não sejam diferentes dos de outros países e até mesmo daqui”, sublinhou a pré-candidata.

 

Marina citou o combate do governo do Rio de Janeiro à violência nas favelas cariocas como exemplo de que generalizar, nesses casos, é correr o risco de cometer injustiças. “Imagine se a gente fosse generalizar a violência que acontece nas favelas, como se isso fosse com a conivência do governo”, afirmou. Em visita a Cuiabá para o lançamento da pré-candidatura de Wilson Santos (PSDB) ao governo do Mato Grosso, Serra recebeu uma carta com 14 propostas prioritárias para a região, entre elas o reforço das rodovias estaduais para o escoamento da produção de soja – o estado é o maior produtor do alimento no Brasil. Além do lançamento da pré-campanha de Santos, Serra ainda tinha na agenda um encontro com representantes do agronegócio e com a Central Única de Favelas.

 

Hoje, Marina viaja até Mogi Guaçu, para participar do Encontro Regional dos Pastores da Igreja Assembleia de Deus. O tucano José Serra não divulgou a agenda. A pré-candidata Dilma Rousseff não tem eventos oficiais de pré-campanha durante o fim de semana. Amanhã, a petista viaja para São Paulo. Ela e José Serra marcarão presença no fórum da revista Exame.

 

Lula e Morales
Não foram apenas os presidenciáveis que se ativeram às discussões sobre o combate do governo boliviano ao narcotráfico. Ao lado do presidente da Bolívia, Evo Morales, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva ironizou as críticas do pré-candidato tucano, José Serra (PSDB), ao combate ao narcotráfico pelo governo boliviano. “Vamos posar aqui, vamos fazer inveja no Serra”, disse Lula ao abraçar Morales, depois da foto oficial de chefes de Estado no 3.º Fórum Mundial da Aliança de Civilizações, no Rio de Janeiro. De mãos dadas com Lula, o presidente boliviano riu, mas preferiu não comentar as declarações de Serra.

 

 

Fonte: Correio Braziliense

+ sobre o tema

Em Ceilândia, Anielle Franco anuncia R$ 1,6 milhão para organizações

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, anunciou, nesta...

OABRJ levará absolvição dos policiais no caso João Pedro ao STF

A Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de...

O grande bazar de direitos

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, declarou nesta semana estar "muito...

para lembrar

Câmara deve rever maioridade só para crime hediondo

Deputados ouvidos pelo Congresso em Foco dão como certa...

Ocupe-se de pouco para ser feliz

Paulo Nogueira “Ocupe-se de pouco para ser feliz”. Foi essa...

Cobrança de bagagem em voos começa no dia 14 de março

As companhias aéreas poderão cobrar pelo despacho de bagagem...

Saiba o que muda no ensino médio com novo texto aprovado no Congresso

Após sucessivos ajustes, com idas e vindas entre as duas casas do Congresso e nove meses de tramitação, a reforma do novo ensino médio...

É mito pensar que todos os pobres são empreendedores, diz ganhadora do Nobel de Economia

Uma das mais respeitadas economistas do mundo quando o assunto é pobreza, a francesa Esther Duflo tem gastado muito do seu tempo falando sobre os...

Brasileiras reunidas para enfrentar a extrema direita

Muito se diz que organização de base e ocupação das ruas são os caminhos mais efetivos para enfrentar a extrema direita. Difícil é encontrar quem...
-+=