Menino canta hino dos EUA vestido de mariachi e provoca onda de racismo

Um menino provocou uma onda de comentários racistas nas redes sociais por cantar o hino dos Estados Unidos vestido de mariachi durante a terceira partida da final da NBA em San Antonio, Texas.

Sebastien De La Cruz, de 11 anos e ex-participante do programa musical “America’s Got Talent”, abriu a terceira partida entre Miami Heat e San Antonio Spurs, na terça-feira, cantando The Star-Spangled Banner.

Sua voz foi impecável, mas seu traje de mariachi cinza e preto provocou comentários racistas nas redes sociais: “este menino mexicano chegou no país há quatro horas e agora já está cantando nosso hino”, escreveu alguém no Twitter.

Outros colocaram etiquetas @yournotamerican (você não é americano) e #gohome (vá embora) nas imagens de Sebastien De La Cruz.

O menino esclareceu em uma emissora de rádio local que nasceu e foi criado em San Antonio, cidade americana próxima à fronteira com o México, onde 63,2% da população têm origem latina.

“Por favor, não prestem atenção nas pessoas negativas. Sou americano vivendo no solo americano”, escreveu o menino no Twitter.

Sebastien começou a cantar aos cinco anos e conheceu a fama no ano passado, ao chegar à final do programa musical “America’s Got Talent” cantando ‘rancheras’ de mariachis.

Os Spurs responderam à onda de racismo convidando Sebastien para cantar no quarto jogo, nesta quinta-feira.

 

View more videos at: http://nbcbayarea.com.

 

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Racismo Ambiental

O que podemos aprender com a Netflix e o...

Consciência Negra: 10 livros para entender mais sobre a luta antirracista

Uma boa maneira que temos para ter mais consciência...

Abordagem de Natal na UPP Chapéu Mangueira

Na segunda feira (22) a UPP Chapéu Mangueira/Babilônia realizou...

para lembrar

Boateng foi ‘corajoso’ por abandonar campo após racismo, diz Blatter

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, elogiou o...

De como nasce o racismo

Ku Klux Klan executava negros nos EUA no...

Alegando racismo, matemáticos pedem boicote a tecnologias policiais

Mais de dois mil matemáticos assinaram uma carta concordando...

Denúncias de racismo duplicam em quatro anos

Mais de 1.500 denúncias de racismo ou por injúria...
spot_imgspot_img

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....
-+=