Milhares marcham em Nova York contra racismo nos EUA

Manifestantes chegam para o embarque na barca em Staten Island Ferry, Lower Manhattan

O reverendo Al Sharpton liderou milhares de ativistas em uma marcha pacífica através da Staten Island no sábado, para protestar contra o racismo e a morte de Eric Garner, no mês passado após ser detido pela polícia de Nova York com um golpe de estrangulamento proibido. Os manifestantes viajaram de ônibus e balsa para se juntarem à manifestação por Garner, um homem negro, de 43 anos, pai de seis filhos, cuja morte se tornou parte de um debate nacional mais amplo, sobre como a polícia dos Estados Unidos utiliza a força, especialmente em pessoas que não são brancas.

– Se você pode fazer isso com ele, então pode fazer com qualquer cidadão, e nós não vamos ficar calados enquanto isso acontece – disse Shrapton em um discurso antes do início da manifestação contra o racismo, na Igreja Mt. Sinai United Christian, no localidade onde Garner morreu.

A manifestação também aconteceu em resposta à morte de Michael Brown, um afro-americano de 18 anos, desarmado, que foi morto a tiros por um policial branco, esse mês em Ferguson, no Missouri, provocando mais de uma semana de confrontos violentos, disse Shrapton. Os manifestantes carregavam cartazes pedindo justiça para Garner e Brown e gritavam palavras de ordem, incluindo,“Mãos ao alto, não atire”.

Um promotor de Nova York disse, na terça-feira, que vai apresentar provas para o Grande Júri no mês que vem, para determinar se alguém deve ser acusado criminalmente pela morte de Garner. O legista da cidade determinou que a morte foi um homicídio, dizendo que policiais o mataram comprimindo seu pescoço e seu peito, enquanto o prendiam por vender cigarros avulsos. Os problemas de saúde de Garner, incluindo asma e obesidade, foram fatores que contribuíram para a morte, disse o legista.

 

Fonte: Correio do Brasil

+ sobre o tema

Empregado vítima de racismo será indenizado em R$ 10 mil

  Funcionário de rede varejista era tratado com arrogância por...

Estará a maré a virar contra Farage?

Por: MARIA JOÃO GUIMARÃES  -  Foto: ADRIAN DENNIS/AFP Declarações racistas contra romenos...

Promotoria denuncia estudante de Direito por ‘negraiada vai morrer’

Ministério Público Estadual do Paraná acusa Pedro Baleotti, desligado...

Ciganos na Europa, uma história de perseguição

  Paris (Prensa Latina) Assentados na Europa desde os alvores...

para lembrar

Pensando e repensando a questão racial no Brasil

por Gabriel Marques Existe um passado que o Brasil faz...

Carta de repúdio ao racismo praticado na formatura de História e Geografia da PUC

Durante a tradicional cerimônia de formatura da PUC, onde...

Estudante da UFPA é chamada de ‘negra suja’ nas redes sociais

Polícia diz que suspeito pode ser identificado e responsabilizado. Movimento...
spot_imgspot_img

Uma supernova

No dia em que minha irmã nasceu, a Nasa fotografou uma supernova no universo. Quando minha irmã nasceu, foi uma das maiores alegrias da minha...

Número de crianças e adolescentes mortos pela polícia cresce 58% sob governo Tarcísio, apontam dados da SSP

O número de crianças e adolescentes mortos pela polícia aumentou 58% entre 2022 e 2023 — primeiro ano do governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos) —,...

A ‘inteligência artificial’ e o racismo

Usar o que se convencionou chamar de "inteligência artificial" (pois não é inteligente) para realizar tarefas diárias é cada vez mais comum. Existem ferramentas que, em...
-+=