Número de adolescentes assassinados entre 2013 e 2019 pode passar de 42 mil

O Nordeste encabeça o ranking com o maior índice de homicídios de adolescentes (Foto: Arquivo/Agência Brasil) 

Cerca de três em cada mil adolescentes que tinham 12 anos em 2012 correm o risco de serem assassinados antes de completar 19 anos. Os dados foram divulgados hoje (28) pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o Laboratório de Favelas e o Laboratório de Análises de Violência da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Por Vinícius Lisboa no EBC 

As informações se referem a cidades com ao menos 100 mil habitantes e apontam para mais de 42 mil homicídios de adolescentes de 12 a 18 anos entre 2013 e 2019. A pesquisa analisou dados de 2012 para compor o Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), que estimou 3,32 mortes para cada mil habitantes nessa faixa etária. O indicador cresceu 17% em relação a 2011 e foi o maior registrado desde 2005.

Entre 2005 e 2007, a taxa caiu de 2,75 para 2,56, voltando a subir no ano seguinte. Em 2009, o indicador chegou perto de 3, com 2,98 óbitos para mil adolescentes nessa faixa etária, mas voltou a cair em 2011, para 2,84. Em 2012, pela primeira vez, a taxa superou os três pontos.

Ao comparar regiões do país, o índice aponta uma situação quase três vezes pior no Nordeste que no Sudeste – regiões que ocupam as duas pontas da taxa de homicídios. Enquanto o Nordeste tem a maior taxa – de 5,97 para cada mil, o Sudeste tem a menor – 2,25 para cada mil.

De acordo com a pesquisa, 36,5% das mortes de adolescentes são causadas por homicídios, enquanto na população em geral o percentual é 4,8%.

Para mudar essa realidade, a Secretaria de Direitos Humanos anunciou a criação de um Grupo de Trabalho Interministral que vai elaborar um Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Letal de Crianças e Adolescentes. O plano vai se inserir nas propostas do governo federal para assumir a responsabilidade pela segurança pública ao lado dos estados e municípios.

+ sobre o tema

ONU pede ao mundo que fuja dos políticos que alimentam racismo

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta quinta-feira...

Escritora fala ao Portal CUT sobre livro censurado pelo Sesi

Escritora do livro “Omo-Oba – Histórias de Princesas”, que...

Desfile de 2018 fez o que a lei 10.639 não conseguiu em 15 anos

Duas escolas do Grupo Especial do Rio provocaram uma...

Dilma fala sobre racismo e violência contra a mulher em entrevista para Regina Casé

A presidenta Dilma Rousseff fez uma participação hoje no...

para lembrar

Justiça confirma demissão por justa causa de funcionária que teve atitude racista em academia

Recepcionista chamou prestador de serviços de “macaco e negro fedido” Do...

País tem “dever de reparação histórica”, diz Barroso sobre lei de cotas para negros

Cinco ministros já consideraram constitucional a lei de reserva...

Respeita o meu axé. E o amém

Religiões de matriz africana não buscam hegemonia Por FLÁVIA OLIVEIRA,...

Foto racista publicada por revista russa gera polémica

Uma fotografia da editora de uma revista russa, sentada...
spot_imgspot_img

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...

Criança não é mãe

Não há como escrever isto de forma branda: nesta quarta-feira (12), a Câmara dos Deputados considerou urgente discutir se a lei deve obrigar crianças vítimas de estupro à...
-+=