quarta-feira, setembro 28, 2022
InícioEducaçãoOficina de Formação “A África nas escolas, uma abordagem sem estereótipos”

Oficina de Formação “A África nas escolas, uma abordagem sem estereótipos”

O Projeto Afreaka se apresenta como uma Iniciativa multidisciplinar que visa romper os estereótipos presentes da África no Brasil. Evocando o seu lado inovador, proativo e artístico e promovendo as vozes de representantes da cultura de raízes afro-brasileiras e artistas e intelectuais contemporâneos do continente africano, o Afreaka convida os professores das redes públicas estadual e municipal e da rede privada de São Paulo a participarem da Oficina de Formação Afreaka: A África nas escolas, uma abordagem sem estereótipos.

Do AFREAKA

Pensada para quebrar preconceitos raciais históricos já na formação do cidadão, a oficina coloca em evidência a discussão da constituição da identidade brasileira, trazendo para perto conhecimento sobre o protagonismo africano e África contemporânea, utilizando uma linguagem de comunicação visual moderna e trabalhando com novas plataformas artísticas. Assim, no encontro serão apresentadas propostas de vinculação do tema à sala de aula, abordando as possíveis formas de trabalhar a África na escola, dentro das diferentes perspectivas disciplinares e  transdisciplinares.

Leia Também:  Eu, cidade – os centros urbanos africanos fora de estereótipos

O objetivo é reunir professores, e a comunidade, para que o material possa ser apresentado e discutido, articulando os conteúdos produzidos pelo Afreaka aos conteúdos curriculares da educação básica. Para isso, os participantes também receberão um livro didático digital com material educativo inédito que junta a força da informação e da imagem artística para combinar o didático ao lúdico, e assim criar uma nova abordagem para a aplicação das Leis 10.639/03 e 11.645/08.

Com propostas pedagógicas de como abordar cada tema e atividades a serem realizadas dentro da sala de aula, a publicação é formada por matérias que tratam de diferentes assuntos, todos importantes para a desconstrução de preconceitos e estereótipos que ainda cercam a história e o presente dos negros. Os temas, colhidos durante as duas passagens da equipe Afreaka pelo continente africano, abrangem mídia alternativa, grandes sociedades africanas, gastronomia, língua, literatura, moda, turismo, tecnologia etc.

Além disso, o livro chega com seções especiais, a primeira é Mapa, que como o nome já adianta, faz um raio-x dos países visitados pelo Afreaka, oferecendo ao leitor informações valiosas sobre população, moeda e pontos turísticos dos países, contribuindo assim para para um maior conhecimento dos alunos e professores de África e suas diferentes nações. Por fim e visando tornar a publicação ainda mais plural, outras reportagens produzidas pelo Afreaka e artigos de estudiosos africanos e da diáspora formam o espaço de leitura complementar.

aula1

O projeto, contemplado pelo edital PROAC, é uma promoção da Secretaria de Estado da Cultura, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação e da Coordenadoria de Assuntos Comunitários da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Unicamp e da Biblioteca Mário de Andrade.

 

Serão seis edições no mesmo formato, que ocorrerão nos seguintes locais e horários:

– São Paulo, Biblioteca Mário de Andrade – 03/11/2015 (terça-feira) – das 19h às 23h.

– São Paulo, Biblioteca Mário de Andrade – 05/11/2015 (quinta-feira) – das 13h às 17h.

– São Paulo, Biblioteca Mário de Andrade – 10/11/2015 (terça-feira) – das 08h às 12h.

– Campinas, Unicamp (Centro de Convenções) – 27/11/2015 (sexta-feira) – das 08h30 às 12h30.

– Campinas, Unicamp (Centro de Convenções) – 27/11/2015 (sexta-feira) – das 13h30 às 17h30.

– São Paulo, Biblioteca Mário de Andrade – 28/11/2015 (sábado) – das 08h às 12h.

Cada inscrito deve escolher apenas um horário. Para as oficinas de São Paulo, na Biblioteca Mário de Andrade, são 125 vagas para professores e 50 vagas para o público geral. Para as oficinas de Campinas, na Unicamp, são 240 vagas para professores e 100 para o público geral.

As vagas serão preenchidas por ordem de inscrição. Aqueles que se inscreverem depois da lotação, receberão um e-mail informando a posição na lista de espera.

MG_3612

Professores:

Para fazer sua inscrição preencha o formulário aqui

 

Público Geral:

Para fazer sua inscrição preencha o formulário aqui

 

Para mais informações ou dúvidas, contate:

E-mail: cultura@afreaka.com.br

Telefone: (11) 36760583

Site: www.afreaka.com.br

afreaka4

Sobre o Afreaka

O projeto Afreaka revela um continente protagonista, mostrando informações, sensações e impressões, que desmitificam a imagem negativa do continente africano e contam outro lado da história: a África cool e descolada. Pela defesa da luta do povo negro, o projeto foi homenageado pela Comissão Estadual da Verdade Rubens Paiva.

O objetivo não é discutir apenas o continente africano, mas, sobretudo, a sua produção cultural e intelectual, enxergando-o como um espaço ativo e protagonista. Ao desmitificar a imagem estereótipo do continente, rompe-se um fluxo de informação negativa que permeia o conteúdo hoje disposto em parte dos materiais didáticos e das grandes mídias brasileiras.

Tanto o site quanto as oficinas visam estimular o olhar do brasileiro sobre a África e sua relação com o Brasil. A ideia é contribuir para o empoderamento dos descendentes de africanos e mudar a percepção racista no imaginário coletivo do brasileiro, que não reconhece a cultura negra como protagonista e formadora da sociedade atual. Pretende-se, assim, colaborar para a construção de um país mais justo, plural e igualitário, responsabilidade de todos nós.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench