Guest Post »

Oprah Winfrey explica porque apoia acusadores de Michael Jackson

Recentemente a apresentadora conduziu uma série de entrevistas com James Safechuck, Wade Robson e Dan Reed, diretor de Leaving Neverland

Do Rolling Stone

Oprah Winfrey- mulher negra de cabelo cacheado e volumos ,usando oculos- sorrindo
Oprah Winfrey (Foto:AP Photo/Michel Euler)

Oprah Winfrey gerou uma certa controvérsia ao finalmente se posicionar sobre as acusações feitas contra Michael Jackson em Deixando Neverland. Ela ficou do lado de James Safechuck e Wade Robson, e explicou porque.

No programa The Daily Show, apresentado por Trevor Noah, ela falou sobre a importância e a necessidade de fazer o especial Oprah Winfrey Presents: After Neverland, no qual gravou longas entrevistas com os dois acusadores e também com Dan Reed, diretor do documentário.

“Muitas pessoas reagiram com ódio. Quando assisti ao documentário, sabia que muitos ficariam sensíveis em tocar no assunto, e que muitos sequer entenderiam qual é o padrão. Não é sobre uma pessoa, é um padrão. É sobre sedução. Chamam isso de molestamento, mas há uma enorme sedução envolvida, e há um padrão em quem faz isso. E acredito que abordar esse tema é importante o suficiente, mesmo enfrentando toda a hostilidade que resultou”, contou a apresentadora.

Quando questionada se chegou a duvidar das alegações apresentadas na produção, ela afirmou que não, e elaborou porque, usando como referência alunas das escolas que ajudou a fundar na África do Sul: “Algumas daquelas garotas já sofreram abusos sexuais. E eu nunca ganhei um desses casos. E o motivo por eu nunca ter ganhado um caso, é porque automaticamente tiram todo o crédito da fala delas caso não lembrem se era quinta ou quarta-feira.”

E ainda acrescentou: “Quando você está no meio de um trauma, enquanto coisas horríveis acontecem com você, pode ser que não se lembre depois do momento exato”.

Related posts