Papa nomeia mulheres para cargos-chave no Vaticano pela primeira vez

Elas foram nomeadas para a secretaria-geral do Sínodo dos Bispos, instituição permanente vaticana que se encarrega de preparar a assembleia do Sínodo e de aplicar suas conclusões. A próxima reunião está marcada para outubro e vai discutir a Amazônia.

Do G1

Papa Francisco- homem idoso branco, vestindo túnica branca e uma crus de prata- em pé sorrindo e acenando
O Papa Francisco em uma das audiências semanais no Vaticano nesta quarta-feira (22). (Foto: Remo Casilli/Reuters)

O Papa Francisco nomeou quatro mulheres como consultoras na secretaria-geral do Sínodo dos Bispos, considerado um departamento chave no Vaticano, nesta sexta-feira (24). É a primeira vez que mulheres ocupam este cargo na Igreja Católica, informou a Santa Sé, desde que o sínodo foi fundado, há mais de 50 anos.

O Sínodo é uma assembleia de bispos que representam o conjunto de todos os bispos da Igreja Católica e tem a missão de ajudar o Papa no governo da Igreja. Ele também pode oferecer orientações sobre a doutrina católica que podem ser transformadas em lei pelo pontífice. Foi estabelecido em 1965 pelo Papa Paulo VI.

Três freiras e uma mulher não ordenada na Igreja foram nomeadas para a secretaria-geral, uma instituição permanente vaticana que se encarrega de preparar a assembleia do Sínodo e de aplicar suas conclusões.

“É uma ótima notícia, porque, até agora, não havia estruturas para as mulheres terem influência nos sínodos enquanto estão sendo preparados”, disse à Reuters Zuzanna Fliosowska, gerente geral do Voices of Faith, um grupo de defesa internacional que promove um papel maior para as mulheres na Igreja.

A próxima reunião do grupo, marcada para outubro deste ano, vai discutir as necessidades da Igreja na região da Amazônia – como, por exemplo, a escassez extrema de padres, diz a Reuters.

Duas das quatro nomeadas são italianas – a irmã Alessandra Smerilli, professora de economia, e Cecilia Costa, professora de sociologia. As outras são a Irmã Maria Luisa Berzosa Gonzalez, da Espanha, e a Irmã Nathalie Becquart, da França.

Além delas, foram nomeados dois consultores homens: os reverendos Giacomo Costa e Rossano Sala.

+ sobre o tema

Novas edições reacendem polêmicas sobre Carolina Maria de Jesus

“São conhecidos os casos de Saramago, dos irmãos Campos,...

Léo Santana comete homofobia duas vezes e pode ser punido

Cidade pune quem promove discriminação no carnaval. Veja como...

Semana Mundial do Aleitamento Materno começa hoje em mais de 170 países

Semana Mundial do Aleitamento Maternocomeça hoje, 1º , e...

Projeto celebra os 50 anos de carreira da cantora e dançarina Inaicyra Falcão

Inaicyra Falcão tem uma carreira gigantesca. Mulher negra, baiana,...

para lembrar

Lojas de departamento já não diferenciam entre roupas de meninos e de meninas

Lojas de departamento já não diferenciam entre roupas de...

40% das servidoras e magistradas brasileiras já sofreram violência doméstica

Um estudo revelou que 40% das servidoras e magistradas...

Sete mulheres que transformaram a história do jazz

Ella Fitzgerald, Billie Holiday, Nina Simone… Conheça as trajetórias...
spot_imgspot_img

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...

Referência do feminismo negro, Patricia Hill Collins vem ao Brasil para conferência, curso e lançamento de livro

Referência do feminismo negro, a socióloga estadunidense Patricia Hill Collins participa, nesta quarta-feira (19), de um evento em Salvador, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb)....
-+=