Quase 50 anos depois, clássico da literatura negra chegará ao Brasil

Oreo conta a jornada de uma garota negra da Philadelphia, à procura de seu pai judeu, em Nova York

Clássico da literatura negra chegará ao Brasil: chegará às prateleiras brasileiras no ano que vem, quase 50 anos depois de lançado nos Estados Unidos, o romance Oreo, escrito em 1974 por Fran Ross e até agora inédito no Brasil.

“Criminosamente ignorado”, na definição da revista literária Kirkus Reviews, Oreo foi redescoberto pela crítica americana e alçado à categoria de clássico contemporâneo, com direito a elogios rasgados de Paul Auster.

Descrito como “hilário” pelo New Yorker, o romance, que será lançado pela Todavia, conta a jornada de uma garota negra da Philadelphia, à procura de seu pai judeu, em Nova York. Em meio aos conflitos raciais e identitários vividos pela personagem, o livro, de toques feministas, mergulha na cultura pop dos anos 1970, e mistura a linguagem da comunidade negra americana, prosa acadêmica e iídiche.

+ sobre o tema

para lembrar

Não toquem em Machado de Assis

Chego tarde à discussão sobre a legitimidade de adaptações...

A alta modernidade de Machado de Assis

Em 1895, Sigmund Freud publicou em Viena Estudos sobre...

Emma Watson: ‘Mal posso esperar para ver Noma Dumezweni no palco’

Depois da bênção de J.K. Rowling, foi a vez de Emma...
spot_imgspot_img

Crianças do Complexo da Maré relatam violência policial

“Um dia deu correria durante uma festa, minha amiga caiu no chão, eu levantei ela pelo cabelo. Depois a gente riu e depois a...

Em autobiografia, Martinho da Vila relata histórias de vida e de música

"Martinho da Vila" é o título do livro autobiográfico de um dos mais versáteis artistas da cultura popular brasileira. Sambista, cantor, compositor, contador de...

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...
-+=