Racismo estrutural: 75% dos mortos em chacinas no Rio eram negros

Enviado por / FonteExtra, por Berenice Seara

O Rio tem a segunda maior população negra entre as cidades brasileiras, segundo o IBGE. Mas, o racismo está presente na infraestrutura, nos serviços e na falta de acesso dos negros a direitos sociais.

De acordo com estudo do Grupo Novos Ilegalismos (Geni/UFF), este ano já ocorreram 16 chacinas em operações policiais na cidade, com 85 mortes. E 75,5% das vítimas eram negros.

Entre outros dados que apontam para o racismo estrutural, os negros são maioria entre os que não tem acesso à moradia e aos sistemas de Saúde, de Educação e de Transportes. Dos 16,68% dos cariocas estão passando fome, 37,8% são negros, de acordo com a FGV.

Para tentar mudar esse quadro, a cidade sediará, nos dias 1º e 2 de setembro, a primeira edição do congresso “Rio, uma cidade antirracista”, que vai discutir as condições em que vive a população negra carioca.

Do encontro sairão propostas para a “Carta antirracista” e o Plano Diretor da cidade, com a participação de organizações como PerifaLab, Coordenadoria de Promoção à Igualdade Racial, Instituto de Arquitetos do Brasil, Conselho de Arquitetura e Urbanismo, ONU-Habitat, entre outras.

+ sobre o tema

Brizola e os avanços que o Brasil jogou fora

A efeméride das seis décadas do golpe que impôs...

Milton Nascimento será homenageado pela Portela no carnaval de 2025

A Portela, uma das mais tradicionais escolas de samba...

Saiba os horários das provas do Concurso Nacional Unificado

Os mais de 2,5 milhões de candidatos inscritos no...

Aluno africano denuncia racismo em mensagem com suásticas nazistas na UFRGS; polícia investiga

Um estudante africano da Universidade Federal do Rio Grande do Sul...

para lembrar

Guerreiro Ramos, pioneiro nos estudos do racismo no Brasil

Não foram poucas as controvérsias protagonizadas, em vida, pelo...

Na Feira do Livro, Sueli Carneiro escancara racismo que ainda divide o Brasil

"Eu vivo num país racialmente apartado", afirma a filósofa Sueli...

“Mesmo com vice negra, somos oprimidas”, diz escritora colombiana

A escritora e jornalista colombiana Edna Liliana Valencia, de...

Em Moçambique, Anielle Franco assina acordo de combate ao racismo

Com agenda intensa em na África do Sul, a...
spot_imgspot_img

Aluno africano denuncia racismo em mensagem com suásticas nazistas na UFRGS; polícia investiga

Um estudante africano da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) denunciou um episódio de xenofobia e racismo dentro da Casa do Estudante Universitário (CEU), uma moradia estudantil mantida...

Morre Ykenga Mattos, que denunciou o racismo em seus cartuns, aos 71 anos

Morreu na manhã desta segunda-feira aos 71 anos o professor, sociólogo e cartunista carioca Bonifácio Rodrigues de Mattos, mais conhecido como Ykenga Mattos. Vítima...

Frugalidade da crônica para quem?

Xico, velho mestre, nesse périplo semanal como cronista, entre prazos apertados de entrega, temas diversos que dificultam a escolha, e dezenas de outras demandas,...
-+=