Secretaria elabora plano contra racismo em Rio Branco

Documento tem prazo estabelecido de 180 dias para ser concluído.
Medidas têm objetivo também de promover a igualdade racial na capital.

por Caio Fulgêncio no G1

A Secretaria Adjunta de Políticas de Promoção de Igualdade Racial (Seadpir), de Rio Branco, iniciou, na terça-feira (6), a elaboração do Plano Municipal de Políticas de Enfrentamento ao Racismo e Promoção da Igualdade Racial. Lúcia Ribeiro, responsável pela pasta, diz que as medidas vão colaborar, dentro outros pontos, para a inclusão da população negra e indígena que reside na capital. O prazo de conclusão é de 180 dias.

“O plano vai indicar o que foi proposto para a inclusão da população negra e indígena, na questão do trabalho e renda e como vamos executar essa política. Além de políticas voltadas para a educação da população negra, saúde, segurança pública, povos e comunidades tradicionais de matriz africana, a juventude negra, a cultura e também o combate ao racismo”, aponta.

Lúcia explica que as práticas adotadas pela secretaria são fruto de conferências e do plano de governo da atual gestão. Com a elaboração do plano municipal, essas medidas ficam instituídas e ganham força de política pública. “Ao elaborarmos o plano, ele vai se transformar em política pública de estado, não vai mais ser uma decisão da prefeitura ou da equipe que estiver na Seadpir, porque vamos submetê-lo a votação na Câmara”, diz.

Apesar do prazo de 180 dias para elaboração, Lúcia espera que até o dia 21 de março o plano fique pronto, data em que é comemorado o aniversário da Seadpir. Para isso, devem ocorrer reuniões nas regionais, encontros temáticos e audiências públicas, visando uma maior participação da sociedade.

“Queremos debater amplamente com a sociedade, com os movimentos sociais, a juventude, povos e comunidades de matriz africana, e com os povos indígenas que moram na cidade. Porque esse será um instrumento a mais na execução das políticas de promoção da igualdade racial em Rio Branco”, diz.

Ainda de acordo com Lúcia Ribeiro, o plano é uma exigência do governo federal, já que o município aderiu ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Senapir), que define as ações voltadas para o tema nos âmbitos nacional, estadual e municipal.

+ sobre o tema

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Inscrições para o Enem 2024 terminam nesta sexta-feira (7)

Termina nesta sexta-feira (7) o prazo para realização das...

para lembrar

Professores estaduais de SP decidem entrar em greve

Paralisação tem começo previsto para quarta-feira, por tempo indeterminado...

Grandes jornais e revistas reproduzem posições contrárias a ações afirmativas para negros

Brasília - A cobertura dos assuntos de interesse da...

USP barra plano de Alckmin e cria bônus para negros

A Universidade de São Paulo (USP) aprovou a criação...

Inscrições para o Sisu começam nesta segunda-feira

São oferecidas mais de 30 mil vagas em 55...
spot_imgspot_img

Harvard lança mais de 100 cursos gratuitos e legendados em português

Os cursos disponíveis são divididos nas áreas a seguir. Artes e Design; Negócios e Gestão; Ciência da Computação; Ciência de Dados; Ciência e Engenharia; Ciências Sociais; Desenvolvimento Educacional e Organizacional; Humanidades; Matemática e...

UnB abre vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais

A Universidade de Brasília (UnB) abriu 26 vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais, que serão divididas da seguinte maneira: 15 vagas...

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram prorrogadas até o dia 14 de junho, anunciou o ministro da Educação, Camilo Santana,...
-+=