Senti na pele

Leonardo, 30 anos, estudante de Pedagogia na UFRJ

do Senti na Pele

“Na favela em que moro, ao voltar da faculdade um policial me abordou, abriu minha mochila, pegou meu caderno, passou o olho e me fez a seguinte pergunta: “Tá fazendo faculdade pra ter direito a cela especial?””

Mostrando que não é um caso isolado ele nos fala de outro momento:

“Há algumas semanas fui abordado 3 vezes em menos de meia hora. Na terceira abordagem questionei dizendo que havia sido abordado duas vezes nos últimos 20 minutos e que aquela abordagem era a terceira… A resposta do policial foi: “Eu não tenho culpa se você é um cidadão padrão para revista”.

+ sobre o tema

Racismo sem limites nas redes sociais

Comissão de Igualdade Racial da OAB-RJ vai acionar MP...

Roger lança projeto para publicar 50 livros de autores negros e indígenas

Uma das principais voz do movimento negro no futebol...

Racismo contra Rodrygo: MP abre investigação após relatório apontar perfis

Um relatório realizado pelo grupo Observatório da Discriminação Racial...

Qual narrativa é a sua?

A História dos Negros é maior, mais variada, mais bonita...

para lembrar

Vídeo mostra mulher negra expulsa de voo da Gol na BA: ‘levaram à força’

Uma mulher negra foi retirada pela Polícia Federal de...

Roseli da Silva, 40 anos depois da cena de racismo em Mogi

 Mas já faz 40 anos? Reprodução Internet Por Eliane Jose Do O...
spot_imgspot_img

À espera da extinção da escravidão

Dia 13 de maio de 2024 completam-se 136 anos da assinatura da Lei 3.353/1888 pela então princesa imperial regente. Para além do abandono dos negros...

Uma supernova

No dia em que minha irmã nasceu, a Nasa fotografou uma supernova no universo. Quando minha irmã nasceu, foi uma das maiores alegrias da minha...

Número de crianças e adolescentes mortos pela polícia cresce 58% sob governo Tarcísio, apontam dados da SSP

O número de crianças e adolescentes mortos pela polícia aumentou 58% entre 2022 e 2023 — primeiro ano do governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos) —,...
-+=