sexta-feira, setembro 25, 2020

    Tag: Africanos e suas lutas

    blank

    Ndaba Mandela abre o jogo: “A forma como tratam os africanos na Europa é, por vezes, desumano”

    POR DAVID MORALEJO Neto de Nelson Mandela e fundador da conferência beneficente Africa Rising fala com exclusividade à Glamour Espanha sobre as lembranças do mais importante líder africano À primeira vista, Ndaba Mandela parece um artista de Hollywood: voz intensa, terno impecável, gestos de estrela. Mas não. Ele nem vive em Hollywood e não tem nenhuma intenção de fazer isso. Aos 32 anos, o segundo neto de Nelson Mandela está prestes a tornar-se a nova voz da África e o perfeito sucessor do legado intangível de seu avô. É o que você confere na entrevista dele pra Glamour Espanha: Glamour Espanha: Com sua fundação, a África Rising, você demonstra sua intenção de mudar a percepção geral de seu continente. Não acha que os políticos em muitos países ricos estão interessados que a África continue a ser como é? Ndaba Mandela: Sim e não. Como você disse, muitos políticos só enxergam a si próprio, mas eu ...

    Leia mais
    blank

    “Todos os meus amigos morreram do meu lado ” disse sobrevivente do virus ebola

    Por:Sandy Iuke Medeiros No último dia 22 de julho, o médico liberiano Melvin Korkor recebeu o que classifica de "a pior notícia" de sua vida. Um teste mostrava que ele havia sido contaminado pelo vírus do Ebola, que já matou quase mil pessoas e obrigou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a decretar, na sexta-feira, estado de emergência internacional. Korkor foi um dos raros casos de sobreviventes e, em entrevista por telefone ao Estado, diz que a única explicação é que viveu um "milagre". Acostumado com um país em guerra, o médico conta que nunca se sentiu tão ameaçado como quando o resultado de seu exame de sangue chegou. Ele permanece em isolamento, mas comemora a cura. Korkor foi o único de seu hospital que sobreviveu. O médico de Monróvia, porém, não deixa de atacar a comunidade internacional por ter abandonado a África por tanto tempo. "Se essa doença existisse ...

    Leia mais
    blank

    10 frases inspiradoras de jovens líderes africanos

    Em 2010, o presidente dos EUA Barack Obama inaugurou a Iniciativa dos Jovens Líderes Africanos (YALI, na sigla em inglês) para apoiar a geração emergente de representantes influentes do continente conforme trabalham para aumentar o crescimento econômico e a prosperidade, fortalecendo os laços entre as nações. A convenção deste ano serve como preâmbulo para o lançamento do congresso de Líderes EUA-África. Conheça a seguir as dez melhores frases ditas durante o YALI de 2014: “A África tem grande potencial e mais de 65% de nossa população é formada por jovens.” Andrew - África do Sul “Nós temos um desejo mais profundo, um anseio por um mundo melhor. E por causa disto, temos uma vontade verdadeira de fazer melhor.” Sombo - Zâmbia “Essa é uma das coisas estamos aprendendo aqui: a falar. E agora temos que ser escutados. Somos o futuro. Em resumo, é isto que eu sou. Eu sou o ...

    Leia mais
    blank

    Ninguém diz a Angélique Kidjo quem ela deve ser

    GONÇALO FROTA É a última grande diva da música africana que faltava ao quadro de honra do Festival Músicas do Mundo. A cantora do Benim Angélique Kidjo actua amanhã em Sines, apresentando um disco que pretende recontar a História do mundo desde Adão e (sobretudo) Eva   Angélique Kidjo passou a infância e a adolescência no Benim a ouvir dos seus pais que ninguém podia escolher por ela, que só a ela cabiam as decisões da sua vida. E desde cedo entreviu os pequenos e contínuos choques que tal postura poderia provocar num mundo habituado a girar sobre si próprio num andamento completamente distinto. Por não controlar cada passo da sua mulher, o pai de Angélique era frequentemente questionado acerca da sua masculinidade e justificava-se dizendo que se a mulher era feliz nalguma coisa ele devia estar a acertar. À medida que crescia, Angélique começou a exasperar-se com o facto ...

    Leia mais
    blank

    Programa de pesquisa britânico é condenado por racismo contra médicos quenianos

    Pesquisadores teriam sido passado para trás em promoções e financiamentos Seis médicos quenianos foram indenizados em cerca de R$ 700 mil, no total, em compensação por terem tido suas carreiras "empacadas" por "racismo institucional" em um programa de pesquisa em parceria com o Reino Unido, noticiou na terça-feira a revista Nature. A decisão foi proferida no dia 18 pelo tribunal industrial do Quênia, que considerou que os médicos enfrentaram "discriminação sistemática" enquanto trabalharam no Instituto de Pesquisa Médica do Quênia - Programa de Pesquisa do Wellcome Trust, maior instituição de caridade em saúde do Reino Unido. Samson Gwer, Michael Mwaniki, Nahashon Thuo, John Wagai, Moses Ndiritu e Albert Komba alegaram que foram passado para trás em promoções e financiamentos do programa, tocado em parceria com a Universidade de Oxford. Os médicos também relataram que não recebiam o devido crédito por sua pesquisa e que eram sucessivamente submetidos a contratos de curto prazo enquanto seus colegas ...

    Leia mais
    blank

    Escravas sexuais para a Europa – o tráfico de mulheres nigerianas

    A Nigéria tem ganhado mais destaque nas mídias de todo o mundo, desde o rapto de mais de 200 meninas e adolescentes pelo grupo separatista Boko Haram. Os ataques têm sido constantes; no início da Copa uma bomba explodiu no meio de uma multidão que esperava o começo de um jogo da seleção nigeriana. A cada semana um novo atentado, a cada semana cresce o número de meninas raptadas, escolas invadidas, povoados destruídos. por Aline Djokic Esse e outros conflitos, juntamente com a extrema pobreza na qual a grande maioria da população vive (com menos de 1 dólar por dia), têm sido responsáveis pelo grande êxodo nigeriano. Desesperados e dispostos a tentar tudo por uma vida melhor para si e suas famílias, os emigrantes tornam-se presa fácil para as organizações criminosas internacionais envolvidas no tráfico de pessoas. Segundo as Nações Unidas estima-se que mais de 2,7 milhões de pessoas são vítimas ...

    Leia mais
    blank

    Líderes Religiosos africanos resolvem participar na Agenda de Desenvolvimento Pós-2015

    Líderes religiosos africanos concordaram em envolver as suas respectivas comunidades na criação de uma Agenda de Desenvolvimento Pós-2015, um mecanismo colectivo para assegurar a plena implementação das metas. Os Líderes religiosos chegaram a esta posição durante uma Cimeira de Líderes Religiosos africanos de dois dias sobre a Agenda de Desenvolvimento pós-2015, que teve lugar em Kampala, Uganda, de 1 a 2 de Julho de 2014. A Cimeira - a primeira para Líderes inter-religiosos em África - foi aberta oficialmente pelo presidente da Uganda, Yoweri Museveni Kaguta. Os participantes da Cimeira incluíam mais de 200 líderes religiosos de toda a África - Bispos, Grande-Muftis, líderes da comunidade Baha'i, Igrejas pentecostais e outras religiões em África – que debateram sobre o Desenvolvimento Sustentável e a Agenda do Desenvolvimento pós-2015. O tema da Cimeira foi: Promover o empenho das Comunidades religiosas na Agenda do Desenvolvimento Pós-2015, no contexto de uma África ascendente.No seu ...

    Leia mais
    blank

    Rede social inovadora para a melhoria da saúde em África

    No quinto ano do programa «Volunteer Achievement», a Fundação Botín reconheceu a Medting + Salud 2.0 pela sua inovação, sustentabilidade e pelo alto impacto social. A iniciativa é um dos 13 projectos escolhidos pela Fundação entre os 550 que foram apresentados este ano. Criada pela Best Doctors, a Medting é uma ferramenta que permite aos médicos partilhar informações de como trabalham num diagnóstico e tratamento do doente. Com um funcionamento semelhante a uma rede social, a Medting dispõe de toda a segurança e protecção de dados, dando a máxima garantia aos pacientes e está equipada com um poderoso sistema de tradução e uma excelente capacidade de visualização de imagens. Com o intuito de promover a comunicação e testes médicos precisos, a Medting colocou até agora mais de 100 voluntários espanhóis em contacto com os hospitais africanos. Teleasistencia / Salud 2.0, um projecto da Medting com a Fundação Recuperar Hospitais para ...

    Leia mais
    blank

    Yaya: “Ninguém quer saber da Costa do Marfim porque somos africanos”

    Yaya Touré está furioso por ninguém querer saber da maneira controversa como a Costa do Marfim foi afastada do Mundial e afirmou que isso só acontece porque são africanos. A seleção costa marfinense esteve a 90 segundos de passar aos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo, mas um penálti sobre Georgio Samaras, que o próprio converteu, deu a vitória à Grécia e a respetiva qualificação para a fase seguinte. O médio do Manchester City disse que o árbitro decidiu erradamente, mas ninguém se importou com isso. “Queria deseperadamente que o árbitro detetasse a simulação de Samaras. Mais uma vez a arbitragem não esteve do nosso lado. No jogo contra o Japão ficaram dois penalties por marcar a nosso favor, e agora, inventaram um para a Grécia. Claro que ninguém se importou com a situação porque era uma equipa africana. Quem é que se preocupa com uma injustiça feita contra os africanos? Este erro ...

    Leia mais
    blank

    Um advogado e seu smartphone revolucionam a justiça em Uganda

    Quando Gerald Abila ganhou um smartphone (telefone celular inteligente), em 2012, o então estudante de direito de Uganda não se limitou a comunicar-se com seus amigos, mas o usou para criar uma organização sem fins lucrativos que utiliza Facebook, Skype, Twitter, mensagens de texto e links de rádio para melhorar o acesso à justiça e à lei. “Enquanto estava em aula, ao mesmo tempo usava Twitter e Facebook”, contou o advogado de 31 anos à IPS. “Me faziam tantas perguntas jurídicas que decidi abrir um grupo no Facebook para dar conselhos gratuitos, eu sozinho”, acrescentou. Abila criou o grupo no Facebook em 2012, antes de se formar em direito na Universidade Internacional de Kampala. Começou com cem membros, que recebiam a ajuda do advogado todos os sábados entre 15 e 16 horas, mas o grupo cresceu até se transformar na Barefoot Law (Lei Descalça), uma organização com mais de 16 ...

    Leia mais
    © public domain

    Hamilton Naki: O jardineiro cirurgião

    Hamilton Naki nasceu em 26 de junho de 1926, de uma família negra e pobre em uma pequena aldeia do estado de Cabo do Leste, na África do Sul, de nome Ngcingane. Lá, ele completou seu curso primário. Com 14 anos, foi à procura de trabalho na Cidade do Cabo, arranjando emprego de jardineiro na Universidade da Cidade do Cabo. Poucos anos depois, passou a trabalhar cuidando dos animais cobaias do laboratório.  Curioso e com vontade de aprender, transformou-se num faz tudo da clínica cirúrgica e foi se envolvendo nos procedimentos cirúrgicos em animais, incluindo suturas, anestesias e cuidados pós-operatórios. Apesar da sua carência de estudos formais, sua técnica e capacidade foram reconhecidas por Dr. Christiaan Barnard (primeiro médico a realizar um transplante de coração bem sucedido), que o requisitou para a sua equipe. Anos depois, Barnard teria dito: “se dada oportunidade, o Sr Hamilton Naki poderia ter sido melhor cirurgião que ...

    Leia mais
    blank

    Grandes Reis e Rainhas da África

    Reis e Rainhas da África As Rainhas Rainha Amina Amina de Zaria Escultura pública da guerreira Rainha Anima da Nígéria Rainha Makeda - O verdadeiro nome da Rainha da Etiopia, a esposa de Salomão Rei da Judéia Makeda - Rainha de Sabá Rainha Kahina Morreu em 705 AD. Lutou contra a incursão árabe no Norte da África Busto de Cleopatra VII disposta no Museu Britânico. A real face da Rainha Cleopatra, esta imagem de uma mulher jovem feito da mistura étnica Grego e Egipcio, é muito diferente da versão feita por Elizabeth Taylor no filme Cleopatra (1961). Supondo que ela não era completamente europeia já que sua familia tinha vivido no Egito a 300 anos atras. [caption id="attachment_14668" align="aligncenter" ...

    Leia mais
    União Africana lançou campanha contra casamento infantil em África

    União Africana lançou campanha contra casamento infantil em África

    A União Africana lançou em Adis Abeba a maior campanha de sempre contra o casamento infantil, uma iniciativa com o apoio das Nações Unidas e em que Moçambique surge como um dos países mais afetados por este problema. A campanha, lançada nesta quinta-feira e q ue terá a duração de dois anos, visa aumentar o reconhecimento do impacto negativo que o casamento infantil tem na vida das crianças e na sociedade. Entre os 10 países mais afetados, nove são africanos: Nigéria (75%), Chade e República Centro Africana (68%), Guiné-Conacri (63%), Moçambique (56%), Mali (55%), Burkina Faso e Sudão do Sul (52%) e Malawi (50%). "Este movimento liderado por africanos para africanos não deve parar até que todas as raparigas de todas as famílias e comunidades tenham o direito de chegar aos 18 anos antes de casar", afirmou Martin Mogwanja, vice-diretor-executivo do Fundo das Nações Unidas para as Crianças (UNICEF), na ...

    Leia mais
    blank

    Curta sobre a vida de universitários africanos em Floripa na UFSC

    No dia 27 de maio, terça-feira ás 19h, aconteceu a estreia do documentário de curta-metragem “Eu Sou de Lá”, que aborda a presença da comunidade de estudantes africanos na UFSC.  O curta será exibido no FAM – Florianópolis Audiovisual Mercosul, e o  festival acontecerá no Centro de Cultura e Eventos, com entrada gratuita. Eu Sou de Lá     A mudança para um novo bairro faz uma jornalista perceber a existência de uma comunidade de universitários africanos vivendo perto de sua casa. Curiosa para saber quem são seus novos vizinhos, ela vai ao encontro deles para ouvir suas histórias, conhecer suas origens, seus sonhos e desafios no sul do Brasil, na cidade de Florianópolis. Nesses encontros, conhece jovens de países como Moçambique, Cabo Verde e Guiné-Bissau. Além de entrevistá-los, ela deixa uma câmera com eles para que registrem seu cotidiano e suas impressões sobre o Brasil. O resultado é um dinâmico ...

    Leia mais
    blank

    A ascensão africana

    FMI se reúne a governos e especialistas para debater a manutenção do desenvolvimento do continente  O Fundo Monetário Internacional (FMI) e governo de Moçambique vão realizar nesta semana a conferência ‘África em ascensão: construindo o futuro’ na capital moçambicana, Maputo. O evento que começa na próxima quinta-feira (29) pretende reunir formadores de opinião política da África e de outros continentes, o setor privado, a sociedade civil e a comunidade acadêmica para discutir medidas que garantam o crescimento inclusivo e sustentável. “O principal desafio hoje é manter o crescimento elevado, promover a criação de empregos e acelerar a transformação estrutural. Para as nações consideradas mais frágeis, a prioridade é criar a estabilidade política e econômica suficiente para juntarem-se à fileira dos ‘leões africanos’”, aponta os organizadores do evento. Entre os nomes que irão participar da conferência deste ano estão o presidente do Africa Progress Panel, Kofi Annan; a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde; ...

    Leia mais
    blank

    Hoje na História, 25 de Maio de 1963, foi estabelecido pela OUA como o Dia da África

    Dia da África é a comemoração anual realizada em 25 de maio de 1963 pela fundação da Organização de Unidade Africana (OUA). Neste dia, os líderes de 30 dos 32 Estados africanos independentes assinaram uma carta de fundação, em Addis Abeba, na Etiópia. Em 1991, a OUA estabeleceu a Comunidade Económica Africana, e em 2002, a OUA estabeleceu o seu próprio sucessor, a União Africana . No entanto, o nome e a data do Dia de África foi mantido como uma celebração da unidade Africana tema do Dia de África 2012 é "África e da Diáspora". A celebração de Nova York foi realizada em Nova York em 31 de maio de 2011. Em Nairobi, foi comemorado no Parque Uhuru Recreational Park. Também deve ser notado que o Dia da África é celebrada como um feriado público em apenas cinco países africanos, Gana, Mali, Namíbia, Zâmbia e Zimbabwe. No entanto, as ...

    Leia mais
    blank

    Abertura da Semana da África 2014 discute novos olhares sobre países africanos

    Ministro conselheiro da Embaixada de Moçambique no Brasil, Geraldo Saranga, destaca apoio do Brasil no desenvolvimento tecnológico dos países africanos Evento, que acontece até 24 de maio, tem como tema Religião e Ciência em África “A África se distingue por sua grande riqueza humana, vista em sua diversidade cultural, étnica e religiosa”. Convidando a todos a refletirem sobre a imagem instituída do continente africano nos últimos anos, a estudante de Ciências Biológicas, Saturnina da Costa, estreou as falas durante a abertura da Semana da África 2014, que aconteceu na noite de ontem, 19 de maio, no auditório do Instituto de Estudos Socioambientais da UFG. “O objetivo é festejar a África, em um momento de reflexão, e desconstruir o que as mídias têm veiculado sobre o continente: um lugar de fome e de guerra”, ressaltou a estudante, também presidente da comissão organizadora do evento. Ministro conselheiro da Embaixada de Moçambique no Brasil, ...

    Leia mais
    blank

    Travessias da Cor: O sonho brasileiro

    A estabilidade de democracia e uma economia em desenvolvimento atraem todos os anos centenas de africanos em busca de vida melhor por Melquíades Júnior Unidos pelo passado, Brasil e África mantêm afinidades no presente. Para muitos africanos, elas se comprovam nos tons de pele e no sorriso fácil dos brasileiros. As ideias projetadas sobre o Brasil e a recente integração educacional alimentam o sonho, especialmente nos países africanos de língua portuguesa: Guiné-Bissau, Moçambique, Angola, São Tomé e Príncipe e Cabo Verde. Chegando, a história geralmente não é a mesma. Mas quando as carências no país de origem são maiores que as encontradas aqui, real e ideal pouco variam, e as associações criadas pelos imigrantes em Fortaleza têm feito a diferença na realização do que é possível. Na vida e na morte. O aumento nas relações Brasil-África teve uma data: meados de 2003, com a aprovação da Lei Nº 10.639, que ...

    Leia mais
    blank

    Prémios “CNN Multichoice African Journalist Awards” distinguem meios de comunicação africanos

    A CNN International e a MultiChoice lançaram oficialmente os “CNN MultiChoice African Journalist Awards 2014”. Esta competição, válida apenas para cidadãos africanos que trabalhem no continente, acolhe candidaturas de jornalistas que criem conteúdos destinados ao público africano. “Desde o início, estes prémios descobrem e premeiam o melhor jornalismo de todo o continente africano. Tendo em conta que agora ainda mais contadores de histórias africanas podem partilhar o seu trabalho connosco, contamos receber mais candidaturas de grande qualidade. As categorias deste ano reflectem também a realidade africana actual dos meios de comunicação multiplataforma. Como principal serviço noticioso de África, temos o maior prazer em cumprir o nosso papel no apoio ao excelente jornalismo que estes prémios divulgam todos os anos”, explicou Tony Maddox, Vice-Presidente Executivo e Director Geral da CNN International, em nota de imprensa enviada ao VerAngola. Nico Meyer, CEO da MultiChoice Africa, afirma que: “Neste nosso 10.º ano como ...

    Leia mais
    Página 4 de 34 1 3 4 5 34

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist