terça-feira, janeiro 26, 2021

Tag: arte

‘Monalisa africana’ de 1,6 milhões será exibida ao público pela primeira vez em décadas

Após ser encontrada em um apartamento de Londres 40 anos depois ter sido tirada da Nigéria, a Monalisa Africanaserá exibida pela segunda vez na história em seu país de origem. Avaliada em mais de um milhão de reais, a pintura foi criada por Ben Enwonwu – considerado o artista mais importante da arte moderna nigeriana. Do Hypeness O quadro foi finalizado em 1974 e no ano seguinte exposto em uma feira de arte em Lagos, maior cidade e então capital da Nigéria. Pouco depois, a obra desapareceu, sendo encontrada 40 anos depois em um apartamento no norte da capital inglesa. A pintura representa Tutu Ademiluyi, filha de um rei iorubá, que assumiu um status mítico na Nigéria. “É uma pintura lendária há 40 anos, todos continuam falando sobre ela, perguntando ‘onde está Tutu?’”, disse o escritor vencedor do prêmio Booker em reportagem publicada no Correio do Povo. A obra foi tirada da Nigéria ...

Leia mais

Conheça Waris Kareem, o artista de 11 anos que é sensação em Lagos, na Nigéria

Com 11 anos de idade, Waris Kareem Olamilekan, ou apenas Waspa, já é um artista profissional. Mas, ao contrário de outros prodígios, o menino não vem de um ambiente privilegiado. Do Hypeness Reprodução/ Instagram Waris vive em Lagos, na Nigéria, e começou a desenhar na escola, quando tinha seis anos. Suas criações seguem um estilo hiperrealista e, segundo contou em entrevista à BBC África, suas principais inspirações são os artistas Michelangelo e Arinze Stanley Egbengwu. Sua técnica começou a ser aprimorada aos oito anos, quando passou a frequentar a Academia de Arte Ayowole, uma escola simples localizada no bairro em que vive. Part of the portraiture I did in year 2017 @wizkidayo I am waspa. Uma publicação compartilhada por kareem waris (@waspa_art) em 18 de Abr, 2018 às 5:43 PDT Os desenhos de Waspa são compartilhados com o público através de sua conta no Instagram, onde já possui mais de 38 mil seguidores. O garoto se descreve ...

Leia mais
The Sao Paulo Museum of Art on Paulista Avenue, designed by Lina Bo Bardi, Sao Paulo, Brazil, South America

5 exposições em SP para conhecer as condições, potências e demandas da população negra

Alguns dos principais museus e espaços culturais da capital paulista estão com mostras relacionadas à história e cultura negra abertas ao público. Por Amauri Terto, do Huffpost Brasil  (MATT FROST VIA GETTY IMAGES) Masp acaba de inaugurar em conjunto com o Instituto Tomie Ohtake a exposição 'Histórias Afro-Atlânticas'. O HuffPost Brasil preparou uma lista com 5 exposições de arte ativas na capital paulista que têm a história e a cultura negra como pontos em comum. São mostras de médio e grande portes - que reúnem obras de importantes coleções particulares e de instituições renomadas ao redor do mundo - cuja proposta final é ampliar a visão do visitante sobre as múltiplas condições, potências e demandas da população negra no Brasil e fora dele. 1. Histórias Afro-Atlânticas - (Masp e Instituto Tomie Ohtake) Repost @mmoura Escultura de Flávio Cerqueira na exposição Histórias afro-atlânticas, até 21/10/2018 no MASP #flaviocerqueira #históriasafroatlânticas Uma publicação compartilhada por MASP ...

Leia mais
Ainda numa terra estranha - Fragmentos de James Baldwin (Foto ANA PAULA LEONC)

Os Crespos lançam “Em Legítima Defesa”, projeto que traz espetáculos e palestra sobre homoafetividade e negritute

Peças "Ainda... Numa Terra Estranha - Fragmentos a James Baldwin", "Cartas á Madame Satã ou Me Desespero Sem Notícias Suas" e palestra com o Advogado e ativista Ozzy Cerqueira integram a programação Por  Lau Francisco, para o Portal Geledés  Discutir como nossa sociedade encara as questões da homoafetividade entre homens negros. Desconstruir estereótipos e criar um espaço imaginário de liberdade para o amor. Tematizar e viabilizar um debate poético levando em consideração a sociabilidade e os direitos de homossexuais negros. Estes são alguns objetivos do projeto “Em Legítima Defesa”, da Cia. Os Crespos, que comemora em 2015 seus 10 anos de existência. O grupo montou uma programação especial que inclui quatro apresentações do espetáculo "Ainda... Numa Terra Estranha - Fragmentos a James Baldwin" (dias 17, 24, 31 de maio e dia 7 de junho de 2015, sempre às 20h, no Largo do Arouche,República), uma exibição de "Cartas á Madame Satã ou Me ...

Leia mais
Quadro de Ben Enwonwu retrata a filha de um rei da tribo yoruba | Foto: Ben Stansall / AFP / CP

“Mona Lisa africana” é reencontrada em Londres após 43 anos desaparecida

Obra foi achada em apartamento no norte da capital inglesa e será leiloada no final do mês no Correio do Povo Quadro de Ben Enwonwu retrata a filha de um rei da tribo yoruba | Foto: Ben Stansall / AFP / CP "Eu penso nela como a Mona Lisa africana", refletiu o poeta Ben Okri enquanto olhava para o retrato de uma princesa nigeriana que recentemente apareceu em um apartamento de Londres. A obra pintada por Ben Enwonwu, em 1974, retrata Adetutu "Tutu" Ademiluyi, filha de um rei iorubá, assumiu um status quase mítico na Nigéria. Havia sido vista pela última vez um anos depois de sua final, mas agora está à venda após sua redescoberta surpresa. "É uma pintura lendária há 40 anos, todos continuam falando sobre ela, perguntando 'onde está Tutu?'", disse o escritor vencedor do prêmio Booker. Como figura cultural nigeriana proeminente no ...

Leia mais

Bailarino brasileiro dança em Paris ao som de Coltrane

A coreógrafa belga Anne Teresa de Keersmaeker, da companhia Rosas, um dos grandes nomes da dança contemporânea, apresenta em Paris “A Love Supreme”, título de uma das músicas mais representativas da história do jazz, de autoria de John Coltrane. Entre os quatro bailarinos em cena, um deles é o brasileiro José Paulo dos Santos. Por Patricia Moribe, do RFI  José Paulo dos Santos em "A Love Supreme". Foto @Anne van Aerschot Anne Theresa de Keersmaeker e o catalão Salva Sanchis, ex-integrante da Rosas, fizeram uma primeira versão de sucesso de "A Love Supreme" em 2005, para bailarinos e bailarinas, todos de branco. Agora são todos homens, todos vestidos de tons escuros. A nova coreografia também é mais longa, agora com 50 minutos, ao invés dos 33 minutos originais. A peça começa em silêncio, com os quatro dançarinos entrando um a um, com movimentos ditados por uma melodia invisível. Com a música, eles voltam a ...

Leia mais

BH premia projetos que deram visibilidade à arte negra em 2017

Primeira edição do Prêmio Leda Maria Martins foi realizada em dezembro, na capital mineira por Márcia Maria Cruz, do UAI Com 'Vaga carne', Grace Passô se destacou nas artes cênicas. (foto: Kelly Knevels/Divulgação) Projetos que deram visibilidade à arte negra em 2017 serão consolidados em 2018. A avaliação é do ator e educador Denilson Tourinho, idealizador do Prêmio Leda Maria Martins, cuja primeira edição foi realizada em dezembro, na capital mineira, e homenageia a poeta, dramaturga e professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (Fale/UFMG). Curador do Festival de Arte Negra (FAN) em 2015, Denilson diz que as “artes pretas” foram um “contragolpe aos movimentos reacionários latentes em todo o Brasil”. Como surgiu a ideia de criar o Prêmio Leda Maria Martins? Partimos da necessidade de lançar luz sobre as produções negras. E junto a isso celebrar não só os artistas e produtores, mas aqueles que estão ...

Leia mais

CCBB do Rio recebe mostra sobre arte africana contemporânea

Exposição que estreia em janeiro é a maior do gênero já realizada no país Do  NOTÍCIAS AO MINUTO © Courtesy Kudzanai Chiurai and the Goodman Gallery O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio recebe a partir de 20 de janeiro 'Ex Africa', a maior mostra sobre arte africana contemporânea já realizada no Brasil. A exposição reunirá trabalhos de 20 artistas, de oito países, numa cuidadosa seleção de mais de 80 obras. Fotografias, pinturas, esculturas, performances, vídeos e uma gigantesca instalação assinada pelo ganês Ibrahim Mahama (em cada cidade ele vai construir uma instalação particular, com materiais usados e doados por trabalhadores locais) se relacionam na exposição por meio de quatro eixos distintos: Ecos da História, Corpos e Retratos, O Drama Urbano e Explosões musicais. A interseção desses eixos mostra que o continente africano vive um contínuo e efervescente processo de renovação criativa e artística, sublinha o curador da exposição, Alfons ...

Leia mais

Lubaina Himid vence o prémio Turner com homenagem à cultura africana

Lubaina Himid tornou-se, aos 63 anos, na primeira mulher negra a conquistar o prémio Turner, o galardão de arte contemporânea mais prestigiado do Reino Unido, por uma obra que homenageia a cultura africana. Do RTP Lubaina Himid, que nasceu em Zanzibar e vive em Preston, no norte de Inglaterra, foi distinguida com o prémio Turner na terça-feira por três exposições realizadas em Bristol, Nottingham e Oxford, nas quais - como é habitual na sua obra - exulta a criatividade da arte africana. A lista de nomeados incluía o britânico-jamaicano Hurvin Anderson, de 52 anos, a alemã Andrea Buttner, de 45, bem como a palestiniana-irlandesa Rosalind Nashashibi, de 43, todos autores de trabalhos com alto teor político e que "refletem temas muito relevantes da atualidade", como o racismo ou a pobreza, como destacou o DJ Goldie na cerimónia de entrega do prémio Turner, que teve lugar na cidade de Hull, eleita ...

Leia mais

Sansacroma lança “A Dança da Indignação”, livro comemorativo aos 15 anos de atividades da cia paulistana

Lançamento acontece na próxima sexta-feira, dia 29 de setembro, às 20h, na Aparelha Luzia, em São Paulo. Livro conta a trajetória da cia que nasceu na periferia sul da capital e registra a metodologia criada pela diretora Gal Martins, denominada de A Dança da Indignação Enviado para o Portal Geledés  Na próxima sexta-feira, dia 29 de setembro de 2017, às 20h, a Cia Sansacroma realiza o lançamento do livro “A Dança da Indignação”, em comemoração a seus 15 anos de atividades. O lançamento acontece na Aparelha Luzia, em São Paulo, relevante espaço cultural de resistência negra da capital paulista.   Com 156 páginas, tiragem de mil exemplares e editado pela Papel Brasil Editora, o livro “A Dança da Indignação” foi escrito foi escrito com a participação de todos os integrantes da Cia e do consultor de pesquisa Rodrigo Reis que assina a organização do livro. A publicação conta ainda com ...

Leia mais

Neta de Bob Marley, filha de Will Smith… Retratos da nova geração de artistas negros dos EUA

O fotógrafo Jack McKain nasceu e cresceu na Virgínia, nos Estados Unidos. Após estudar publicidade, ele criou uma carreira em torno da fotografia. Do Hypeness O sucesso de seus retratos não é por acaso. Jack consegue criar imagens fortes e sensíveis ao mesmo tempo, com um resultado impactante. Selah Marley tem música de Bob Marley e Lauryn Hill correndo nas veias Seja em cores ou em preto e branco, um dos assuntos que mais o interessa é retratar artistas negros, alguns quase desconhecidos, outros ligados a grandes celebridades, como a modelo Selah Marley, filha de Lauryn Hill e neta de Bob Marley; e a atriz e cantora Willow Smith, filha de Will Smith. Há ainda retratos poderosos de artistas como Sampha, Melo-X, A$AP Ferg, Leon Bridges, entre outros. Espia só o trabalho do cara: Sampha trouxe ao mundo o lindo disco r’n’b “Process”, que mistura eletrônico e piano clássico. Willow Smith, filha do casal Jada Pinkett-Smith e Will Smith, seguiu os passos da família ...

Leia mais

The fight for equality in art and architecture

Brazilian artist and architect Muha Bazila gave a lecture titled “A Reflection on Art, Representation, and Black Militancy.” He gave the lecture and displayed his artwork to a group of approximately 30 Luther College students, faculty members, and Decorah community members on Feb. 15. His artistic practice is a response to racial discrimination within art. Por Olivia Enquist, do Luther College Chips Photo courtesy of luther.edu Muha Bazila poses with one of his portraits Bazila discussed the racial inequalities in Brazilian education, his own cultural influences, and the importance of representation of people of color in art. A teacher and mentor of Bazila inspired him to combine his interests in art with his degree in architecture. Bazila debuted as a painter with his 2014 series “Odara” which emphasized the beauty of black women in Brazil. Since then he has presented his artwork in festivals in São Paulo, Paris, and New York City. ...

Leia mais

A arte que forjou a identidade afroamericana

Uma exposição em Paris analisa o papel que pintura, fotografia e cinema desempenharam no combate por seus direitos dos descendentes de escravos Por ÁLEX VICENTE, do El Pais  Qual foi o papel da arte na batalha que os descendentes de escravos travaram nos tempos da Estados Unidos? Uma exposição no Museu do Quai Branly de Paris, especializado em arte primitiva e antropologia, se esforça para responder com esmero a essa pergunta. A mostra analisa a importância que disciplinas como a pintura, a escultura, a fotografia e o cinema tiveram na luta por reafirmar uma identidade afro-americana. O nome da exposição é The Color Line, em referência à famosa expressão sobre a segregação inventada pelo líder negro Frederick Douglass em 1881. Duas décadas mais tarde, outro pioneiro na luta pela emancipação, W. E. B. Du Bois, formulou esse prognóstico: “O problema da linha da cor será o problema do século XX”. A ...

Leia mais

A arte brasileira ainda não sabe lidar com o negro, diz a escritora Ana Maria Gonçalves

Autora de "Um defeito de cor" fala de racismo, das dificuldades para o negro ser aceito como produtor de cultura e da predominância branca na literatura nacional Por Carlos André Moreira Do ZH A escritora Ana Maria Gonçalves é autora de um dos grandes épicos contemporâneos da escravidão no Brasil, o romance monumental Um defeito de cor (2006), história de uma mulher escravizada no Daomé aos oito anos e mandada para o Brasil. Ana Maria tem sido também uma das vozes mais atuantes a levantar questões problemáticas na relação entre negros e brancos no Brasil. Convidada da Festa Literária Internacional de Paraty, ela participou da programação paralela em uma das mesas que apontaram a ausência de negros na programação oficial do evento. Na entrevista ao lado, ela fala dos motivos que, em sua opinião, mantêm a arte nacional afastada do cidadão negro do país. A senhora apresentou em Paraty uma oficina ...

Leia mais

Arte e Protesto

A arte é a forma utilizada pelo artista para mostrar sua técnica, personalidade e influência. Também pode se tornar um poderoso instrumento social e ideológico se o autor assim o desejar. Utilizando-se do maior evento esportivo dos Estados Unidos, com uma audiência de mais de 100 milhões de pessoas, Beyoncé marcou definitivamente seu nome na história da luta contra o racismo. Impulsionados pelo poder das redes sociais, a apresentação na última edição do Super Bowl e o clipe da música, lançado estrategicamente um dia antes do evento, repercutiram em todo o mundo. Por Mauricio Pestana enviado para o Por Geledes Referendando a cultura negra norte-americana, do figurino de suas dançarinas como Panteras Negras, à coreografia em forma de X, alusiva a Malcom X, até a letra da música composta por frases sobre o Furacão Katrina que devastou New Orleans ou jovens negros assassinados pela polícia, cada detalhe da apresentação está relacionado ao racismo nos USA. Não por acaso, o lançamento do clipe coincidiu ...

Leia mais

Pra diminuir violência, escola demite seguranças e contrata professores de arte

O que fazer para controlar um crescente aumento da violência dentro das salas de aula – contratar seguranças? Expulsar alunos? Solicitar uma assessoria da polícia na região? O diretor de uma escola pública de ensino médio de Boston, nos Estados Unidos, resolveu tomar uma decisão que pra muita gente pareceu loucura. Do Hypeness A escola Orchard Gardens foi considerada uma das cinco piores do estado americano de Massachusetts. Eles chegaram ao ponto de proibir que os alunos levassem mochilas por medo deles trazerem armas escondidas. Imagens retiradas do site: www.hypeness.com.br Eis que, em 2010, a escola entrou para o programa Turnaround Schools, uma iniciativa do Governo Federal para recuperar instituições em dificuldade. O diretor Andrew Bott foi contratado e uma das suas primeiras ações foi muito corajosa: ele demitiu grande parte dos funcionários de segurança e, com o dinheiro, reinvestiu na contratação de professores de arte.   As paredes dos corredores viraram muros de exposição, os entulhos ...

Leia mais

Do racismo na arte contemporânea

No chão da galeria, riscados com giz, estão traços que lembram as rotas dos navios negreiros, da África para o Brasil. Nas paredes, estão frases de boletins de ocorrência destacando elementos suspeitos “negros e pardos”. Mas talvez o trabalho de Jaime Lauriano que mais chama a atenção nesta sua primeira individual é uma pequena muda de pau-brasil que cresce dentro de uma vitrine, sob luz e correntes de ar artificiais. Quando a árvore crescer, se sobreviver, vai destruir seu invólucro. Caso contrário, morrerá sufocada dentro dessa espécie de caixão transparente. por Silas Martí na Folha de São Paulo Lauriano sempre discutiu a violência em sua obra, no caso, uma violência que parece estar na formação do Brasil como nação, firme e profunda como as raízes da árvore que deram nome ao país. Pela primeira vez, no entanto, ele se assume como um autor negro, falando de questões de raça. Ele ...

Leia mais
Programa vai destinar R$ 20 mi para ações culturais em universidades

Programa vai destinar R$ 20 mi para ações culturais em universidades

Ministérios da Cultura e da Educação lançaram nesta quarta-feira o Programa Mais Cultura nas Universidades, que pretende incentivar as instituições federais de ensino superior e as de educação profissional, científica e tecnológica a ampliar ações artísticas no País; entidades têm até o dia 10 de fevereiro de 2015 pra aderir ao edital Fonte: Brasil 247 Marcelo Camargo/ Ag Brasil Os ministérios da Cultura e da Educação lançaram hoje (8) o Programa Mais Cultura nas Universidades. O objetivo é incentivar as instituições federais de ensino superior e as de educação profissional, científica e tecnológica a ampliar ações artísticas no país. As entidades têm até o dia 10 de fevereiro de 2015 pra aderir ao edital, que destinará R$ 20 milhões para o apoio a atividades culturais em escolas públicas, criação e fomento de rádios e TV comunitárias, além de investimento em equipamentos e material para espaços de ...

Leia mais
Tayana Fazlalizadeh (Foto: Tayana Fazlalizadeh)

O feminino invade a arte de rua

Numa manhã de verão do ano passado, as ruas do Brooklyn, em Nova York, amanheceram repletas de lambe-lambes com o rosto de uma mulher de olhar desafiador e a frase “Stop Telling Women To Smile” (“parem de dizer para mulheres sorrirem”). Em poucas horas espalhou-se a notícia de que era uma iniciativa da artista de rua Tatyana Fazlalizadeh, uma americana de 28 anos filha de pai iraniano e mãe negra. Em entrevista ao New York times, Tatyana explicou que conversou com mulheres de todos os cantos sobre o que no Brasil chamamos de cantada de rua antes de dar vida à obra. A intervenção urbana continuou com mais lambe-lambes, mais rostos femininos de olhar determinado e as frases  “My Outfit Is Not an Invitation” (“minhas roupas não são um convite”) e “Women Do Not Owe You Their Time or Conversation” (“mulheres não devem a você nem o tempo delas, nem uma conversa”). As ...

Leia mais
Página 2 de 2 1 2

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist