quarta-feira, maio 12, 2021

Tag: reconhecimento facial

83% dos presos injustamente por reconhecimento fotográfico no Brasil são negros

Eles têm o mesmo perfil: jovens, pobres e negros. São cidadãos brasileiros que estudam, trabalham e sustentam a família. Mas existe outro ponto em comum. A reportagem especial do Fantástico deste domingo (21) investiga como funcionam os 'catálogos de suspeitos' em delegacias pelo Brasil. Em muitos casos, o reconhecimento por fotografia acaba sendo a única prova na hora de apontar um possível criminoso. Para especialistas, reconhecimento por fotografia é uma prova sujeita a equívocos, falhas - que em alguns casos estão levando inocentes para a cadeia. Por isso, o reconhecimento fotográfico vem sendo motivo de debate. Um levantamento inédito feito pelo Condege, entidade que reúne defensores públicos de todo país, e também pela Defensoria Pública do Rio de Janeiro mostra que os negros são, de longe, as maiores vítimas desse tipo de erro: 83%. Na reportagem em vídeo, conheça histórias de vítimas de prisões injustas. Fonte: Fantástico

Leia mais
(Foto: Getty Images/iStockphoto)

De novo: homem negro é preso nos EUA após falha de reconhecimento facial

O departamento de polícia da cidade de Detroit foi processado por prender equivocadamente um homem negro identificado como responsável por um furto por meio de um software de reconhecimento facial. O erro policial foi o segundo do tipo noticiado neste ano, sendo que o anterior também ocorreu em Detroit. A polícia local deteve Michael Oliver, 26 anos, em julho de 2019 sob a acusação de um furto que ele não cometeu. Segundo o site Motherboard, Oliver entrou na Justiça contra a cidade de Detroit e o detetive apontado como responsável pelo equívoco, pedindo uma indenização de a partir de US$ 12 milhões (cerca de R$ 63,5 milhões). Oliver, que ficou preso por quase três dias, chamou o trabalho da polícia e o uso do algoritmo de reconhecimento facial de "grosseiramente negligente". "Perdi meu emprego e meu carro. Toda minha vida foi colocada em pausa", declarou ao Motherboard. "Essa tecnologia não ...

Leia mais
Segundo o Google, tecnologia de reconhecimento facial é menos acurada quanto mais escuro for o tom de pele dos analisados (GETTY IMAGES)

Inteligência artificial: Por que as tecnologias de reconhecimento facial são tão contestadas

Polícias e forças de segurança em todo o mundo estão testando sistemas automatizados de reconhecimento facial como uma forma de identificar criminosos, foragidos e terroristas. Mas quão acurada é essa tecnologia e com que facilidade ela pode ser usada, ao lado da inteligência artificial - responsável por seu acionamento - como um meio de oprimir cidadãos? Por Matthew Wall, da BBC  Segundo o Google, tecnologia de reconhecimento facial é menos acurada quanto mais escuro for o tom de pele dos analisados (GETTY IMAGES) Imagine a seguinte situação: um suspeito de terrorismo parte para uma missão suicida no centro densamente povoado de uma cidade. Se ele disparar uma bomba, centenas de pessoas podem morrer ou ficar gravemente feridas. Câmeras de segurança que fazem a varredura dos rostos na multidão identificam o homem e comparam seus traços com fotos de um banco de dados de terroristas conhecidos ou ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist