Tag: refugiados

    Foto: Tato Rocha / Acervo JC Imagem

    Projeto de estudantes de letras dá aulas de português para refugiados em SP

    Objetivo do MemoRef, criado dentro da Unifesp, é integrar culturas com encontros semanais e gratuitos: ‘vamos ensinar o que é feijoada também’ Por Camila Alvarenga, na Revista Fórum  Tato Rocha / Acervo JC Imagem “Nós vamos ensinar português, mas vamos ensinar o que é coxinha e feijoada também”. É assim que Ingrid Candido, uma das criadoras do Memorial Digital do Refugiado (MemoRef), define as aulas do projeto, que começaram na quarta-feira (02/09). Criado por seis alunos da graduação do curso de letras da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), o MemoRef tem o intuito de dar assistência a refugiados recém-chegados ao Brasil por meio de aulas de português e atividades culturais para promover a integração à comunidade. O projeto também pretende criar um banco de dados a partir dos resultado das experiências para futuros estudos acadêmicos. O  programa MemoRef surgiu de uma iniciativa da estudante Marina ...

    Leia mais
    blank

    A luta de uma escritora da Islândia para que não haja mais tragédias como a do bebê sírio. Por Paulo Nogueira

    E então penso comigo. Tanta gente desinspiradora tem ocupado meus textos. Do DCM  Eduardo Cunha, Aécio, Gilmar Mendes, Olavo de Carvalho etc: a lista é longa e vil. Mas eis que aparece um arco-íris, lá na pequena, remota, fria e sublime Islândia. É uma escritora de 33 anos chamada Bryndis Bjorgvinsdottir. Bryndis com sua arma, a palavra, decidiu agir em favor dos refugiados. Ela mandou uma carta aberta para o ministro do Bem Estar Social da Islândia. Tamanha a força da carta que ela acabou repercutindo muito além da Islândia. Ganhou o mundo. “Os refugiados são nossos futuros maridos e mulheres, melhores amigos ou almas gêmeas. Eles são os bateristas da banda dos nossos filhos, nosso futuro colega, a Miss Islândia 2022, o carpinteiro que finalmente vai terminar o banheiro, o atendente da cafeteria, o bombeiro, o gênio da informática ou o apresentador de televisão.” Ou são, também, aquele garotinho ...

    Leia mais
    blank

    Alemães se mobilizam para apoiar refugiados

    Movimento ocorre por todo o país e contrasta com os ataques dos grupos neonazis a vários centros de acolhimento. Alemães recebem refugiados com flores, cartazes de boas vindas e aplausos e asseguram o atendimento de suas necessidades básicas. Times de futebol também têm manifestado apoio durante os jogos Do Revista Fórum Diante da inação das autoridades alemãs, os cidadãos têm se auto-organizado por meio das redes sociais, como Facebook e Twitter, e criado documentos no Google em que vão fazendo o levantamento das necessidades das famílias de refugiados, que incluem bebês, crianças e doentes e se encontram nos centros de acolhimento provisórios espalhados pelo país. Estas estruturas não têm, em muitos casos, as condições mínimas para os receber e a distribuição de bens essenciais como água, comida e roupa e é uma das principais preocupações daqueles que acabam por substituir o Estado alemão no que diz respeito ao apoio aos ...

    Leia mais
    Iceland, downtown Reykjavik, elevated view

    Islândia dá lição de solidariedade e se oferece para receber refugiados

    Os habitantes da Islândia deram uma lição de solidariedade após uma escritora do país fazer um apelo nas redes sociais. Por Gabriela Bazzo Do Brasil Post Bryndis Bjorgvinsdottir resolveu criar um grupo no Facebook pedindo que o governo aumente a cota de refugiados que pretende receber anualmente. Atualmente, o número previsto é de apenas 50 pessoas por ano. Diante do apelo, mais de 12 mil islandeses - o país tem pouco mais de 300 mil habitantes - ofereceram suas casa para receber o enorme contingente derefugiados que chega à Europa todos os dias. "Os refugiados são nossos futuros maridos e mulheres, melhores amigos ou almas gêmeas. Eles são os bateristas da banda dos nossos filhos, nosso futuro colega, a Miss Islândia 2022, o carpinteiro que finalmente vai terminar o banheiro, o atendente da cafeteria, o bombeiro, o gênio da informática ou o apresentador de televisão", escreveu ela em uma carta aberta ...

    Leia mais
    Foto: Flávio Florido

    Se o dinheiro não vê fronteiras, por que as erguemos para os trabalhadores?

    Não existe imigrante ilegal. Pois não existem seres humanos ilegais. O que temos, por força das fronteiras, são pessoas que não possuem os documentos de entrada ou de trabalho exigidos por um país ou um bloco de países. Ou que estão em situação de imigração considerada ilegal. Isso parece uma “fresta'' conceitual, uma “frescura do politicamente correto''. Contudo, esconde um abismo. Foto: Flávio Florido Por Leonardo Sakamoto, do Blog do Sakamoto    Às vezes, esquecemos que a escolha das palavras que usamos, consciente ou inconscientemente, não é aleatória. Diz muito sobre a forma como vemos o mundo e nos relacionamos com ele. Ou como fomos ensinados, formados ou doutrinados a legitimar a exploração como se fosse algo normal. Afinal, se o diabo está nos detalhes, o inferno são as entrelinhas da nossa fala. Por exemplo, o que é “migrante''? O forasteiro que vem de fora roubar nossos empregos e destruir ...

    Leia mais
    blank

    Refugiados ensinam idiomas e compartilham experiências no Abraço Cultural

    Refugiados estão ensinando idiomas e apresentando sua cultura a estudantes brasileiros, em cursos de árabe, inglês, francês e espanhol que começaram esta semana, por meio do projeto Abraço Cultural, promovido pelas organizações não governamentais (ONGs) Instituto de Reintegração do Refugiado Brasil (Adus) e a plataforma social Atados. Por Camila Boehm Do Agencia Brasil Divulgação/Agência Nacional de Gestão de Emergências da Nigéria O congolês Alphonse Nyembo, 29 anos, é um dos professores de inglês. Ele, que também fala francês, chegou ao Brasil em 2012, fugindo da guerra em seu país. Nyembo disse que muitas pessoas confundem as culturas de diversos países da África e que o curso é uma oportunidade de apresentar essa variedade, além de compartilhar o que já viveu por lá. “É bom esclarecer e falar um pouco da cultura africana, da culinária, de muitas danças, que variam de país para país”, ressaltou. Com o dinheiro ...

    Leia mais
    blank

    Refugiados ensinam idiomas por meio de experiências culturais em SP

    O congolês Alphonse dará aulas de francês e inglês (Foto: Paula Paiva Paulo/G1)'Abraço cultural' terá aulas de francês, inglês, árabe e espanhol. Culinária, danças, música e literatura estão na grade do curso. por Paula Paiva Paulo no G1 Aprender outros idiomas, quebrar preconceitos e conhecer outras culturas, como o “fufu”, comida típica do Congo, ou a rumba e o zook, tradicionais danças africanas. Essa é a proposta do curso “Abraço Cultural”, que tem refugiados de diversos países como professores em São Paulo. O curso é promovido pelas ONGs Atados e Adus, e, exceto os professores, todos são voluntários. O Brasil tem atualmente 7.946 refugiados, segundo o Comitê Nacional para Refugiados (Conare), vinculado ao Ministério da Justiça. Destes, a maior parte são sírios (1.894), colombianos (1.300), angolanos (1.072), congoleses - da República Democrática do Congo (829) - e libaneses (394). A palavra "refugiado" desperta preconceito, acredita um dos organizadores do curso, Daniel ...

    Leia mais
    Mutirão vai regularizar situação de ganeses no país

    Mutirão vai regularizar situação de ganeses no país

    Alex Rodrigues Governo federal vai criar força-tarefa para agilizar a emissão de documentos provisórios aos imigrantes ganeses que chegaram ao Brasil durante a Copa do Mundo; dos 1.132 ganeses que permanecem no território nacional com visto de turista, válido por 90 dias, quase 180 pediram refúgio A exemplo da primeira medida adotada no início de 2013 para acelerar a regularização da situação dos haitianos que entraram ilegalmente no país, o governo federal vai criar força-tarefa para agilizar a emissão de documentos provisórios aos imigrantes ganeses que chegaram ao Brasil durante a Copa do Mundo, com vistos de turistas, e que, agora, estão pedindo refúgio. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se reuniu na manhã de hoje (16), com representantes dos ministérios das Relações Exteriores, do Trabalho e Emprego e do Desenvolvimento Social, além da Polícia Federal, para discutir as medidas a serem adotadas. Além do mutirão, o governo federal oferecerá ...

    Leia mais
    Torcedores ganeses pedem refúgio ao Brasil

    Torcedores ganeses pedem refúgio ao Brasil

    Ivan Richard Com visto de turistas para acompanhar a Copa, 178 ganeses apresentaram pedido de refúgio à Polícia Federal em Caxias do Sul (RS) em uma semana; PF na região estima, no entanto, que mais de mil ganeses devem fazer o pedido para continuarem no País definitivamente após o encerramento do evento Com visto de turistas para acompanhar a Copa do Mundo, 178 ganeses apresentaram pedido de refúgio à Polícia Federal (PF) em Caxias do Sul (RS), entre quinta-feira (3) e hoje (10). A PF na região, no entanto, estima que mais de mil ganeses devem fazer o pedido para continuarem no Brasil definitivamente após o encerramento do Mundial. De acordo com o delegado Noerci da Silva Melo, chefe da delegacia da PF em Caxias do Sul, os ganeses têm sido atraídos para a região serrana do estado devido a promessa de emprego. Na cidade, acrescentou o delegado, os estrangeiros encontram ...

    Leia mais
    Página 2 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist