Ter mais mulheres nos conselhos das empresas interfere no valor de sua ações?

Até aqui, o que se sabia através de pesquisas internacionais, era que a diversidade dos boards das empresas tinha uma influência positiva sobre o retorno sobre o patrimônio, capital investido e vendas (53%, 66% e 42% melhores,segundo estudo de 2007 da Catalyst dos que as  que não tinham mulheres nos conselhos) .

Por Cynthia Almeida no Mulheres Incríveis

Tais ganhos, porém, não eram refletidos no valor das ações dessas companhias.  A aparente desconexão entre os resultados das empresas com seu valor de mercado foi objeto de um estudo sociológico da Universidade de Harvard. O que a análise constatou, em resumo, foi que quando uma empresa nomeava uma mulher para o seu board, investidores vendiam ações derrubando seu preço. O motivo era uma aparente desconfiança do desempenho feminino em postos-chave.

A boa notícia é que essa situação parece ter mudado. Um estudo com 4255 empresas de capital aberto em todo o mundo, conduzida pela Thomson Reuters (Climb to the top – tracking gender diversity on corporate boards) revelou que empresas com mais mulheres nos conselhos têm menor volatilidade em suas ações e maior valorização em seus preços.

Outros achados do Thomson que analisou dados de 2013, os mais recentes disponíveis com números fechados:

Há um aumento gradual na porcentagem de empresas que têm mulheres em seus boards: em 2013 foram 64% (eram 56% em 2009). 

Entre as empresas analisadas, apenas 20% reportaram ter 20% ou mais de mulheres em seus conselhos (13% em 2008) 

Mais da metade (51%) reportaram um mínimo 10% de representação feminina nos conselhos (40%  em 2008) 

Sobre uma perspectiva regional, os países da EMEA (que incluem Europa, Oriente Médio e África), reportaram média de 20% de mulheres nos boards, ultrapassando os países das Américas. 

A adoção de políticas e processos para aumentar a diversidade de gênero está crescendo e são particularmente relevantes em países europeus e americanos. 

Por setor, as indústrias de Saúde, Finanças e Produtos de Consumo e Serviços são líderes em conselhos com diversidade de gênero.

+ sobre o tema

TSE proíbe Veja de fazer propaganda de capa

Ricardo Brito O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu liminar na...

Ameaças, estupros e prostituição: os impactos do garimpo ilegal para as mulheres

A atividade garimpeira clandestina impacta diariamente a vida dos povos indígenas...

Sindicância vai investigar tortura a presos em Santa Catarina

Fonte: Uol-   A secretaria de Justiça e...

para lembrar

Google: apenas 30% dos funcionários são mulheres; 2% negros

Nós somos os primeiros a admitir, o Google está...

Setor de franquias quer democratizar o sistema para a classe C

Alana Gandra Repórter da Agência Brasil   Rio de Janeiro - O...

Desemprego em 2014 foi de 4,8%, menor nível desde 2002, segundo IBGE

A taxa de desemprego no ano passado teve média...

C&A é condenada por manter trabalho análogo à escravidão

A C&A Modas foi condenada a pagar R$ 100 mil...
spot_imgspot_img

Governo define nova data para o ‘Enem dos concursos’; CNU será em 18 de agosto

O Ministério da Gestão divulgou, nesta quinta-feira (23), a nova data para o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), que ficou conhecido como "Enem dos concursos"....

Anemia falciforme: 1º paciente no mundo inicia terapia genética contra a doença

Na quarta-feira, Kendric Cromer, um menino de 12 anos de um subúrbio de Washington, tornou-se a primeira pessoa no mundo com doença falciforme a...

‘Geração ansiosa’: transtornos mentais em crianças que vivem grudadas no celular aumentam no mundo todo

Veja o vídeo da matéria Crianças e adolescentes do mundo todo estão em perigo. É o que diz o livro “A geração ansiosa”, do psicólogo...
-+=