TPI condena congolês Lubanga a 14 anos por recrutar crianças

 

 

O Tribunal Penal Internacional (TPI) condenou nesta terça-feira o ex-líder rebelde congolês Thomas Lubanga a 14 anos de prisão por recrutar crianças-soldado entre 2002 e 2003 na República Democrática do Congo.

Dessa pena se deduzirá o tempo que Lubanga passou em prisão provisória desde 2006. Os magistrados já haviam declarado o ex-líder rebelde culpado em março passado ao concluir que ele era o responsável pelo alistamento de menores de 15 anos em um conflito armado.

Em junho passado, a Promotoria pedira a pena máxima de 30 anos de prisão, uma vez que o recrutamento de crianças-soldado “é um dos crimes de lesa-humanidade mais sérios”.

O juiz Adrian Fulford precisou, durante uma audiência pública realizada em Haia, que os magistrados decidiram levar em conta como atenuante a cooperação constante de Lubanga com o Tribunal apesar de o comportamento da Promotoria o submeter a uma grande pressão.

Trata-se da primeira condenação da história ditada pelo TPI, que demorou quase dez anos para resolver o caso. A defesa do ex-líder rebelde congolês terá agora a possibilidade de recorrer tanto do veredicto como da pena imposta.

Segundo ficou demonstrado durante o processo, as forças dirigidas por Lubanga recrutavam meninos e meninas para que interviessem “ativamente” em “hostilidades”, os alistavam em suas fileiras e os obrigavam a realizar tarefas domésticas, a lutar e a atuar como guardas pessoais de segurança.
As meninas eram transformadas em “escravas sexuais” dos comandantes, mas os juízes decidiram não incluir este aspecto na acusação para, entre outros motivos, agilizar o processo.

As crianças pertenciam à etnia hema na região de Ituri (sudeste da RDC) e eram recrutadas para participar do conflito armado local entre essa etnia e a lendu, que disputavam o controle das minas de ouro na zona.

 

 

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Mascote da copa 2010

Não há muita divulgação, pelo menos eu não vi,...

O que você sabe sobre Mitologia Africana?

Acho que podemos entrar em consenso sobre uma coisa:...

Estilistas preferem padrões africanos no encerramento da BFWL

Com encontros entre estilistas, modelos, produtores africanos e portugueses,...

para lembrar

ID_BR promove Fórum e Prêmio ‘Sim à Igualdade Racial’ no dia 10 de outubro

Prêmio vai reconhecer os principais nomes e iniciativos em...

Anderson Silva inaugura projeto no Corinthians e cogita academia em nova arena

Por: DANILO VITAL   Anderson Silva consolidou ainda mais sua relação...

Bob Marley das quadras, alemão de ‘dreads’ avança no Aberto da Austrália

Com dupla cidadania (jamaicana e alemã), Dustin Brown, número...
spot_imgspot_img

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Sambista ligada ao rap, Leci Brandão rebate críticas de Ed Motta: ‘Elitista’

Leci Brandão, 79, rebateu com estilo as recentes declarações de Ed Motta, que chamou de "burros" os fãs de hip hop, "sem exceção". Sem citar...
-+=