sexta-feira, dezembro 9, 2022
InícioQuestões de GêneroViolência contra MulherViolência contra a mulher aumenta em Joinville

Violência contra a mulher aumenta em Joinville

Divulgados ontem pela Secretaria de Estado da Segurança Pública, os dados da violência contra a mulher são impressionantes em Joinville. Foram registrados 2,3 mil casos de ameaças durante o ano passado. Foram 983 situações de agressões (lesões corporais), com média de quase três casos por dia. As estatísticas de violência são montadas com base em registros policiais, há ainda as situações que não chegam a ser informadas à PM ou à Polícia Civil.

Por JEFFERSON SAAVEDRA, do DC

Os estupros fazem parte da relação de dados, com 118 casos no ano passado. As mulheres também sofrem com os assaltos, quando há violência ou ameaça às vítimas: Joinville tem praticamente uma mulher assaltada por dia. O governo do Estado mudou o formato da divulgação e agora os números são apresentados por municípios e não mais por abrangência das ADRs (ex-SDRs). Em boa parte dos casos de violência contra mulher, a agressão é doméstica, isto é, partiu de companheiros ou familiares.

Corredor fica

O Colégio dos Santos Anjos voltou a ser derrotado no Tribunal de Justiça na tentativa de obrigar a Prefeitura de Joinville a reinstalar as vagas de embarque e desembarque para veículos na JK, perto da escola. O espaço foi removido para ampliação de corredor de ônibus. A decisão foi publicada ontem.

Alegações

A escola alegou “caos diário”, falta de segurança e tranquilidade em área escolar, entre outros motivos. O TJ alegou que a alegada inviabilidade de outro acesso (rua Jaguaruna) precisa de estudos e que corredores de ônibus não estão proibidos em área escolar. A Prefeitura sugere entrada pela Jaguaruna e saída pela JK.

Isonomia

Roberto Bisoni disse ontem na Câmara de Joinville que, por questão de justiça, os salários dos servidores do Legislativo também devem ser reajustados em quatro parcelas, assim como será feito em relação aos funcionários da Prefeitura, caso os projetos sejam aprovados. A Câmara prevê aumento em parcela única.

Parada

Perto do final, a Estrada Rio do Morro continua paralisada porque ainda falta a desapropriação de duas áreas no trecho de Araquari, uma atribuição da Prefeitura local na obra do governo do Estado. Em um dos cruzamentos com o trilho do trem, falta aprovação de projeto apresentado à ALL. A obra de pavimentação melhora acesso entre a zona Sul de Joinville e Araquari.

Xadrez

Se algum dia Roberto Bisoni (PR) resolver deixar a importante comissão de Finanças da Câmara de Joinville, há boas chances de oposicionistas ferrenhos, como Odir Nunes ou Maycon Cesarassumirem o lugar dele. Talvez essa situação justifique indicados de Bisoni serem mantidos na Prefeitura.

Diárias

Em liminar concedida ao Ministério Público, a Justiça mandou a Prefeitura de São Francisco do Sul reduzir o valor das diárias de viagem. Para deslocamentos dentro de Santa Catarina, a diária não pode passar de R$ 482. Para viagens para fora do Estado, o teto é de R$ 794. Cabe recurso à decisão.

Do TCE

A ação da promotoria foi baseada em apuração do TCE em relação às viagens do prefeito Luiz Zera, acompanhado de secretários. Os valores foram considerados elevados, segundo o MP. As prestações de contas das viagens entre janeiro de 2014 e maio de 2015 também estão sendo avaliadas.

Nova proposta de homenagem

Apareceu mais uma proposta de homenagem para Luiz Henrique na Câmara de Joinville: Mauricinho Soares (PMDB) quer dar o nome do ex-prefeito e ex-governador ao elevado em construção na Santos Dumont com a Tuiuti. Até agora, em Joinville, LHS já virou nome de escola estadual, ainda em obras, e de espaço de comunicação na Câmara.

Mapa das áreas consolidadas

Joinville ganhou ontem o mapeamento formal das áreas consolidadas, as regiões da cidade que contam com uma série de equipamentos urbanos (densidade demográfica acima de 50 moradores por hectare, abastecimento de água e de energia, coleta de lixo etc.). Em tese, tais áreas podem ganhar regras mais flexíveis para licenciamento ambiental. A publicação é um anexo do Jornal do Município.

Regras de licenciamento não mudam

O diagnóstico socioambiental também foi publicado, em um segundo volume. Esse estudo, produzido por técnicos da Secretaria de Meio Ambiente, traz as possibilidades de redução das distâncias que as construções precisam respeitar em relação aos cursos d’água. Mas, por enquanto, nada muda: o projeto com essas alterações foi retirado pela Prefeitura da Câmara para mais análise.

Queixa ao MP

O Conselho das Secretarias Municipais de Saúde procurou ontem o Ministério Público para se queixar dos atrasos nos repasses do governo de Estado para a saúde. Os secretários Marcos Scarpatto (São Francisco) e Francieli Schulz (Joinville) fizeram parte da comitiva. A principal reclamação é em relação aos medicamentos. Pelas contas de Joinville, incluindo todas as despesas, o débito chega a R$ 5 milhões. O comando do MP ficou de analisar a situação.

Vez do PSB

O PSB de Joinville tem nova reunião nesta quarta-feira em Florianópolis para tentar definir o futuro em relação à eleição municipal. Aliado do governo Udo, onde participa com o vice Rodrigo Coelho, o PSB tem conversas bem adiantadas com Darci de Matos, do PSD.  Mas é preciso resolver o futuro de Coelho.

O vice

Se a opção for deixar o governo PMDB, algo cada vez mais provável, o PSB não quer deixar Rodrigo Coelho na mão, até porque há chance de ser indicado outro vice para uma aliança com o PSD. O deputado Patrício Destro já tem dito que o vice-prefeito não pode ser prejudicado.

No Estado

Assim, a saída seria arrumar um cargo de certa relevância no governo do Estado, comandado pelo mesmo PSD de Darci. O problema é criar ruído com o PMDB, que pode interpretar a eventual nomeação de Coelho no Estado como “intromissão” de Colombo na eleição de Joinville. Pois então. O PMDB vai aguardando, alinhavando também o plano B, a chapa pura na eleição.

O retorno

A possibilidade de redução no índice de comprometimento da folha de pessoal, afinal confirmado, motivou a Prefeitura de Joinville a retomar as contratações, principalmente na educação.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench