juntas e plp
juntas e plp
Guest Post »
Spike Lee irá boicotar Oscar 2016 por falta de diversidade nas indicações

Spike Lee irá boicotar Oscar 2016 por falta de diversidade nas indicações

“Não é na premiação da Academia que a verdadeira batalha está”, disse Spike Lee em um texto-desabafo postado em seu Instagram nesta segunda-feira (18).

no HuffPost Brasil por  Ana Júlia Gennari

O diretor afirmou que não irá participar da premiação do Oscar 2016 devido à ausência de negros nas indicações para a categoria de atuação e ressaltou que o foco de luta deve estar nos “escritórios executivos dos estúdios de Hollywood, nas TVs e nas redes de televisão a cabo” já que são eles que têm o poder de realizar projetos.

Em sua postagem, Spike postou a foto de Martin Luther King – que faria aniversário no dia 15 de janeiro, data em que é feriado nos EUA – e citou uma de suas falas: “Chega um momento em que uma pessoa precisa tomar uma posição que não é nem segura, nem política e nem popular, mas aquele que toma-la precisa fazê-lo porque sua consciência lhe diz que é o correto”.

#OscarsSoWhite… Again. I Would Like To Thank President Cheryl Boone Isaacs And The Board Of Governors Of The Academy Of Motion Pictures Arts And Sciences For Awarding Me an Honorary Oscar This Past November. I Am Most Appreciative. However My Wife, Mrs. Tonya Lewis Lee And I Will Not Be Attending The Oscar Ceremony This Coming February. We Cannot Support It And Mean No Disrespect To My Friends, Host Chris Rock and Producer Reggie Hudlin, President Isaacs And The Academy. But, How Is It Possible For The 2nd Consecutive Year All 20 Contenders Under The Actor Category Are White? And Let’s Not Even Get Into The Other Branches. 40 White Actors In 2 Years And No Flava At All. We Can’t Act?! WTF!! It’s No Coincidence I’m Writing This As We Celebrate The 30th Anniversary Of Dr. Martin Luther King Jr’s Birthday. Dr. King Said “There Comes A Time When One Must Take A Position That Is Neither Safe, Nor Politic, Nor Popular But He Must Take It Because Conscience Tells Him It’s Right”. For Too Many Years When The Oscars Nominations Are Revealed, My Office Phone Rings Off The Hook With The Media Asking Me My Opinion About The Lack Of African-Americans And This Year Was No Different. For Once, (Maybe) I Would Like The Media To Ask All The White Nominees And Studio Heads How They Feel About Another All White Ballot. If Someone Has Addressed This And I Missed It Then I Stand Mistaken. As I See It, The Academy Awards Is Not Where The “Real” Battle Is. It’s In The Executive Office Of The Hollywood Studios And TV And Cable Networks. This Is Where The Gate Keepers Decide What Gets Made And What Gets Jettisoned To “Turnaround” Or Scrap Heap. This Is What’s Important. The Gate Keepers. Those With “The Green Light” Vote. As The Great Actor Leslie Odom Jr. Sings And Dances In The Game Changing Broadway Musical HAMILTON, “I WANNA BE IN THE ROOM WHERE IT HAPPENS”. People, The Truth Is We Ain’t In Those Rooms And Until Minorities Are, The Oscar Nominees Will Remain Lilly White. (Cont’d)

A photo posted by Spike Lee (@officialspikelee) on

Ele ainda disse que não quer desrespeitar amigos como o apresentador Chris Rock, o produtor Reggie Hudlin, a presidente Isaacs e a Academia, mas que não pode apoiar isso.

“Como é possível pelo segundo ano consecutivo todos os 20 candidatos na categoria de ator serem brancos? E não vamos nem entrar em outros ramos. Quarenta atores brancos em dois anos e nenhuma personalidade. Não podemos atuar?!”, se indignou o diretor.

Spike Lee foi indicado ao Oscar duas vezes e é conhecido por seu engajamento no cinema. Em 1989 ganhou a estatueta por Melhor Roteiro Original de Faça a Coisa Certa e em 1997 o prêmio de Melhor Documentário por Quatro Meninas – Um História Real.

Em novembro do ano passado o diretor ainda ganhou o Oscar honorário e já usou a oportunidade para ressaltar a falta de representatividade negra dentro da indústria cinematográfica hollywoodiana.

“É mais fácil para um afro-americano ser presidente dos EUA do que presidente de um estúdio de Hollywood”, afirmou na época.

Não foi apenas Spike Lee que demonstrou indignação sobre o #OscarAindaMuitoBranco. Will Packer, produtor executivo de Straight Outta Compton: A História do N.W.A., chamou a falta de negros no Oscar de vergonhosa, enquanto Jada Pinkett Smith tuitou decepcionada sobre o assunto e questionou se os negros e negras deveriam se recusar a participar do evento, como forma de protesto.

Escreva um comentário e participe!

Related posts