A cara dos racistas está aí. Agora, é só punir

Por Bruno Bonsanti

 

Inglaterra, Itália, Rússia e agora Espanha, só para citar casos ou declarações recentes sobre o assunto. O racismo está espalhado pela Europa e incontrolável no futebol. A última torcida que achou engraçadinho imitar macaco para um jogador negro foi a do Bétis, que insultou criminosamente o seu próprio zagueiro, o brasileiro Paulão, pouco depois de ele ser expulso do clássico contra o Sevilla.

E nem é a primeira vez que os torcedores do Bétis fazem isso. Em abril, o nigeriano Nosa Igiebor foi insultado pela própria torcida no aquecimento, também antes de um dérbi. Ele fez um dos gols do time no empate por 3 a 3 e comemorou de forma efusiva em direção aos torcedores. Depois pediu desculpas.

Agora, a Federação Espanhola, a Uefa, a Fifa, ou todas elas juntas, vão condenar a torcida do Bétis, impor uma multinha mais ou menos e tudo vai continuar igual. A não ser que surpreendentemente eles façam o esforço de identificar os infratores e puni-los. Tantos casos depois, está mais do que claro que essas punições não estão dando resultado.

Zagueiro brasileiro do Bétis chora após ofensas racistas da própria torcida

Fonte: Trivela

+ sobre o tema

Protocolo negro

Quem é negro costuma cumprir um protocolo ao colocar...

Cidinha da Silva e as urgências de Cronos em “Tecnologias Ancestrais de Produção de Infinitos”

Em outra oportunidade, dissemos que Cidinha da Silva é, assim...

Fiocruz alerta para aumento da taxa de suicídio entre criança e jovem

A taxa de suicídio entre jovens cresceu 6% por...

para lembrar

Ator é vítima de racismo durante espetáculo:’Isso não pode ficar impune’

Uma espectadora interrompeu a peça e deu uma banana No...

Grupo antirracismo critica apoio do Liverpool a Suárez

Um grupo que realiza campanhas contra o racismo no...

Minas registra um novo caso de racismo a cada 22 horas e 16 minutos

Expressivo, número de crimes raciais levados aos tribunais está...

Austrália propõe mudar lei, mas aborígenes querem mudança real

Por: Liz Lacerda Alison Golding tinha 10 anos...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=