Ajudante demitido por Tiger Woods pede desculpas por comentários racistas

Depois do escândalo sexual que o fez dar um tempo em sua carreira, Tiger Woods está envolvido em mais uma polêmica. Ex-ajudante do golfista, Steve Williams pediu desculpas neste sábado por comentários racistas que havia feito no dia anterior. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

Em tom de brincadeira, Williams soltou uma frase polêmica em relação a Woods. “Minha intenção era enfiar isso no c… negro dele”, na sexta-feira, durante a festa anual dos caddies. Por “isso” ele se referia a uma entrevista recente que Woods concedeu, na qual o golfista afirmou que a maior vitória da sua carreira havia sido a de agosto de 2011, com o australiano Adam Scott no torneio Bridgestone Invitational.

Segundo o diário, Williams se desculpou neste sábado, admitindo que suas declarações poderiam ser consideradas racistas, embora não tenha sido essa a sua intenção. Ele trabalha atualmente com Scott desde que se separou de Woods, o que ocorreu ainda em 2011.

O neozelandês Williams, 47 anos, é um dos caddies mais famosos do mundo, tendo feito uma parceria de mais de dez temporadas que rendeu 13 dos títulos de majors que Woods ostenta no currículo. O termo caddy se refere aos ajudantes que carregam as bolsas dos golfistas e dão conselhos aos atletas durante as competições.

Tiger Woods, 35 anos, é considerado um dos maiores golfistas de todos os tempos, mas não vive boa fase. Atualmente o 56º colocado do ranking mundial, o americano se envolveu em uma polêmica depois que a imprensa inglesa divulgou no fim de 2009 uma lista de mulheres que seriam suas amantes. Isso arruinou o casamento do atleta com a ex-modelo sueca Elin Nordegren e o fez dar uma pausa na carreira por 20 semanas. Ele retornou ao esporte em abril de 2010 e perdeu a condição de número um do planeta seis meses depois.

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Deputado chama ministro do STF de ‘moreno escuro’ em reunião

O deputado federal Júlio Campos (DEM-MT) admitiu nesta...

Cris Vianna e a saga em busca de bonecas negras

Olá! Hoje vamos falar algo que eu e você...

O branco ante a rebeldia do desejo: um estudo sobre a branquitude no Brasil

Resumo Esta tese O branco ante a rebeldia do desejo...

para lembrar

RS: briga entre neonazistas, skinheads e punks deixa ferido grave

MAURÍCIO TONETTO Direto de Porto Alegre Uma briga de...

TJ suspende cotas em universidades públicas do Rio de Janeiro

- Fonte: Estado de São Paulo - Publicada...

Policial mata caminhoneiro após briga de trânsito na BR-101, no ES

Após uma briga de trânsito, um policial militar matou...

Fica fácil culpar a “neguinha”, diz mãe de presa no Ceará

Da sua casa na Baixada Fluminense, a aposentada Valdicéia...
spot_imgspot_img

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...

Como o diabo gosta

Um retrocesso civilizatório, uma violência contra as mulheres e uma demonstração explícita do perigo que é misturar política com fundamentalismo religioso. O projeto de lei...
-+=