Cleopatra Jones vai ganhar remake escrito pela criadora da série Underground

A roteirista Misha Green, criadora da aclamada série sobre escravidão “Underground”, está desenvolvendo um remake do filme clássico da era blaxploitation “Cleopatra Jones” (1973).

Por MARCEL PLASSE, do Pipoca Moderna 

A Warner Bros encomendou a refilmagem querendo repetir o fenômeno de “Mulher-Maravilha” com uma história de empoderamento feminino. A principal diferença é que, além de não ter superpoderes, a heroína da produção é uma mulher negra.

A ideia é lançar uma franquia baseada na personagem, que também tem traços em comum com James Bond, já que é uma agente secreta que dirige um carro esportivo cheio de armas automáticas. O filme original, por sinal, teve sequência, “Cleopatra Jones and the Casino of Gold”, que chegou aos cinemas dois anos depois.

Na trama clássica, Cleopatra Jones, interpretada por Tamara Dobson, usava o trabalho da supermodelo para viajar para lugares exóticos e realizar missões secretas para o governo. Sua principal inimiga era uma traficante chamada Mommy (Shelley Winter), a “sucessora feminina de Goldfinger”, segundo o trailer da época.

Ainda não há previsão para a estreia do remake, mas a produção intensifica um revival do gênero, após o anúncio dos planos da Sony de refilmar “Super Fly” (1972) e da própria Warner (via New Line) de retomar “Shaft” (1971) com Samuel L. Jackson.

Relembre abaixo o trailer oficial de “Cleopatra Jones”, que, embora apresente um trabalho feito “à sério”, é hilário pelas interpretações canastronas e o amadorismo de suas cenas de ação.

+ sobre o tema

Pela primeira vez, a Etiópia terá uma mulher presidente

A diplomata de carreira Sahle-Work Zewde, 68 anos, será...

Irmandade da Boa Morte

A Irmandade da Boa Morte é uma confraria...

Aos 98 anos, morre em Salvador o sambista Riachão

Morreu de causas naturais em Salvador, na madrugada desta...

Tese de doutorado revela práticas nazistas no Brasil

Foi pela indicação de uma aluna, que mencionou em...

para lembrar

Lupita e insustentável leveza do ser… preta

Lupita e insustentável leveza do ser… preta. Lupita DIVA Nyong’o...

Nenê joga bem, mas Nuggets perdem para Suns

  O pivô brasileiro Nenê teve bom desempenho, mas o...

Beyoncé arrasa em apresentação no colégio da Blue Ivy

Imagine que a escola do seu filho vai fazer...

‘Racismo é perverso’, diz a primeira doutora quilombola do Brasil

Edimara Gonçalves Soares viveu em um quilombo no RS...
spot_imgspot_img

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=