Compartilhando saberes sobre proteção coletiva de defensoras e lideranças femininas

Artigo produzido por Redação de Geledés

A cartilha Compartilhando saberes sobre proteção coletiva de defensoras e lideranças femininas negras resulta de oito encontros virtuais chamado Vozes de mulheres, em que se encontraram vinte mulheres negras de-fensoras de direitos humanos que lide-ram importantes processos de defesa e reivindicação de direitos associados à igualdade de gênero e étnico-racial no estado de São Paulo. Mesmo com todos os desafios impostos pela pandemia, partilharam experiências e aprofundaram-se no entendimento de conceitos-chave sobre proteção de pessoas e coletividades defensoras de direitos humanos.

A proposta formativa teve como base uma leitura e revisão crítica dos conceitos estabelecidos em torno da proteção, e do próprio conceito universal de direitos humanos. Assumiu a interseccio-nalidade (apresentada e desenvolvida por ativistas do feminismo negro) como uma proposta teórica e metodológica de desfazer um conceito linear da defe-sa dos direitos humanos, pensando a in-separabilidade estrutural dos sistemas de racismo e opressão para uma leitura mais aprofundada dos cenários de ris-co em que se desenvolvem processos de defesa dos direitos humanos lide- rados por lideranças femininas negras.

+ sobre o tema

Chef Aline Chermoula – Um tempero da diáspora

Conversamos com Chef Aline Chermoula, do Chermoula Gastronomia. Neste vídeo...

O racismo e o desconhecimento sobre as culturas e espiritualidades dos africanos

“O racismo e o desconhecimento sobre as culturas e...

para lembrar

Luto que marcou a vida de Maria é transformado em luta

Com uma trajetória marcada por situação análoga à escravidão e perdas familiares, Maria dá a volta ao se tornar uma líder comunitária na Cidade...

“A poesia nos une pela cor, pela dor e pelo amor”, diz o poeta Sérgio Vaz

Mineiro de Ladainha, o aclamado poeta da periferia, Sérgio Vaz, chegou à periferia de São Paulo, aos quatro anos. Através do pai, desde menino,...

Posicionamento: pela divulgação do Relatório de Monitoramento de Violações na Baixada Santista

Geledés -Instituto da Mulher Negra apoia a Comissão Arns e as organizações da sociedade civil no repúdio às execuções sumárias e com exigência de...
-+=