Criminoso nazista mais procurado do mundo é encontrado em Budapeste

Laszlo Csatary, 97 anos, é apontado como cúmplice na morte de 15.700 judeus durante a Segunda Guerra Mundial

O criminoso nazista mais procurado do mundo, Laszlo Csatary, 97 anos, acusado de cumplicidade na morte de 15.700 judeus durante a Segunda Guerra Mundial, foi encontrado em Budapeste, anunciou neste domingo o diretor do escritório do Centro Wiesenthal em Israel.

“Confirmo que Laszlo Csatary foi identificado em Budapeste”, declarou Efraim Zuroff. “O ‘The Sun’ pôde fotografá-lo e filmá-lo graças a informações que fornecemos em setembro de 2011”, acrescentou.

“Há 10 meses, um informante nos deu elementos que nos permitiram localizar Laszlo Csatary em Budapeste. Este informante recebeu US$ 25 mil que prometemos em troca de informações que permitam encontrar criminosos nazistas”, disse Zuroff.

As informações sobre o paradeiro de Csatary foram enviadas em setembro de 2011 à promotoria da capital húngara. O vice-procurador de Budapeste, Jenö Varga, não confirmou a informação, limitando-se a declarar que “existe uma investigação em andamento. A promotoria está estudando as informações recebidas.”

 

Fonte: iG

+ sobre o tema

EUA caminham para modelo brasileiro de identificação racial, diz sociólogo americano

Os critérios com que brasileiros e americanos se identificam...

A Luta contra o Racismo é um dever!

Rafael Cantuária Um jogador de futebol negro xingado de macaco...

Fala, silêncio!

A síntese desse tempo é a voz. A voz...

Entre clube da luta e minimalismo: Onde fica o afrominimalismo?

Clube da Luta (Fight Club, 1999), do diretor David...

para lembrar

Juíza de Vara Criminal diz que réu não parece bandido por ser branco

"Vale anotar que o réu não possui o esteriótipo...

Dilma Rousseff fala sobre racismo e violência contra a mulher em entrevista para Regina Casé

POR - MANU BAREM   A presidenta Dilma Rousseff fez uma...

As cabeças dos racistas – Afonso Nascimento

Tratar do racismo em Sergipe é um assunto delicado,...
spot_imgspot_img

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....
-+=