Dilma diz que está preocupada com violência contra mulher

A presidenta Dilma Rousseff afirmou que está preocupada com os índices de violência contra a mulher no Brasil. Em seu programa semanal de rádio Café com a Presidente, ela classificou o ato como inaceitável e pediu à população que denuncie.

Dilma lembrou seu compromisso de campanha de garantir que a Lei Maria da Penha seja rigorosamente cumprida e destacou a obrigatoriedade, por parte de profissionais de saúde da rede pública e privada, de notificar casos de mulheres agredidas. – Quem não notificar está sujeito à punição administrativa e corre o risco de ser punido por seu conselho profissional, explicou.

Ainda sobre o tema mulheres, a presidenta voltou a falar no lançamento da Rede Cegonha, mas não deu uma previsão para o início do programa. A ideia é trabalhar o atendimento integral de gestantes e crianças, desde a gravidez até o desenvolvimento do bebê.

Outra ação destacada por Dilma durante o programa trata da entrega de creches e pré-escolas. A previsão do governo é que até 2014, 6 mil unidades sejam construídas em todo o país. –Nenhuma mulher trabalha tranquila se seus filhos não estiverem protegidos e bem cuidados, disse. –Todo mundo sabe que as crianças de zero a 5 anos, que recebem atenção social e pedagógica, higiene e alimentação adequados, entram na vida escolar em condições muito melhores, daí o programa de creches, completou.

 

Fonte: Correio do Brasil

+ sobre o tema

Lei impede que homens agressores de mulheres assumam cargos públicos em Natal

Agressores que foram julgados e condenados não poderão trabalhar...

Os 10 piores estados do Brasil para ser negro, gay ou mulher

Os 10 piores estados do Brasil para ser negro,...

A dificuldade que a Justiça enfrenta para cobrar homens que agrediram mulheres

Levantamento exclusivo do HuffPost Brasil mostra que, em 5...

Prêmio Sadako Sasaki em prol da Igualdade de Gênero 2016

O legado humanitário de Sadako Sasaki, voltado para a...

para lembrar

No dia da Mulher Negra, queremos projetos que ponham a vida em 1º lugar

Neste dia da mulher negra latino americana e caribenha,...

Porque eu, mulher negra, não entro em relacionamento aberto

Há anos penso sobre isso depois de vários “convites”...

1ª Marcha do Orgulho Trans reúne milhares de pessoas no Largo do Arouche em São Paulo

Com o objetivo de dar visibilidade a demandas de...

O perigo de outros discursos em “No seu pescoço”, de Chimamanda Adichie

Vale muito a leitura, pois é um livro muito...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=