Beyoncé exalta feminismo no VMA

Em apresentação de 16 minutos, cantora destacou falas da escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie sobre igualdade de gêneros; assista

Beyoncé pode não ter ganho o prêmio mais importante do Video Music Awards (VMA) 2014, promovido pela MTV no último domingo (24). Mas isso não importa: o “astronauta” de “melhor vídeo” (entregue à outra cantora norte-americana, Miley Cirus) foi ofuscado por sua apresentação memorável, de cerca de 16 minutos, em que cantou diversas faixas de seu último disco, lançado este ano.

O show, superproduzido, manteve o nível das exibições de Beyoncé: espetáculo de luzes e imagens projetadas no telão, dançarinos e coreografias ensaiadas. Estes elementos, juntos, formaram um belo conjunto, que empolgou tanto a plateia presente, quanto os telespectadores. Mas, para muitos, o ponto alto foi a performance da canção Flawless, cuja letra traz a fala da escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie.

“Nós ensinamos às meninas que elas não são seres sexuais do mesmo jeito que os meninos são. Ensinamos às meninas a se encolherem, para se tornarem ainda menores. Dizemos às meninas: ‘vocês podem ser ambiciosas, mas não muito bem sucedidas, senão ameaçarão os homens.’ Feminista: a pessoa que acredita na igualdade social, política e econômica entre os sexos”, afirmava a voz de Adichie. Enquanto isso, com as luzes todas apagadas, as palavras eram reproduzidas em um telão atrás de Beyoncé. O termo “feminista” ficou congelado por alguns segundos.

“A Beyoncé é um ícone da cultura pop, conhecida em todo o mundo, e admirada por milhares de pessoas de todas as idades. Quando ela se identifica como feminista e usa seu palco para explicar o que o feminismo é, ajuda a desconstruir o preconceito contra o feminismo e dá força para que outras pessoas também sintam segurança em se assumir como feministas”, aponta Jarid Arraes, feminista e blogueira da Fórum. “Ela é uma ótima inspiração para meninas, sobretudo as negras. Tudo o que fizer em prol da luta feminista, que é também uma luta dela, é válido e importante.”

Ao final da apresentação, a cantora recebeu de seu companheiro, Jay Z, e da filha, Blue Ivy, o prêmio Michael Jackson Video Vanguard, pelo conjunto e solidez de sua obra.

Assista abaixo ao show de Beyoncé:


Beyoncé FULL performance @ VMA ‘s 2014 por 3v3s

Fonte: Revista Fórum 

+ sobre o tema

Stephanie Ribeiro: Nossa apatia também colocou o nazismo nas ruas

Colunista de Marie Claire, Stephanie Ribeiro compara os ataques...

Para Mulheres Negras, a quem o estupro diz respeito, raça precedeu questões de gênero – Por Maria Rita

Estupro é sempre CRIME Apesar das mudanças legislativas, da implementação...

Tribunal de Justiça de SP lança programa para homens envolvidos em violência doméstica

Reflexivo e educativo, grupo pretende fazer com que homens...

‘Não tenho muito o que me queixar da vida’, diz a cantora Alaíde Costa

Passadas mais de seis décadas de carreira, a cantora...

para lembrar

Tráfico de drogas é principal causa de encarceramento de mulheres na América Latina

Apesar de mulheres não chegarem a 10% da população...

Saiba se seu cônjuge é um tirano financeiro

Pode começar de forma inocente: talvez seu cônjuge lhe...

Oito livros para conhecer e se aprofundar no feminismo decolonial

Um feminismo decolonial Françoise Vergès Organização e tradução Jamille Pinheiro Dias...

Mulheres serão 17% da bancada de Minas na Câmara Federal

Com o final da apuração, o número de mulheres eleitas...
spot_imgspot_img

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...

Em reunião com a ministra das Mulheres, movimentos denunciam casos de estupros e violência em abrigos para atingidos pelas enchentes no RS

Movimentos feministas participaram de uma reunião emergencial com a ministra da Mulher, Cida Gonçalves, no final da tarde desta terça-feira (7), de forma online....

Documentário sobre Ruth de Souza reverencia todas as mulheres pretas

Num dia 8 feito hoje, Ruth de Souza estreava no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O ano era 1945. Num dia 12, feito...
-+=