Disney enfrenta acusações de racismo graças a marketing do filme

Os fãs da Disney não curtiram muito um pedaço de merchandising específico conectado a Moana: Um Mar de Aventuras, animação vindoura do estúdio.

Em artigo publicado no site io9, vários fãs reclamaram da fantasia de Halloween lançada pelas lojas da Disney, inspirada no deus Maui, interpretado por Dwayne Johnson no filme. As tatuagens pelo corpo e a saia de folhas do personagem são replicadas na fantasia… mas sua cor de pele também.

O produto foi considerado ofensivo porque incentiva pessoas com um tom de pele mais claro a se vestirem como Maui e, basicamente, fazerem o terrível “blackface” (quando pessoas brancas se caracterizam como personagens ou pessoas negras).

Visto que Moana terá a primeira princesa polinésia da Disney e encontrou um jeito de escalar um elenco etnicamente correto, é difícil imaginar que a Disney tenha errado no lançamento desse produto de propósito – mas vale apontar mesmo assim.

O estúdio ainda não respondeu às reclamações. Veja uma foto da fantasia abaixo.

fantasia-maui

Confira o novo trailer da animação

Moana (dublada pela estreante Auli’i Cravalho of Oahu, de 14 anos) conta a história de uma brilhante adolescente que parte em uma ousada missão no mar para concluir a jornada inacabada de seus ancestrais. Ela encontra Maui, um semideus que já foi muito poderoso (voz de Dwayne Johnson) e, juntos, eles atravessam o mar aberto em uma viagem cheia de ação.

Os diretores John Musker, Ron Clements (A Pequena Sereia, A Princesa e o Sapo, Aladdin) assumem o longa animado, que ainda tem a cantora Nicole Scherzinger no elenco de vozes como a mãe de Moana.

A trilha sonora ficou a cargo do ganhador do Tony Lin-Manuel Miranda, do compositor vencedor do Grammy Mark Mancina (Velocidade Máxima, Tarzan, O Rei Leão) e do músico Opetaia Foa’i.

Moana: Um Mar de Aventuras chega ao Brasil em 5 de janeiro de 2017.

+ sobre o tema

Vettel e Hamilton lutam contra o racismo: “A FIA e a F1 nos abandonaram”

Antes do Grande Prêmio da Inglaterra haverá outro momento...

Comerciante chama negro de macaco e vai preso por racismo

  O comerciante Edson Marcos Garcia, de 50...

Chimamanda Ngozi Adichie: ‘É impossível falar sobre racismo sem causar desconforto’

Escritora nigeriana cria trama de amor e preconceito que...

Reparações e compilações – Sueli Carneiro

O jornal O Tempo, de Belo Horizonte, procurou-me, esta...

para lembrar

Revista de noivas despreza negras

    Vevila vai casar agora no...

Contratações em tecnologia perpetuam exclusão social e dificultam diversidade

Um relatório conduzido pela McKinsey & Company, com mais...

Campanha de papel higiênico preto revolta internautas por usar slogan de movimento negro

Após divulgar um novo produto do seu catálogo, um...

Audiência aborda a igualdade e o combate ao racismo

Uma nova audiência foi marcada para dia 26 de...
spot_imgspot_img

SC tem alta de 51% nos casos de injúria racial e lidera denúncias do crime no país

Em Santa Catarina, seis pessoas procuraram a polícia por dia, em média, para denunciar casos de injúria racial em 2023. No ano passado, 2.280 pessoas sofreram ofensas...

O destino dos negros

A semana em que o Estatuto da Igualdade Racial (lei 12.288/2010) completou 14 anos foi repleta de notícias que atestam o quanto o Brasil está longe...

Roda de samba no Centro do Rio registra dupla imitando macacos em evento: ‘não será tolerado’

O PedeTeresa, roda de samba que acontece na Praça Tiradentes, no Centro do Rio, compartilhou um vídeo de uma dupla imitando macacos em um...
-+=