Em São Paulo, atividades marcam centenário de Abdias Nascimento

No Combate Racismo Ambiental

A Biblioteca Mário de Andrade programou uma série de eventos, em São Paulo, para homenagear o centenário do poeta, ator, diretor, artista plástico e ativista Abdias Nascimento, conhecido como referência para as artes negras do Brasil.

A partir deste sábado (8), sociólogos, pesquisadores, poetas, atores e cineastas participarão dos encontros que irão ocorrer até o dia 26 de novembro, na capital paulista. Além dos debates, estão também programadas intervenções teatrais, oficinas e exibição de filmes.

A Biblioteca Mario de Andrade será o local da abertura do centenário. Irão participar da atividade o sociólogo e pesquisador da obra e contextos de Abdias do Nascimento, Marcio Macedo, e o poeta e biógrafo do homenageado, Éle Semóg.

O encerramento dos encontros será no dia 26 de novembro na Ocupação São João – prédio ocupado por famílias sem-teto -, no centro da cidade.

Nascido em Franca, interior de São Paulo, em 14 de março de 1914, Abdias Nascimento foi um dos maiores defensores da igualdade racial no país. Em todas as atividades que exerceu,  sempre colocou como foco principal a questão da inserção das populações afrodescendentes na sociedade brasileira.

Como ator e diretor teatral criou, em 1944, o Teatro Experimental do Negro, que revelaria talentos como as atrizes Ruth de Souza e Léa Garcia. Depois de um exílio de 13 anos, durante o período militar, ingressou na política, onde se elegeu deputado federal e senador, sempre defendendo a causa dos afro-descendentes.

Entre as muitas homenagens que recebeu em vida, destacam-se a indicação, em 2009, ao Prêmio Nobel da Paz, o Prêmio de Direitos Humanos, da Universidade de São Paulo (2009), a Grã Cruz da Ordem do Mérito do Ministério do Trabalho (2009) e a Ordem do Rio Branco, no grau de comendador (2006).

Confira a programação:

08/11, Sábado, 14h às 17h

“O QUILOMBISMO DE ABDIAS NASCIMENTO”

Mesa redonda: “Abdias, rumos e legado mundial”, com Marcio Macedo (Sociólogo e pesquisador da obra e contextos de Abdias do Nascimento)

“Letra mocambola no palco, no livro, no senado”, com Éle Semóg/RJ (poeta, ex-assessor e biógrafo de Abdias do Nascimento)

LOCAL: Biblioteca Mario de Andrade. Rua da Consolação, nº 94, Centro

15/11, Sábado, 14h às 17h

Debate “AINDA DRAMAS PARA NEGROS, PRÓLOGO PARA BRANCOS? ESTÉTICAS DA QUILOMBAGEM ONTEM E HOJE”

Intervenções teatrais com trechos das peças “Sortilégio”, “Aruanda” e “O Filho Pródigo”, com Jairo Pereira

Mesa redonda: “Engenharias do Teatro Experimental do Negro”, com Daniela Rosa (mestre pela UNICAMP, pesquisadora da história do Teatro Experimental do Negro)

“Sortilégio: a caneta e a pele de Abdias”, com Christian Moura (Doutorando em Artes cênicas, pesquisador da obra de Abdias do Nascimento)

“Cena negra. Estéticas da Luta”, com Angelo Flávio (Ator, diretor da Cia Teatral Abdias Nascimento/BA)

LOCAL: Teatro Studio Heleny Guariba. Praça Franklin Roosevelt, 184 – República

22/11, Sábado, 15h às 17h30

Projeção do filme “O Dia de Jerusa”, de Viviane Ferreira

Mesa Redonda: DIÁSPORAS AFRICANAS: ESTILO E PELEJA DE ABDIAS DO NASCIMENTO

“Cinema negro, estética e contradições”, com Viviane Ferreira (cineasta)

“Expressões e chamas da arte preta”, com Salloma Sallomão (professor, músico e pesquisador das culturas africanas e afro-brasileiras)

“Imagens e performances do teatro negro”, com Evani Tavares/BA (atriz, doutora pela Unicamp sobre as obras do TEN e do Bando de Teatro Olodum)

Oficina – 18h30 às 20h: “Ritmos e Poesia com Abdias – aguerês, alujás e orikis”, com Beth Belli (Fundadora e mestra do Ilu Obá de Min) & Allan da Rosa

LOCAL: Sede do Ilú Obá de Min. Alameda Eduardo Prado, nº 342, Campos Elíseos (próximo a estação de metrô Marechal Deodoro ou Terminal Bandeira, região central de São Paulo)

26/11, Quarta-feira, 15h a 18h

Oficina: “Tecido e pintura – Criando com as Artes visuais de Abdias”, com Renata Felinto.

LOCAL: Ocupação São João. Av. São João, nº 588, República (centro de São Paulo)

…………………………………..

Biblioteca Mario de Andrade, das 19 às 22h

Projeção do filme: “As estátuas também morrem”, de Alain Resnais (França, 1953)

Mesa-redonda: “A PINTURA EM POESIA. DETALHES DA COR DE ABDIAS NASCIMENTO” Com Renata Felinto (artista plástica e pesquisadora) & Claudinei Ferreira (artista plástico, pesquisador e arte-educador)
LOCAL: Biblioteca Mario de Andrade. Rua da Consolação, nº 94, Centro.

CURADORIA: ALLAN DA ROSA & RUIVO LOPES
PRODUÇÃO: AYO PRODUÇÕES

APOIO: OCUPAÇÃO SÃO JOÃO & BLOCO AFRO ILÚ OBÁ DE MIN & TEATRO STUDIO HELENY GUARIBA

Acesse no site de origem: Centenário Abdias Nascimento (Edições Toró, 02/11/2014)

+ sobre o tema

10 cantoras negras para colocar na sua playlist

Ei, você que sempre ouve as mesmas músicas e...

CAJAZEIRAS: Semana da Consciência Negra

Fonte: Jornal Folha VIP Cajazeiras -   A...

para lembrar

Racismo e discriminação no rap de Kanhanga, angolano no Brasil

O músico, que vive no país sul-americano há oito...

Leandrinho assina com o Boston Celtics e continua na NBA

A esposa do jogador, Samara Felippo, postou na sua...

A história esquecida do 1º barão negro do Brasil Império, senhor de mil escravos

Um próspero fazendeiro e banqueiro do Brasil nos tempos...
spot_imgspot_img

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...

Gilberto Gil é homenageado na Uerj por contribuições culturais ao país

Cantor, compositor, escritor, produtor musical, imortal da Academia Brasileira de Letras, ex-ministro da Cultura. Dono de vários talentos e posições, Gilberto Gil ganhou nesta...

Jordan Peele faz anúncio misterioso nas redes sociais

Jordan Peele tem planos para outubro. Ele publicou uma foto com a data de 23 de outubro deste ano em fundo preto e não acrescentou...
-+=