Estadão usa foto de negro em matéria sobre ataque neonazista a escolas e redes não perdoam

O jornal O Estado de S. Paulo “errou” ao divulgar nas redes sociais uma matéria sobre o ataque neonazista em uma escola de Aracruz, no Espírito Santo. A publicação foi feita neste sábado (26) e continha a imagem de mãos negras segurando uma arma. O assassino que invadiu a instituição de ensino e fez vítimas já foi identificado e é branco e usava símbolos nazistas durante o ataque.

“Ataque a tiros em escola do ES: Por que ataques em escolas têm se repetido no Brasil?”, dizia a legenda da publicação no Twitter, junto com a imagem. Desde então, o jornal está sendo chamado de racista nas redes sociais. O assunto está entre os mais comentados do Twitter na noite deste sábado (26).

Momentos depois, o jornal excluiu a postagem com a imagem equivocada e repostou com a imagem correta. “Uma versão anterior deste post usou uma imagem inadequada para ilustrar a reportagem. Alertados por nossos leitores, trocamos a foto, corrigindo o erro”, escreveu o Estadão. Veja abaixo.

+ sobre o tema

Uefa abre investigações contra abusos racistas e homofóbicos nos jogos da Hungria na Euro

A Uefa abriu uma investigação sobre "potenciais incidentes discriminatórios" que...

O Ballet e o Racismo

É triste notar que, ainda no século XXI, um...

Ex-delegado é condenado por preconceito contra muçulmana no Rio

Ex-policial ofendeu mulher por ela pertencer à região islâmica....

Foto racista publicada por revista russa gera polémica

Uma fotografia da editora de uma revista russa, sentada...

para lembrar

Nilton Bonder critica Hebraica por palestra de Bolsonaro

O rabino Nilton Bonder, da Congregação Judaica do Brasil...

Racismo é causa de 1 em cada 4 BOs de intolerância no Estado de São Paulo

Levantamento inédito feito pelo UOL revela que um em...

Mackenzie suspende estudante de Direito que publicou vídeo dizendo que ‘negraiada vai morrer’

Apoiador de Bolsonaro também foi demitido de escritório de...
spot_imgspot_img

Tragédia no RS apaga pessoas negras e escancara racismo ambiental

No início dos anos 2000, viajei a Mato Grosso do Sul para participar de um evento universitário. Lembro que na época eu causei espanto...

Racismo em escolas de Niterói: após reunião com mãe de dois adolescentes vítimas de insultos, deputada vai oficiar MP, polícia e prefeitura

Após uma reunião com Renata Motta Valadares, mãe de dois adolescentes de Niterói que foram vítimas de racismo em duas diferentes escolas particulares, a deputada estadual...

Câncer: racismo aumenta mortes entre população negra, indica estudo

Dados do Ministério da Saúde, levantados por pesquisadores do Rio de Janeiro e divulgados em abril último, demonstram que o acesso ao diagnóstico e...
-+=