Estátua de Marielle é inaugurada no Centro do Rio: ‘Dia de ressignificar a nossa dor’, diz irmã

Família de vereadora, assassinada em 2018, participou de inauguração.

A estátua da vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018, foi inaugurada na tarde desta quarta-feira (27) no Centro do Rio.

A família da vereadora participou da cerimônia. A homenagem foi inaugurada no Buraco do Lume, área do Centro onde Marielle costumava conversar com eleitores para dar satisfações sobre o mandato.

“É um dia histórico, é um dia de memória, dia de ressignificar a nossa dor, a nossa luta. Tem sido aí quase 5 anos incansáveis pedindo por justiça, lembrando que a gente ainda segue sem saber quem mandou matar a Mari. Então, ter essa estátua, ressignificando esse lugar, onde ela ficou durante muitas vezes discursando aqui, muitas pessoas que votaram nela conheceram ela aqui nesse lugar. Então, para mim, hoje, além da emoção do aniversário dela, é a importância de saber que a minha irmã está aqui, mais um pedacinho com a gente”, disse a irmã dela, Anielle Franco.

De acordo com o Instituto Marielle Franco, que está organizando a homenagem, a Prefeitura do Rio de Janeiro disponibilizou guardas municipais para fazer a vigilância da peça em bronze até o momento de sua inauguração, no Buraco do Lume, na Praça Mario Lago, no Centro do Rio.

A prefeitura também já colocou câmeras de vigilância no local, informou a assessoria de imprensa do instituto. A estátua também terá um fundo, obtido via financiamento coletivo, para sua manutenção.

Estátua de Marielle Franco — Foto: Reprodução/TV Globo

A peça em tamanho natural (1,75m) e esculpida pelo artista Edgar Duvivier, pai do humorista Gregório Duvivier, é carregada de simbolismos e significados para quem acompanhou a trajetória da vereadora, assassinada em 2018 no Rio.

A primeira delas é o próprio local escolhido para ser instalada. A data escolhida para a inauguração também tem referência. Seria nesta quarta-feira (27) que Marielle Franco completaria 43 anos se estivesse viva.

“A ideia é homenagear quem dedicou a sua vida para lutar pelos direitos de todas e todos! Vamos celebrar e erguer homenagens a quem dedicou sua vida para defender um mundo mais justo”, disse o instituto sobre a homenagem.

A concepção da estátua foi pensada pelo artista, a família de Marielle e também a partir de uma consulta pública nas redes sociais do Instituto Marielle Franco.

Estátua de Marielle Franco — Foto: Reprodução/TV Globo




+ sobre o tema

Anistia Internacional quer comissão independente para caso Marielle

No dia em que faz oito meses dos assassinatos...

O que acontece quando seu filho é chamado de ‘gay’ na quarta série

Como mãe, corta o coração saber que seu filho...

Chefia feminina ainda predomina em lares sem cônjuge

Mas já há sinais de mudança nos arranjos familiares por Flávia...

Avon – Fale sem medo: Edital Prorrogado até o dia 16 de junho

"O objetivo do edital é fortalecer institucionalmente por meio...

para lembrar

Onjango feminista: o centro da emancipação e desalienação feminina

Os homens, por meio das religiões monoteístas, construíram na...

Artigo: Sueli Carneiro, rompendo invisibilidades

Celebrar em vida nossos heróis e heroínas, honrar nossa...

O Negro na Literatura é tema dos próximos encontros da série Diálogos Ausentes

Com consultoria da escritora e dramaturga Cidinha da Silva,...

Ouro para o Brasil: Rebeca Andrade é bicampeã no salto no Mundial de Ginástica

Rebeca Andrade conquistou, neste sábado, a medalha de ouro no...
spot_imgspot_img

Zezé Motta recebe Preta Gil, Sheron Menezzes e Aline Wirley no ‘Especial mulher negra’

Artista que acabou de completar 80 anos, Zezé Motta recebe Aline Wirley, Preta Gil e Sheron Menezzes no “Especial mulher negra”, que será exibido...

Julho das Pretas: ‘Temos ainda como horizonte sermos livres das amarras históricas’, diz ativista

No dia 25 de julho será celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. E em alusão a data, o Julho das Pretas é realizado...

Meninas negras de até 13 anos são maiores vítimas de estupro no Brasil; crime cresceu 91,5% em 13 anos

O número de estupros no Brasil cresceu e atingiu mais um recorde. Em 2023, foram 83.988 casos registrados, um aumento de 6,5% em relação ao ano anterior....
-+=