A estrela de Viola Davis na Calçada da Fama é prova de que 2017 será ótimo

Diva da TV, do teatro e do cinema, Viola Davis ganhou nesta quinta-feira (5) sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood. A atriz, hoje também um ícone da discussão sobre visibilidade negra na mídia, recebeu a honraria das mãos de ninguém menos que Meryl Streep.

por Amauri Terto no HuffPost

Este é o ponto alto da carreira da atriz que começou a se tornar conhecida em peças de teatro como Everybody’s Ruby e King Headley II – esta esta segunda lhe rendeu o Tony de melhor atriz coadjuvante.

Viola fez diversos papeis em filmes e séries, a maioria com pouco destaque.

Tudo mudou com o longa Dúvida (2008), no qual contracenou justamente com Meryl Streep. Na trama, ela aparece por pouco menos de 10 minutos – atuação que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de atriz coadjuvante e ao SAG de melhor elenco.

A atriz venceu o SAG e o Critics’ Choice pelo drama Histórias Cruzadas (2011), drama pelo qual foi indicada ao Oscar, Globo de Ouro e BAFTA. O filme também foi premiado com o SAG de melhor elenco.

Além do prêmio dos Sindicato dos Atores dos EUA por atuações em filmes, ela também venceu outras duas vezes pela série de TV How to Get Away with Murder.

Em 2015, o papel da advogada Annalise Keating também lhe rendeu o Emmy.

A vitória foi um marco na carreira da atriz e da premiação, já que ela foi a primeira mulher negra a vencer o prêmio de Atriz principal numa série dramática. Viola comemorou o prêmio com um discurso emocionante sobre representatividade.

Em 2016, a diva roubou a cena do filme Esquadrão Suicida e no finalzinho do ano, estreou outro longa-metragem de peso nos EUA: a adaptação cinematográfica de Fences, de August Wilson.

Dirigido por Denzel Washington – também parceiro de cena – o filme foi realizado a partir da peça de teatro que deu o prêmio Tony para os dois atores.

A trama gira em torno de Troy, um catador de lixo (Denzel) que sonhava na juventude em ser um jogador profissional de baseball, carreira impedida pelo racismo e pelos anos de prisão. Viola interpreta Rose, a esposa de Troy.

Por esse papel no filme, ela venceu o Critics Choice de atriz coadjuvante.

Na mesma premiação, a estrela foi homenageada com o prêmio inédito See Her, que reconhece o empenho de atrizes que fazem a diferença na forma como as mulheres são retratadas em produções cinematográficas e televisivas. Ao receber a honraria no palco, ela disse emocionada:

“Eu realmente acredito que o privilégio de uma vida inteira é ser quem você é, e eu recentemente só abracei isto aos 51 [anos de idade].”

Agora, ela segue como uma das favoritas a integrar a lista final de indicados ao Oscar 2017, que será divulgada no próximo dia 24 de janeiro.

Já queremos Oscar para Viola! 2017 já é dela!

+ sobre o tema

Assombrando o mainstream

Liderada pelo rapper Emicida, gravadora Laboratório Fantasma quer se...

Internado na terça-feira, Pelé recebe alta após cirurgia no quadril

A operação impediu que ele viajasse para Nova Jersey...

Ídolo do Flamengo, Andrade está hospitalizado com infecção

Ídolo do Flamengo, Andrade está hospitalizado com infecção Por: Raphael...

para lembrar

Jovem preta é afastada de bebê após nascimento em maternidade de Florianópolis

Manifestantes fizeram um ato na tarde desta sexta-feira (30),...

Discriminação é comum, porém velada, dizem negras desempregadas

Para atendente, oportunidades de emprego são maiores para os...

Eu, mulher, psicóloga e negra

Quando nossa comissão editorial resolveu ouvir psicólogos negros, para...
spot_imgspot_img

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Com 10 exibições que abordam a luta antirracista, Mostra do Cinema Negro tem sessões a partir de 4 de abril em Presidente Prudente

O Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) promove, entre os dias 4 de abril e 23 de maio, uma programação com dez filmes que celebram o cinema...

A Sombra do Sonho de Clarice

O longa-metragem convidado para ser exibido no Lanterna Mágica no dia 21 de março foi O Sonho de Clarice, de Fernando Gutierrez e Guto...
-+=