Fifa abre processo contra cinco federações por racismo e homofobia

Argentina, Honduras, México, Peru e Uruguai receberam multa de R$ 79 mil reais

Por Leonardo Pereira Do Terra

A Fifa multou cinco federações internacionais em virtude de cânticos racistas e homofóbicos de torcedores durante os jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, no ano passado. Além de abrir um processo disciplinar, a entidade anunciou nesta quarta-feira que Argentina, Honduras, México, Peru e Uruguai receberam a punição financeira.

Argentina, México, Peru, Uruguai e Honduras foram multadas em 18.270 mil euros (R$ 79 mil) por incidentes racistas em apenas uma partida.

Já o Chile, enquadrado em outra categoria, terá de pegar 64 mil euros (R$ 277,4 mil) por quatro casos de falta conduta esportiva do público.

No caso de Honduras, a Fifa acusou o país de cânticos homofóbicos por parte dos torcedores.

– A Fifa está há muitos anos lutando contra a discriminação no futebol através de sanções. Os processos disciplinares por si só não mudaram o comportamento de determinados torcedores, que, lamentavelmente, têm valores diferentes do esporte. A Fifa, no entanto, tem o dever de transmitir uma mensagem contra o preconceito e a intolerância.

 

+ sobre o tema

Nath Finanças entra para lista dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo

A empresária e influencer Nathalia Rodrigues de Oliveira, a...

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do...

Crianças do Complexo da Maré relatam violência policial

“Um dia deu correria durante uma festa, minha amiga...

Concurso unificado: saiba o que o candidato pode e não pode levar

A 20 dias da realização do Concurso Público Nacional...

para lembrar

Bruno Henrique, dos campos de terra em Belo Horizonte a melhor jogador da América

Eleito o craque da Libertadores, atacante rubro-negro jogou na...

Em encontro contra o racismo, Balotelli e Dinamite trocam camisas

RIO - Após passear na praia pela manhã...
spot_imgspot_img

PM que agrediu mulher no Metrô disse que ela tinha de apanhar como homem, afirma advogada

A operadora de telemarketing Tauane de Mello Queiroz, 26, que foi agredida por um policial militar com um tapa no rosto na estação da Luz do Metrô de São...

Comitê irá monitorar políticas contra violências a pessoas LGBTQIA+

O Brasil tem, a partir desta sexta-feira (5), um Comitê de Monitoramento da Estratégia Nacional de Enfrentamento à Violência contra Pessoas LGBTQIA+, sigla para...

Aos ‘parças’, tudo

Daniel Alves da Silva, 40 anos, 126 partidas pela Seleção Brasileira, 42 títulos, duas vezes campeão da Copa América e da Copa das Confederações,...
-+=