A filósofa Sueli Carneiro comenta a vitória de Dilma Rousseff, a primeira mulher presidente do Brasil

Preconceito e discriminação

“Combatente contra a ditadura militar, três anos presa, barbaramente torturada. Sobrevivente, ocupa várias posições como servidora pública. Escolhida como sucessora do governo mais bem avaliado da história da República do Brasil, enfrenta e vence um câncer linfático. Depois, uma campanha ignóbil, marcada por moralismos toscos e oportunistas em que toda sorte de preconceitos e discriminações de gênero foram utilizados. Ainda assim vence. De onde vem a força dessa mulher? Talvez da própria condição de ser mulher, brasileira!”

Fonte: Patricia Galvão

+ sobre o tema

12/05 – Sueli Carneiro e Cuti autografam seus livros na Livraria Martins Fontes

A Selo Negro Edições e a Livraria Martins Fontes...

Hoch lebe Zumbi dos Palmares, por Sueli Carneiro

Não, caro leitor, não é o samba da crioula...

A conferência sobre o racismo, por Sueli Carneiro

A ONU decidiu convocar a III Conferência Mundial contra...

Por um tempo mais feminino, por Sueli Carneiro

Aprendemos a administrar a escassez e, como Cristo, temos...

para lembrar

Fusão ministerial é “apagão histórico”, afirmam juristas e especialistas

O Instituto Patrícia Galvão ouviu juristas, especialistas, pesquisadores e...

Urge resistir ao desvio de missão dos serviços de saúde

Por: Fátima Oliveira   A falta de retaguarda de...

Programa Justiça Sem Muros do ITTC lança campanha sobre visibilidade ao encarceramento feminino

Inspirado na arte de Laura Guimarães, o programa Justiça Sem...

Artista Plástica Yonis Malacrida participa do Projeto “Mulheres do Ler”

A artista plástica Yonis Malacrida, nascida em Queimados, na...
spot_imgspot_img

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Comida mofada e banana de presente: diretora de escola denuncia caso de racismo após colegas pedirem saída dela sem justificativa em MG

Gladys Roberta Silva Evangelista alega ter sido vítima de racismo na escola municipal onde atua como diretora, em Uberaba. Segundo a servidora, ela está...

“Avalio de forma positiva a presença de mulheres negras em conferências da ONU”, diz Rafaela Seixas

A diplomata Rafaela Seixas é uma das convidadas de Geledés para o evento 'Estratégias para o Empoderamento Econômico da Mulher Negra', que acontece nesta...
-+=