Geledés anuncia realização de evento paralelo ao fórum de sustentabilidade da ONU em setembro

Enviado por / FonteKátia Mello

Artigo produzido por Redação de Geledés

Estratégia faz parte de articulação internacional do instituto no combate ao racismo global

Os resultados do Fórum Político de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável na ONU, que teve início na sede da organização em Nova York, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira, 10, e terminou ontem, não poderiam ser melhores para Geledés – Instituto da Mulher Negra. Como vem acontecendo em outros fóruns da ONU, o instituto, com status consultivo junto ao Conselho Econômico e Social da ONU desde setembro de 2022, vem realizando incidências bastante produtivas junto às diferentes delegações dos Estados membros das Nações Unidas.

Ao fazer uso da palavra, durante a sessão intitulada como “Perspectivas de grandes grupos e outras partes interessadas no meio dos ODS: Rumo a uma transformação inclusiva”, o Estado brasileiro, através de seu representante Vicente Araújo, Coordenador de Desenvolvimento Sustentável do Itamaraty, destacou a participação ativa e inclusiva de atores não estatais, particularmente da sociedade civil organizada e de grupos comunitários no engajamento da Agenda 2030, cuja meta é a implementação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Neste cenário, Araújo exaltou nominalmente a atuação de Geledés no fórum diante do propósito de o Brasil reconhecer o racismo sistêmico para conseguir avançar na pauta da sustentabilidade. “O Instituto da Mulher Negra é um exemplo inspirador dos esforços para engajar grupos injustamente marginalizados na implementação da Agenda 2030. Geledés é inspirado no conceito das sociedades secretas femininas da cultura ioruba. E isso me leva a uma variável crucial desse processo. Não pode haver desenvolvimento sustentável sem combater o racismo”, afirmou Araújo. O diplomata sublinhou o trabalho das organizações civis que, segundo ele, “enriqueceram as discussões entre os Estados membros para a construção de uma Declaração Política significativa e inclusiva para a Cúpula”.

A representante de Geledés no fórum, a socióloga Letícia Loebet, avaliou como positiva as gestões do instituto na ONU, com destaque para o alinhavo da temática racial com outras organizações. A socióloga aproveitou o momento para anunciar um evento exclusivo a ser protagonizado por Geledés que deverá ocorrer paralelamente à cúpula de sustentabilidade prevista para ocorrer em setembro na ONU.

“Fortalecemos nossa articulação com outras organizações da sociedade civil em nível global que nos apoiarão na realização de um evento paralelo na cúpula agendada para setembro, cuja temática será o enfrentamento ao racismo em nível global para o alcance dos objetivos da Agenda 2030”, afirmou Letícia Loebet.

É importante destacar que entre os diversos espaços da ONU neste último ano, Geledés também participou do Comitê contra Tortura, do Comitê  de Direitos Humanos, do Grupo de Trabalho sobre Afrodescendentes e do Fórum Permanente sobre Pessoas de Afrodescendência, além da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, esta última dentro da OEA – Organização dos Estados Americanos.

+ sobre o tema

Geledés aborda intolerância religiosa na ONU

Para além das sessões no Conselho de Direitos Humanos,...

Geledés participa de evento paralelo em fórum da Unesco

Geledés - Instituto da Mulher Negra participou de evento paralelo do...

Adaptação às mudanças climáticas para população negra 

A agenda de adaptação às mudanças climáticas ficou em...

para lembrar

ONU afirma que Brasil é o país que mais diminuiu a fome

Karina Cardoso O Brasil é o país no mundo que...

ONU aprova resolução histórica sobre direitos LGBT

Reunido em Genebra, o Conselho dos Direitos Humanos das...

Quase 80% da população brasileira que depende do SUS se autodeclara negra

Estudos e estatísticas oficiais de saúde apontam que as...

Chefe de direitos humanos da ONU sobre o assassinato de liderança indígena no Amapá

Pronunciamento da alta-comissária da ONU para os Direitos Humanos,...

Projeto SETA promove eventos no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU 

Entre os dias 16 e 18 de abril, o Projeto SETA, iniciativa cujo objetivo é transformar a rede pública escolar brasileira em um ecossistema de qualidade...

Conselho de direitos humanos aciona ONU por aumento de movimentos neonazistas no Brasil

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, acionou a ONU (Organização das Nações Unidas) para fazer um alerta...

COP28 – Movimento Negro e perspectiva para o futuro climático

Nos dias 6 e 7 de novembro de 2023, seguido de um treinamento in loco em Dubai no dia 4 de dezembro, as organizações...
-+=