Governo confirma prorrogação do Desenrola até 20 de maio

Extensão é válida para a Faixa 1, que tem pessoas com renda de até dois salários mínimos ou integrantes do CadÚnico

O Governo Federal anunciou extensão do prazo para participação no Programa Desenrola Brasil, iniciativa para ajudar pessoas físicas com dívidas a “limpar o nome”. Pessoas integrantes da Faixa 1, do Desenrola, que atende pessoas com renda de até dois salários mínimos ou cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) do Governo Federal, com dívidas de até R$ 20 mil, têm até 20 de maio para buscar a renegociação.

A prorrogação foi confirmada no Diário Oficial da União na quinta-feira (28), por meio de Medida Provisória assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Esta é a segunda prorrogação dos prazos do Desenrola. Inicialmente, o prazo para as renegociações terminaria em dezembro de 2023, porém foi estendido até 31 de março.

O aumento da demanda, especialmente após a integração do Desenrola com aplicativos bancários, o Serasa Limpa Nome e o Caixa Tem, justificou a ampliação, segundo o governo. Desde o início do mês, também é possível renegociar as dívidas do Desenrola nas agências dos Correios.

Mais de 700 empresas estão participando desse esforço conjunto, incluindo bancos, financeiras, varejistas, empresas de telefonia, concessionárias de água e energia, além de empresas de seguros. No total, mais de 550 milhões de ofertas estão disponíveis no MegaFeirão, com descontos de até 96% oferecidos pelo Desenrola.

Desde 15 de fevereiro, o Desenrola Brasil também pode ser acessado através do site da Serasa Limpa Nome. Com a integração entre as plataformas, os usuários logados na plataforma da Serasa são redirecionados para o site www.desenrola.gov.br, onde podem verificar suas dívidas e realizar os pagamentos nas condições do programa, sem a necessidade de fazer login novamente.

De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Fazenda, o Desenrola Brasil já beneficiou cerca de 14 milhões de pessoas, que renegociaram um total de R$ 50 bilhões em dívidas, nas Faixas 1 e 2. Os descontos médios na plataforma do programa chegam a 83%, podendo alcançar até 96%, com opções de pagamento à vista ou parcelado sem entrada, e prazos de até 60 meses.

A Faixa 2, que esteve em vigor de julho a dezembro do ano passado, permitia a renegociação de dívidas de qualquer valor com bancos e outras instituições financeiras por pessoas com renda de até R$ 20 mil. Ao contrário da Faixa 1, as renegociações não eram realizadas através da plataforma do Desenrola, mas sim pelos canais de atendimento dos bancos.

+ sobre o tema

Pobre Palmares!

  por Arísia Barros União,a terra de Zumbi, faz parcas e...

Lei 13.019: um novo capítulo na história da democracia brasileira

Nota pública da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais...

Gostoso como um abraço? – Por Maria Rita Casagrande

Por Maria Rita Casagrande para as Blogueiras Negras Feche...

para lembrar

Protagonismo feminino e negro no novo governo empaca

Foi Sueli Carneiro, filósofa, líder do movimento de mulheres...

Lula cria Conselho de Participação Social nesta terça-feira

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assina, nesta terça-feira...

Leia o discurso de Sueli Carneiro no Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável (CDESS)

Bom dia a todas, todos e todes. Sr. Presidente, Brasileiras e...

A Constituição precisa de uma guardiã negra

A Constituição Federal de 1988, principal símbolo do processo de...

Governo prevê mais de R$ 665 milhões em ações para jovens negros

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou, nesta quinta-feira (21), o Plano Juventude Negra Viva que prevê investimento de mais de R$ 665...

Plano Juventude Negra Viva será lançado em Ceilândia (DF) nesta quinta-feira (21)

O Plano Juventude Negra Viva (PJNV) será lançado pelo Ministério da Igualdade Racial nesta quinta-feira (21) em Ceilândia, região administrativa do Distrito Federal. O...

Governo diz que vai cobrar Uefa sobre racismo contra Vini Jr; Lula afirma que ofensas são ‘manifestações de barbárie’

O governo brasileiro informou nesta quinta-feira (14) que vai acionar a Uefa, organizadora do torneios europeus, sobre os atos racistas praticados por torcedores do Atlético de Madrid...
-+=