GRATIS – Dia 20 De Novembro: Grupos de Maracatu do Estado de São Paulo realizam encontro no Museu Afro Brasil

Oito grupos tradicionais se encontram no Dia da Consciência Negra. Haverá apresentações e Debates. Grátis

 
Nos dias 20 e 21 de Novembro, a partir das 13 horas, o Museu Afro Brasil- Organização Social de Cultura e a Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo promovem o Encontro dos Maracatus de Baque Virado de São Paulo com diversas apresentações e debates. Estão confirmadas as presenças dos grupos Cangarussu, Rochedo de Ouro, Bloco de Pedra, Ilê Alafia, Baque Sinhá, Mucambos de Raiz Nagô, Baque do Vale, Arrastão do Beco e Caracaxá. O evento faz parte das comemorações do Dia da Consciência Negra, que marca o relançamento do Livro “A Mão Afro Brasileira – Significado da Contribuição Artística e Histórica” organizado pelo artista plástico, Emanoel Araújo, Diretor-Curador do Museu Afro Brasil, com edição da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo e patrocínio da empresa de energia EDP.
Original do Estado de Pernambuco, a cultura do Maracatu de Baque Virado foi introduzida em São Paulo a partir da década de 60, com o trabalho do poeta-ator-folclorista, Solano Trindade, na cidade de Embu das Artes. A partir de 1997, com o trabalho semeado pelo percussionista Éder Rocha e acompanhado por diversos mestres de Maracatu de Pernambuco, como Walter de França e Shacon Vianna, essa tradição da cultura popular ganha visibilidade no Estado.
Na última década surgiram muitos grupos de Maracatu e ações da sociedade civil relacionadas diretamente aos aspectos culturais do Maracatu de Baque Virado, espalhando-se por São Paulo, Osasco, Santos, Sorocaba, Rosana, Iguape, São Carlos, Rio Claro, Campinas e Embu das Artes.

Programação:
Sábado (apresentações de 45 min. Com 10 min de intervalo):
13h – Preparação
13h45 – Cangarussu
14h40 – Rochedo de Ouro
15h35- Bloco de Pedra
16h30 – Ilê Alafia
Domingo (apresentações de 30 min. Sem intervalo):
13h – Preparação
13h30 – Baque Sinhá
14h – Mucambos de Raiz Nagô
14h30 – Baque do Vale
15h – Arrastão do Beco
15h30 – Caracaxá
16h às 18h – Debates:
1. Raquel Trindade e Família apresentam a história de seu Maracatu e do Teatro Popular Solano Trindade;
2. Apresentação Geral da Trajetória dos Grupos;
3. Organização para o Encontro de 2011;
4. Proposição de Agenda de interesses comuns (Artística e Cultural);
5. Apresentação de iniciativas da Rede: Maracatu.org.br, Encontro Europeu de Maracatus e Associação de Maracatus de Baque Virado de Pernambuco.
Serviço:

Encontro dos Maracatus de baque Virado de São Paulo
Sáb. e Dom. – 20 e 21/11 – das 13h às 18h . Grátis
Museu Afro Brasil – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Pavilhão Padre Manoel da Nóbrega
Parque Ibirapuera – Portão 10

Sobre os Grupos
Cangarussu – http://grupocangarussu.blogspot.com/
Rochedo de Ouro – http://rochedodeouro.maracatu.org.br/

 

O Rochedo de Ouro é um grupo artístico que vivência a cultura do Maracatu de Baque Virado através de sua música e dança. Um trabalho que valoriza a cultura tradicional, atuando na cidade de São Carlos desde 2002, realizando arrastões pelas ruas de diversos bairros, bem como apresentações em eventos e comemorações. No âmbito da tradição, este trabalho tem como sua principal fonte e estrela guia o Maracatu Nação Estrela Brilhante do Recife. Entendendo a importância da transmissão deste conhecimento tradicional, com seus princípios e particularidades, o grupo Rochedo de Ouro, já organizou seis vivências abertas entre os anos de 2003 e 2009, contando com a vinda de integrantes desse Maracatu para São Carlos – mestre da percussão Walter de França e mestre da dança Maurício Soares – e Eder Rocha quando realizaram cursos, oficinas de música e dança e palestras sobre o tema.

Bloco de Pedrahttp://blocodepedra.com.br/

Fundado na cidade de São Paulo no ano de 2005, o Grupo Maracatu Bloco de Pedra é formado por cerca de 150 pessoas de todas as idades. O grupo trabalha especificamente com a cultura do Maracatu de Baque Virado, uma manifestação secular da cultura popular e tradicional do Brasil.

Ilê Alafia – http://www.maracatuilealafia.com.br/

Baque Sinhá – O Baque Sinhá é um grupo feminino, que propõe uma releitura do maracatu de baque virado, de origem pernambucana, bem como sua dança e canto. O grupo se uniu, primeiramente com o objetivo de fazer apenas um evento em homenagem ao dia da mulher, e com o passar do tempo vimos que era muito maior que isso, a nossa união e força nos encorajaram a fundar um grupo de maracatu, que em 21 de Fevereiro de 2010 se consolidou. Hoje estamos com aproximadamente 15 integrantes oriundas de outros grupos de maracatu do estado de São Paulo. Só mulheres tocam no Baque Sinhá, mas temos o auxílio dos entitulados “Cavaleiros” , que nos dão apoio nas apresentações, como fotógrafos, dançarinos e amigos.

Baque do Vale – http://baquedovale.com.br/

Arrastão do Becohttp://arrastaodobeco.blogspot.com/

O Arrastão do Beco é um grupo brincante de música percussiva da zona Sul de SP fundado em 2007, que trabalha com diversas linguagens dos folguedos populares. Dissemina através dos toques, cantos e danças a cultura das manifestações afro-brasileiras baseadas nas congadas, nos cocos de roda, nas cirandas, nos candomblés das nações de Angola e Kêtu, e principalmente nos maracatus de baque virado, sendo esta última manifestação a sua identidade principal.

Caracaxá – http://ciacaracaxa.maracatu.org.br/
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº
Parque Ibirapuera- Portão 10
São Paulo- SP – Brasil
http://www.museuafrobrasil.org.br/

+ sobre o tema

#GeledésEsportes: O futebol brasileiro perdeu sua característica, ele está acadêmico

Geledés continua uma séria de vídeos sobre esporte no...

Um lado obscuro nigeriano: ‘Hibisco roxo’, de Chimamanda Ngozi Adichie

Fanatismo, violência, repressão e descobertas acerca da vida são...

Renascimento do continente africano em debate no 50. aniversário da UA

Um debate sobre o "Pan-africanismo e renascimento africano"...

Saudades Edna Muniz

Com profundo pesar, que comunicamos o falecimento da Edna...

para lembrar

Ditadura dos cabelos compridos

Outro dia estava vendo um episódio de Walking Dead...

Comunicação é central para o combate ao racismo, diz ministra Nilma Lino Gomes

"Fizemos avanços na luta pela promoção da igualdade racial...

Encardidos: Após sofrer com racismo, grupo cria espetáculo

Primeira apresentação será no próximo domingo (16), às 19...

Natura Musical apresenta “30 semanas”, novo single de Rico Dalasam

Após emplacar vários hits com o álbum DDGA, o...
spot_imgspot_img

O atleta negro brasileiro que enfrentou o nazismo nas Olimpíadas de 1936

A poucos dias da abertura dos Jogos Olímpicos de Paris, em uma Europa cada vez mais temerosa com a agenda política de forças alinhadas...

Gilberto Gil afirma que não se aposentará totalmente dos palcos: “continuo querendo eventualmente cantar”

No fim de junho, saiu a notícia de que Gilberto Gil estava planejando sua aposentadoria dos palcos. Segundo o Estadão, como confirmado pela assessoria do...

Majestosa, Lauryn Hill entrega show intenso e coroa história da Chic Show

"Não é só um baile black", gritou Criolo durante o terceiro show do festival Chic Show 50 Anos, no sábado (12). O rapper do...
-+=