Imagens de invasor de SP são divulgadas em rede social

Manifestantes e grupos vêm usando as redes sociais para fazer denúncias de abusos durante as manifestações.

A página do Movimento Anarquista no Facebook estampou reproduções de imagens de TV na tentativa de identificar um dos invasores do prédio da prefeitura de São Paulo, no centro da cidade.

Diz o texto: “Esse cara aí, com pinta de playboy, filhinho de político, que só quer pagar de valentão. Ele que tá fazendo confusão e começou tudo, inclusive fez com que os manifestantes brigassem entre si”. A imagem rapidamente começou a ser compartilhada na rede social.

Outro grupo, o Marcha da Liberdade, usou a rede social para divulgar fotos de supostos policiais que teriam insuflado manifestantes que protestaram na noite de segunda-feira (17) na porta do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

 

Fonte: IG

+ sobre o tema

População em situação de rua aumenta 17 vezes em São Paulo

Entre dezembro de 2012 e dezembro de 2023, o...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe...

Por que ser antirracista é tão importante na luta contra a opressão racial?

O Laboratório de Estudos de Gênero e História, da...

Caixa lança edital de concurso com 3,2 mil vagas para técnicos

A Caixa Econômica Federal publicou nesta quinta-feira (22), no...

para lembrar

spot_imgspot_img

Um guia para entender o Holocausto e por que ele é lembrado em 27 de janeiro

O Holocausto foi um período da história na época da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), quando milhões de judeus foram assassinados por serem quem eram. Os assassinatos foram...

Caso Marielle: mandante da morte de vereadora teria foro privilegiado; entenda

O acordo de delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa, acusado de ser o autor dos disparos contra a vereadora Marielle Franco (PSOL), não ocorreu do dia...

Pacto em torno do Império da Lei

Uma policial militar assiste, absolutamente passiva, a um homem armado (depois identificado como investigador) perseguir e ameaçar um jovem negro na saída de uma...
-+=