Jornalista e ativista angolano Rafael Marques vence prémio Herói da Liberdade de Imprensa

O jornalista Rafael Marques de Morais, que tem “enfrentado décadas de assédio e processos jurídicos por revelar a corrupção e os abusos de direitos humanos” em Angola, foi distinguido com o prémio 70º Herói Mundial da Liberdade de Imprensa do Instituto Internacional da Imprensa (IPI)

Do Expresso 

Foto: TIAGO MIRANDA

O jornalista e ativista angolano Rafael Marques venceu o prémio 70º Herói Mundial da Liberdade de Imprensa (World Press Freedom Hero 2018) , anunciou esta terça-feira o Instituto Internacional da Imprensa (IPI).

“Apesar da repressão sistemática dos meios independentes em Angola, Rafael Marques tem conseguido – correndo grande risco pessoal – fazer incidir uma luz no abuso de poder ao nível mais elevado com coragem e persistência”, pode ler-se num comunicado enviado às redações.

O IPI sublinha que Rafael Marques tem “enfrentado décadas de assédio e processos jurídicos por revelar a corrupção e os abusos de direitos humanos” em Angola, em nome da liberdade de imprensa.

Numa nota, Rafael Marques afirmou estar “profundamente honrado e agradecido”, sublinhando que o prémio surge numa altura em que está a ser julgado por denunciar a corrupção. “O Presidente Lourenço afirma estar a lutar contra isso. No entanto, é inadequado receber um prémio internacional por fazer o trabalho básico de expor os males do meu próprio país a fim de corrigi-los para o bem comum”, ironizou.

O jornalista angolano, de 46 anos, começou a carreira no “Jornal de Angola”, detido pelo Estado angolano, passando a escrever depois em vários jornais independentes, antes de criar o site Maka Angola, onde continua a denunciar a corrupção e os abusos ao nível dos direitos humanos no país.

O prémio Herói Mundial da Liberdade de Imprensa destaca anualmente jornalistas que têm contribuído de forma significativa para a promoção da liberdade de imprensa, correndo riscos pessoais. O galardão será entregue numa cerimónia que terá lugar a 22 de junho em Abuja, na Nigéria.

+ sobre o tema

Polícia dispersa protesto contra a Vale em Moçambique

Policiais dispersaram nesta quarta-feira um protesto de moradores...

Novos rumos na África

Presa na herança estrutural terrível do passado, fragmentada por...

Argélia anula dívida de 12 países africanos

A medida do governo argelino beneficia o Benin,...

para lembrar

Socialistas querem que Hollande enfrente Merkel

Em um documento de 21 páginas coordenado pelo...

Panafricanismo galvaniza desenvolvimento de África

O vice-governador do Moxico para a esfera económica,...

Retrocesso: EUA: Suprema Corte limita responsabilidade do empregador em assédio

A Suprema Corte dos Estados Unidos determinou nesta...

Realeza Africana: 8 belas princesas negras

A mídia gosta de relatar acontecimentos da realeza europeia,...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=