domingo, setembro 19, 2021
InícioQuestões de GêneroMulher NegraJulho das Prestas: Instituto Marielle Franco lança historia em quadrinhos

Julho das Prestas: Instituto Marielle Franco lança historia em quadrinhos

No mês em que se celebra o aniversário de Marielle Franco e o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, o Instituto Marielle Franco, dirigido por Anielle Franco, estreia minisérie “Para Onde Vamos” – que será exibida no Canal Brasil e Globo Play, lança Histórias em quadrinhos que conta a vida da irmã, e organiza o livro “A Radical Imaginação Política das Mulheres Negras Brasileiras”

Tendo como ponto de partida inspirar, conectar e potencializar mulheres negras, LGBTQIA+ e periféricas a seguirem movendo as estruturas da sociedade em busca de mais justiça e igualdade, o Instituto Marielle Franco em celebração ao mês de aniversário de Marielle, no dia 27 de julho,e do Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, 25, vai promover diversas ações. No dia 07 de julho estreia a minissérie “Para Onde Vamos”, que será exibida no Canal Brasil e na Globo Play, feita pelo Instituto, o movimento Mulheres Negras Decidem e a produtora Fluxa.

Para o dia 27 de julho já está marcado o lançamento da “HQ Marielle Franco Raízes”, que será uma ferramenta para inspirar uma nova geração de jovens negros e periféricos, narrando o início da história da vereadora e suas lutas enquanto jovem negra e favelada.

“O julho das pretas é um momento muito importante para os movimentos negros, em especial para os movimentos de mulheres negras, onde se celebra a trajetória, a luta, o pioneirismo e a resistência das nossas mais velhas, das nossas ancestrais e das nossas que aqui estão. Como uma organização que tem como missão potencializar mulheres negras e como pilar a defesa da memória, estamos fazendo diversas ações neste sentido neste mês”, explica a escritora Anielle Franco.

Com entrevistas e imagens dos bastidores da atuação de mulheres negras, “Para Onde Vamos”, em formato de minissérie documental, com cinco episódios – apresenta uma narrativa de ação, potência e perspectiva positiva que desconstrói e subverte os espaços marcados por exclusão e violência. Áurea Carolina (Minas Gerais), Elaine Ferreira do Nascimento (Piauí), Paula Beatriz de Souza Cruz (São Paulo), Anielle Franco (Rio de Janeiro) e Vilma Reis (Bahia) são as personagens que, de dentro da política institucional ou na sociedade civil, atuam em seus territórios e são representantes da maior força de progresso e renovação hoje no Brasil.

Filmada durante a pandemia e com equipe 100% feminina, sendo 80% mulheres negras e de cinco cidades, a websérie se construiu a partir do levantamento de histórias e de dados realizados pelo Movimento Mulheres Negras Decidem e pelo Instituto Marielle Franco e recebeu o mesmo nome do relatório ‘‘Para Onde Vamos’’. E, assim como a pesquisa, pretende ser um processo de visibilização da atuação de mulheres negras frente ao atual contexto social, político e econômico no país. A minissérie apresenta o Movimento das Mulheres Negras do Brasil através de histórias de ativistas que estão liderando verdadeiras revoluções no modo de pensar, agir e executar políticas públicas no país.

Considerando de extrema importância as ações no mês de julho, Anielle, cria da favela da Maré (RJ) e defensora dos direitos especialmente das pessoas marginalizadas socialmente, como a população negra, pobre e favelada, escolheu a data do dia 27 de julho para lançar a “HQ Marielle Franco Raízes”, que será um livro no formato de histórias em quadrinhos, em versão física e digital, e pretende ser uma ferramenta de inspiração para jovens e meninas, especialmente negras e de favelas e periferias, como foi Marielle.

O intuito é fazer com que a sua história seja conhecida pela nova geração e que essas meninas tenham em Marielle Franco uma referência para saberem que podem ser e fazer o que quiserem. Este projeto narra o início da história de Marielle Franco e suas lutas enquanto uma menina jovem negra, favelada e mãe. “A missão do Instituto é potencializar os sonhos de mulheres negras em busca, também, da transformação de suas realidades. Além do dia 25, dia histórico da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, o dia 27 é o dia em que celebramos a vida da Marielle. Como boa leonina, ela adorava comemorar e fazer da luta também uma celebração. Por isso, fazemos questão de manter essa tradição, entendendo que a defesa pela memória da sua vida, do seu modo de fazer política e ativismo, é também lutar por justiça” conclui a diretora , que criou o Instituto com sua família no intuito de lutar por justiça, defender a memória de Marielle, multiplicar o legado e regar suas sementes.

Sobre o livro

“A Radical Imaginação Política das Mulheres Negras Brasileiras” foi lançado virtualmente dia 21 de junho e é uma contribuição no processo de visibilização das respostas e soluções empreendidas pelas mulheres negras brasileiras frente ao atual contexto de crise social, política e econômica. Com organização de Ana Carolina Lourenço (Mulheres Negras Decidem) e Anielle Franco (Instituto Marielle Franco), e com o apoio da Fundação Rosa Luxemburgo, a obra reúne escritos, entrevistas, projetos de leis e discursos de mulheres negras que dão as pistas do porquê a presença feminina na política pode representar mudanças da qualidade na democracia e na sociedade.

Dentre as autoras que aceitaram o desafio da escrita ou que cederam seus textos estão Andréa Lopes, Áurea Carolina, Benedita da Silva, Diana Mendes, Erica Malunguinho, Fabiana Pinto, Gabrielle Abreu, Juliana Marques, Leci Brandão, Renata Dias, Regina Sousa, Vilma Reis, Lúcia Xavier e Talíria Petrone. O livro conta ainda com as “escrevivências” de Lélia Gonzalez, Luiza Bairros e Marielle Franco e teve as participações de Christiane Gomes (mediação), Anielle Franco e Ana Carolina Lourenço (organizadoras do livro) e Vilma Reis (uma das autoras) no lançamento. O arquivo em PDF da publicação pode ser acessado com download gratuito em https://url.gratis/QOM5C .

Aniele Franco

Escritora, esportista, palestrante, professora e colunista, Anielle Franco dirige o Instituto Marielle Franco, uma organização sem fins lucrativos, criada pela família de Marielle Franco com o objetivo de lutar por justiça, defender sua memória, multiplicar o legado e regar suas sementes. Cria da favela da Maré no Rio de Janeiro, Anielle é Bacharel em Jornalismo e Inglês pela Universidade Central de Carolina do Norte, Bacharel-Licenciada em Inglês/Literaturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Mestra em Jornalismo e Inglês pela Universidade de Florida A&M e, atualmente, é Mestranda no CEFET, Universidade Federal no Rio de Janeiro, cursando Relações Étnico-Raciais Com O Foco Na Identidade Das Mulheres Negras.

Instituto Marielle Franco

O Instituto Marielle Franco é uma organização sem fins lucrativos, criada pela família de Marielle Franco com o objetivo de lutar por justiça, defender sua memória, multiplicar o legado e regar suas sementes. Sua missão consiste em inspirar, conectar e potencializar mulheres negras, LGBTs e periféricas a seguirem movendo as estruturas da sociedade em busca de mais justiça e igualdade, através do legado e da memória de Marielle Franco.

RELATED ARTICLES